Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Com 4x200m livre, natação do Brasil garante mais 6 vagas na Olimpíada de Tóquio



20/04/2021 | 21:41


A natação do Brasil garantiu mais seis vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta terça-feira. O destaque do dia na Seletiva Olímpica de Natação, realizada no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, foram os nadadores dos 200 metros livre. Fernando Scheffer e Breno Correia obtiveram os índices na prova individual e asseguraram o time brasileiro no revezamento 4x200m livre.

Scheffer venceu a prova com o tempo de 1min46s28, sendo seguido por Breno Correia, com 1min46s72. Os dois nadadores e Murilo Sartori, terceiro colocado da prova, vão fazer suas estreias em Jogos Olímpicos. O quarteto do revezamento será completado por Luiz Altamir, quarto colocado na prova individual.

Os quatro confirmaram a equipe brasileira do revezamento, uma vez que vinham dominando a prova nos últimos anos. "A prova era muito forte e essa concorrência só nos fortalece ainda mais. Cada um tem uma característica individual e acho que a gente se completa. Vamos trabalhar bastante nos próximos meses para conseguir representar bem o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio", projetou Scheffer.

Na prova dos 100 metros costas, Guilherme Basseto e Guilherme Guido nadaram abaixo do índice e também confirmara a vaga olímpica. Vencedor da prova, Basseto venceu com o tempo de 53s84. Guido marcou 53s85, que era exatamente o índice exigido.

No feminino, Etiene Medeiros se destacou tanto nas eliminatórias, pela manhã, quanto na final dos 100m costas. Mas não teve sucesso. Marcou 1min01s37, acima do índice. A especialidade da nadadora é o 50m costas, prova na qual já foi campeã mundial.

Nos 100m peito feminino. Jhennifer Conceição também não conseguiu obter a classificação olímpica. Venceu a prova com 1min08s08 na final, acima do tempo registrado nas eliminatórias: 1min07s35. Nos 400m livre feminino, nenhuma atleta obteve o índice.

A Seletiva Olímpica teve início na segunda-feira, quando Guilherme Costa, nos 400m livre, e Felipe Lima, nos 100m peito, foram os primeiros brasileiros a garantirem o índice olímpico. A competição será disputada até sábado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Com 4x200m livre, natação do Brasil garante mais 6 vagas na Olimpíada de Tóquio


20/04/2021 | 21:41


A natação do Brasil garantiu mais seis vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta terça-feira. O destaque do dia na Seletiva Olímpica de Natação, realizada no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, foram os nadadores dos 200 metros livre. Fernando Scheffer e Breno Correia obtiveram os índices na prova individual e asseguraram o time brasileiro no revezamento 4x200m livre.

Scheffer venceu a prova com o tempo de 1min46s28, sendo seguido por Breno Correia, com 1min46s72. Os dois nadadores e Murilo Sartori, terceiro colocado da prova, vão fazer suas estreias em Jogos Olímpicos. O quarteto do revezamento será completado por Luiz Altamir, quarto colocado na prova individual.

Os quatro confirmaram a equipe brasileira do revezamento, uma vez que vinham dominando a prova nos últimos anos. "A prova era muito forte e essa concorrência só nos fortalece ainda mais. Cada um tem uma característica individual e acho que a gente se completa. Vamos trabalhar bastante nos próximos meses para conseguir representar bem o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio", projetou Scheffer.

Na prova dos 100 metros costas, Guilherme Basseto e Guilherme Guido nadaram abaixo do índice e também confirmara a vaga olímpica. Vencedor da prova, Basseto venceu com o tempo de 53s84. Guido marcou 53s85, que era exatamente o índice exigido.

No feminino, Etiene Medeiros se destacou tanto nas eliminatórias, pela manhã, quanto na final dos 100m costas. Mas não teve sucesso. Marcou 1min01s37, acima do índice. A especialidade da nadadora é o 50m costas, prova na qual já foi campeã mundial.

Nos 100m peito feminino. Jhennifer Conceição também não conseguiu obter a classificação olímpica. Venceu a prova com 1min08s08 na final, acima do tempo registrado nas eliminatórias: 1min07s35. Nos 400m livre feminino, nenhuma atleta obteve o índice.

A Seletiva Olímpica teve início na segunda-feira, quando Guilherme Costa, nos 400m livre, e Felipe Lima, nos 100m peito, foram os primeiros brasileiros a garantirem o índice olímpico. A competição será disputada até sábado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;