Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 12 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Bia Haddad sobe mais de 50 colocações no ranking e volta a ser número 1 do Brasil



19/04/2021 | 10:29


O fato já era previsto, mas foi confirmado nesta segunda-feira com a atualização do ranking da WTA. A tenista paulista Beatriz Haddad Maia retomou o posto de número 1 do Brasil com um salto de 52 colocações, que a fez subir para o 242.º lugar, deixando para trás a gaúcha Gabriela Cé, que ganhou três posições e agora é a 248.ª do mundo.

As duas melhores do Brasil foram beneficiadas na semana passada com o anúncio de Roland Garros, Grand Slam em Paris, na França, que aumentará o número de participantes no qualifying de 96 para 128. Com isso, Bia Haddad e Gabriela Cé têm mais chances de conseguir entrar na fase classificatória para o torneio, que será em junho.

Bia Haddad subiu bastante porque só nesta segunda-feira é que foram computados os 65 pontos conquistados com o título no W25 de Córdoba, na Argentina. Ela poderia até ter ganhado mais colocações se não tivesse parado na estreia no W60 de Oeiras. Nesta semana, a paulista disputa outro torneio em Portugal, desta vez um W25 novamente em Oeiras.

No masculino, não começou bem a semana para os principais tenistas brasileiros em termos de ranking. Dos oito melhores do País na ATP, somente o cearense Thiago Monteiro conseguiu ganhar algum terreno. Ele subiu uma única colocação e agora é o número 76 do mundo.

Depois dele, somente mais um não perdeu terreno: o gaúcho Orlando Luz, que se manteve no 329.º lugar. Os outros seis representantes nacionais que estão entre Orlandinho e Monteiro acabaram amargando quedas nesta semana. Os dois que mais caíram foram os paulistas Thomaz Bellucci, que perdeu 17 lugares e agora é apenas o 322.º do mundo, e Pedro Sakamoto, que desceu 14 colocações e foi para a 315.ª. O mineiro João Menezes teve uma queda de quatro lugares e deixou o Top 200, ocupando agora o 201.º posto.

Já Thiago Wild, Felipe Meligeni e Guilherme Clezar tiveram quedas bem leves. O jovem paranaense perdeu uma colocação e agora é o 124.º, o sobrinho de Fernando Meligeni também caiu uma posição e foi para o 237.º lugar e o gaúcho desceu dois lugares e ocupa o 285.º.

No Top 10, o russo Andrey Rublev somou 600 pontos com o vice no Masters 1000 de Montecarlo - onde bateu o espanhol Rafael Nadal e disputou pela primeira vez uma final deste nível - e com isso deixou para trás o suíço Roger Federer no ranking.

Rublev é agora o número 7 do mundo, a sua maior marca da carreira. Ele leva apenas 80 pontos de vantagem para Federer e está 170 pontos atrás do alemão Alexander Zverev, o atual sexto colocado na lista da ATP, podendo superá-lo nesta semana se for campeão no ATP 500 de Barcelona, na Espanha, onde é o cabeça de chave 3.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bia Haddad sobe mais de 50 colocações no ranking e volta a ser número 1 do Brasil


19/04/2021 | 10:29


O fato já era previsto, mas foi confirmado nesta segunda-feira com a atualização do ranking da WTA. A tenista paulista Beatriz Haddad Maia retomou o posto de número 1 do Brasil com um salto de 52 colocações, que a fez subir para o 242.º lugar, deixando para trás a gaúcha Gabriela Cé, que ganhou três posições e agora é a 248.ª do mundo.

As duas melhores do Brasil foram beneficiadas na semana passada com o anúncio de Roland Garros, Grand Slam em Paris, na França, que aumentará o número de participantes no qualifying de 96 para 128. Com isso, Bia Haddad e Gabriela Cé têm mais chances de conseguir entrar na fase classificatória para o torneio, que será em junho.

Bia Haddad subiu bastante porque só nesta segunda-feira é que foram computados os 65 pontos conquistados com o título no W25 de Córdoba, na Argentina. Ela poderia até ter ganhado mais colocações se não tivesse parado na estreia no W60 de Oeiras. Nesta semana, a paulista disputa outro torneio em Portugal, desta vez um W25 novamente em Oeiras.

No masculino, não começou bem a semana para os principais tenistas brasileiros em termos de ranking. Dos oito melhores do País na ATP, somente o cearense Thiago Monteiro conseguiu ganhar algum terreno. Ele subiu uma única colocação e agora é o número 76 do mundo.

Depois dele, somente mais um não perdeu terreno: o gaúcho Orlando Luz, que se manteve no 329.º lugar. Os outros seis representantes nacionais que estão entre Orlandinho e Monteiro acabaram amargando quedas nesta semana. Os dois que mais caíram foram os paulistas Thomaz Bellucci, que perdeu 17 lugares e agora é apenas o 322.º do mundo, e Pedro Sakamoto, que desceu 14 colocações e foi para a 315.ª. O mineiro João Menezes teve uma queda de quatro lugares e deixou o Top 200, ocupando agora o 201.º posto.

Já Thiago Wild, Felipe Meligeni e Guilherme Clezar tiveram quedas bem leves. O jovem paranaense perdeu uma colocação e agora é o 124.º, o sobrinho de Fernando Meligeni também caiu uma posição e foi para o 237.º lugar e o gaúcho desceu dois lugares e ocupa o 285.º.

No Top 10, o russo Andrey Rublev somou 600 pontos com o vice no Masters 1000 de Montecarlo - onde bateu o espanhol Rafael Nadal e disputou pela primeira vez uma final deste nível - e com isso deixou para trás o suíço Roger Federer no ranking.

Rublev é agora o número 7 do mundo, a sua maior marca da carreira. Ele leva apenas 80 pontos de vantagem para Federer e está 170 pontos atrás do alemão Alexander Zverev, o atual sexto colocado na lista da ATP, podendo superá-lo nesta semana se for campeão no ATP 500 de Barcelona, na Espanha, onde é o cabeça de chave 3.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;