Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 12 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sorteio coloca Alemanha no caminho do Brasil no futebol masculino em Tóquio-2020



21/04/2021 | 09:25


O Brasil já sabe quem serão os seus adversários no torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, adiados no ano passado por causa da pandemia do novo coronavírus. Nesta quarta-feira, um sorteio na sede da Fifa, em Zurique, na Suíça, definiu os grupos da competição e a seleção brasileira enfrentará Alemanha, Costa do Marfim e Arábia Saudita na primeira fase.

Atual campeão olímpico, o Brasil foi cabeça de chave no sorteio e entrou no Grupo D. Logo de cara a Alemanha foi definida como a rival da estreia, no dia 22 de julho, no estádio Internacional de Yokohama. O local é o mesmo onde brasileiros e alemães fizeram a final da Copa do Mundo de 2002, com vitória do time comandado pelo técnico Felipão por 2 a 0.

Mas Brasil e Alemanha também têm uma rivalidade em jogos com suas seleções olímpicas. Os alemães são os adversário que os brasileiros mais enfrentaram na história. Ao todo são seis partidas, sendo que a mais importante e emblemática foi o último encontro em 2016, na decisão dos Jogos do Rio-2016, quando o Brasil conquistou a sua primeira medalha de ouro ao vencer na disputa de pênaltis por 5 a 4, após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação.

A segunda rodada da fase de grupos será disputada no mesmo estádio, em Yokohama, contra a Costa do Marfim, no dia 25. O último duelo será no dia 28 contra a Arábia Saudita, em Saitama. O jogo contra os sauditas será o segundo encontro entre as duas seleções olímpicas na história. O Brasil nunca enfrentou os marfinenses na categoria sub-23.

PREPARAÇÃO - Durante todo seu período de preparação, a seleção olímpica já fez 20 partidas, com 14 vitórias, três empates e três derrotas. Foram 48 gols marcados e 17 sofridos. O artilheiro é o atacante Matheus Cunha, que já marcou 16 gols. Atrás dele estão Anthony e Paulinho, com seis cada.

Nestas partidas, o técnico André Jardine pôde observar 68 atletas diferentes e conquistar o Torneio Maurice Rivello (antigo Torneio de Toulon), além de assegurar a vaga em Tóquio no Pré-Olímpico da Colômbia, no início de 2020.

Quando o assunto é Olimpíada, o Brasil também é um dos melhores. Sua primeira participação foi em 1952, quando foi até as quartas de final. De lá para cá, foram 13 participações. Desde 1960, a seleção só não disputou três torneios olímpicos de futebol masculino (Moscou-1980, Barcelona-1992 e Atenas-2004).

São, ao todo, seis medalhas olímpicas no futebol masculino: duas de bronze, três de prata e uma de ouro. Com esse título, a seleção brasileira se juntou a Inglaterra (1908), Bélgica (1920) e Espanha (1992) como um dos únicos times a conquistarem a medalha dourada dentro de casa. Em todos os tempos, o Brasil também é a equipe com mais vitórias na história da competição: 34.

O torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 reúne 16 seleções. Após a fase de grupos, os dois melhores de cada chave se classificam para as quartas de final, de onde a competição segue em formato de mata-mata até a decisão.

Confira os grupos do torneio de futebol masculino em Tóquio-2020:

Grupo A - Japão, África do Sul, México e França

Grupo B - Nova Zelândia, Coreia do Sul, Honduras e Romênia

Grupo C - Egito, Espanha, Argentina e Austrália

Grupo D - Brasil, Alemanha, Costa do Marfim e Arábia Saudita



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sorteio coloca Alemanha no caminho do Brasil no futebol masculino em Tóquio-2020


21/04/2021 | 09:25


O Brasil já sabe quem serão os seus adversários no torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, adiados no ano passado por causa da pandemia do novo coronavírus. Nesta quarta-feira, um sorteio na sede da Fifa, em Zurique, na Suíça, definiu os grupos da competição e a seleção brasileira enfrentará Alemanha, Costa do Marfim e Arábia Saudita na primeira fase.

Atual campeão olímpico, o Brasil foi cabeça de chave no sorteio e entrou no Grupo D. Logo de cara a Alemanha foi definida como a rival da estreia, no dia 22 de julho, no estádio Internacional de Yokohama. O local é o mesmo onde brasileiros e alemães fizeram a final da Copa do Mundo de 2002, com vitória do time comandado pelo técnico Felipão por 2 a 0.

Mas Brasil e Alemanha também têm uma rivalidade em jogos com suas seleções olímpicas. Os alemães são os adversário que os brasileiros mais enfrentaram na história. Ao todo são seis partidas, sendo que a mais importante e emblemática foi o último encontro em 2016, na decisão dos Jogos do Rio-2016, quando o Brasil conquistou a sua primeira medalha de ouro ao vencer na disputa de pênaltis por 5 a 4, após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação.

A segunda rodada da fase de grupos será disputada no mesmo estádio, em Yokohama, contra a Costa do Marfim, no dia 25. O último duelo será no dia 28 contra a Arábia Saudita, em Saitama. O jogo contra os sauditas será o segundo encontro entre as duas seleções olímpicas na história. O Brasil nunca enfrentou os marfinenses na categoria sub-23.

PREPARAÇÃO - Durante todo seu período de preparação, a seleção olímpica já fez 20 partidas, com 14 vitórias, três empates e três derrotas. Foram 48 gols marcados e 17 sofridos. O artilheiro é o atacante Matheus Cunha, que já marcou 16 gols. Atrás dele estão Anthony e Paulinho, com seis cada.

Nestas partidas, o técnico André Jardine pôde observar 68 atletas diferentes e conquistar o Torneio Maurice Rivello (antigo Torneio de Toulon), além de assegurar a vaga em Tóquio no Pré-Olímpico da Colômbia, no início de 2020.

Quando o assunto é Olimpíada, o Brasil também é um dos melhores. Sua primeira participação foi em 1952, quando foi até as quartas de final. De lá para cá, foram 13 participações. Desde 1960, a seleção só não disputou três torneios olímpicos de futebol masculino (Moscou-1980, Barcelona-1992 e Atenas-2004).

São, ao todo, seis medalhas olímpicas no futebol masculino: duas de bronze, três de prata e uma de ouro. Com esse título, a seleção brasileira se juntou a Inglaterra (1908), Bélgica (1920) e Espanha (1992) como um dos únicos times a conquistarem a medalha dourada dentro de casa. Em todos os tempos, o Brasil também é a equipe com mais vitórias na história da competição: 34.

O torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 reúne 16 seleções. Após a fase de grupos, os dois melhores de cada chave se classificam para as quartas de final, de onde a competição segue em formato de mata-mata até a decisão.

Confira os grupos do torneio de futebol masculino em Tóquio-2020:

Grupo A - Japão, África do Sul, México e França

Grupo B - Nova Zelândia, Coreia do Sul, Honduras e Romênia

Grupo C - Egito, Espanha, Argentina e Austrália

Grupo D - Brasil, Alemanha, Costa do Marfim e Arábia Saudita

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;