Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Para Tostes, arrecadação surpreende, mas adere a parâmetros econômicos



20/04/2021 | 16:17


O secretário especial da Receita Federal, José Tostes, disse que, apesar de surpreenderem, os resultados da arrecadação de tributos e contribuições federais de março e do primeiro trimestre são "aderentes" aos indicadores econômicos do período e indicam a recuperação da atividade brasileira.

"A arrecadação de tributos iniciou recuperação em agosto de 2020, o que vem ocorrendo até março", afirmou.

Tostes não costuma participar das entrevistas mensais da Receita Federal que divulgam os dados da arrecadação federal. Pelo segundo mês consecutivo, diante do dado recorde, porém, ele e o ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiram participar da coletiva. Guedes, no entanto, fez apenas um pronunciamento e deixou a transmissão antes das perguntas dos jornalistas, como de costume. O ministro também tem marcado presença nas divulgações de dados sobre emprego formal, sem responder a perguntas.

De acordo com o secretário, houve pagamento extraordinário de R$ 10,5 bilhões em IRPJ e CSLL no 1º trimestre - ele não detalhou o motivo. Ele também destacou o crescimento dos tributos relacionados ao comércio exterior e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Tostes salientou ainda o resultado positivo no 1º trimestre no Simples, com arrecadação de R$ 30 bi (crescimento real de 3,9%).

"O resultado da arrecadação poderia ser mais expressivo não fosse aumento de compensações", completou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Para Tostes, arrecadação surpreende, mas adere a parâmetros econômicos


20/04/2021 | 16:17


O secretário especial da Receita Federal, José Tostes, disse que, apesar de surpreenderem, os resultados da arrecadação de tributos e contribuições federais de março e do primeiro trimestre são "aderentes" aos indicadores econômicos do período e indicam a recuperação da atividade brasileira.

"A arrecadação de tributos iniciou recuperação em agosto de 2020, o que vem ocorrendo até março", afirmou.

Tostes não costuma participar das entrevistas mensais da Receita Federal que divulgam os dados da arrecadação federal. Pelo segundo mês consecutivo, diante do dado recorde, porém, ele e o ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiram participar da coletiva. Guedes, no entanto, fez apenas um pronunciamento e deixou a transmissão antes das perguntas dos jornalistas, como de costume. O ministro também tem marcado presença nas divulgações de dados sobre emprego formal, sem responder a perguntas.

De acordo com o secretário, houve pagamento extraordinário de R$ 10,5 bilhões em IRPJ e CSLL no 1º trimestre - ele não detalhou o motivo. Ele também destacou o crescimento dos tributos relacionados ao comércio exterior e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Tostes salientou ainda o resultado positivo no 1º trimestre no Simples, com arrecadação de R$ 30 bi (crescimento real de 3,9%).

"O resultado da arrecadação poderia ser mais expressivo não fosse aumento de compensações", completou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;