Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Ministros das finanças da zona do euro expressam consenso por apoio econômico



16/04/2021 | 17:02


O Eurogrupo, que reúne os ministros das finanças da zona do euro, informou nesta sexta-feira, 16, que existe consenso "sobre a necessidade de continuar a aplicar medidas orçamentais de apoio em 2021 e 2022 e enquanto persistir a emergência de saúde". Em comunicado após reunião, o órgão indicou que espera um crescimento de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) da região em 2021 , e um retorno aos níveis de antes da pandemia na região em 2022.

"A prioridade é permanecer ágil e continuar a ajudar os cidadãos na Europa e em todo o mundo a combater o vírus e suas variantes", indica o documento. "Estamos empenhados em manter o apoio fiscal em vigor, implementar nosso Recurso de Recuperação e Resiliência comum e ajustar nossa resposta conforme as necessidades surjam", afirmou o presidente do Eurogrupo, Paschal Donohoe.

Os ministros saudaram a consulta pública do Banco Central Europeu (BCE) sobre um euro digital. O resultado foi sem "precedentes à consulta pública do BCE", com 8 mil respostas, e "demonstra a importância deste trabalho para os cidadãos".

Segundo o comunicado, as prioridades para a retomada são "avanço na transição verde; acelerar e expandir as reformas e transformações digitais; e recuperação social e econômica e geração de empregos".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ministros das finanças da zona do euro expressam consenso por apoio econômico


16/04/2021 | 17:02


O Eurogrupo, que reúne os ministros das finanças da zona do euro, informou nesta sexta-feira, 16, que existe consenso "sobre a necessidade de continuar a aplicar medidas orçamentais de apoio em 2021 e 2022 e enquanto persistir a emergência de saúde". Em comunicado após reunião, o órgão indicou que espera um crescimento de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) da região em 2021 , e um retorno aos níveis de antes da pandemia na região em 2022.

"A prioridade é permanecer ágil e continuar a ajudar os cidadãos na Europa e em todo o mundo a combater o vírus e suas variantes", indica o documento. "Estamos empenhados em manter o apoio fiscal em vigor, implementar nosso Recurso de Recuperação e Resiliência comum e ajustar nossa resposta conforme as necessidades surjam", afirmou o presidente do Eurogrupo, Paschal Donohoe.

Os ministros saudaram a consulta pública do Banco Central Europeu (BCE) sobre um euro digital. O resultado foi sem "precedentes à consulta pública do BCE", com 8 mil respostas, e "demonstra a importância deste trabalho para os cidadãos".

Segundo o comunicado, as prioridades para a retomada são "avanço na transição verde; acelerar e expandir as reformas e transformações digitais; e recuperação social e econômica e geração de empregos".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;