Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André fica no 0 a 0 com o São Bento

Erro da arbitragem livra o Ramalhão da derrota no Canindé


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

13/04/2021 | 22:09


Em um jogo frio como a noite desta terça-feira (13), o Santo André ficou no empate sem gols com o São Bento, no Estádio do Canindé, na reestreia do Ramalhão no Campeonato Paulista após um mês sem entrar em campo em razão da pandemia. Ruim para os planos andreenses, porque a ideia era conquistar três pontos para se afastar o máximo possível dos últimos colocados. Mas não foi de todo ruim, principalmente por conta de um equívoco da arbitragem, que marcou falta em um lance que seria gol do time de Sorocaba: um ponto é melhor do que nenhum.

Consequentemente o Santo André chegou aos seis pontos, na vice-liderança do Grupo A. Já o São Bento é lanterna da Chave B, com três. O Ramalhão ainda não sabe quando voltará a campo (a Federação ainda não divulgou os jogos a partir do fim de semana), enquanto o Bentão joga na sexta-feira, contra o Corinthians, na Neo Química Arena.

Com o técnico Paulo Roberto acompanhando o jogo das tribunas, o Santo André teve a baixa do meia Gegê, principal articulador do time. Assim, Vitinho Schimith foi o escolhido, mas com característica mais de marcador do que armador, o Ramalhão tinha muita dificuldade em fazer a bola chegar a Tiago Marques, que iniciou como titular, deixando Ramon na reserva.

Na primeira etapa, o Santo André teve maior controle – o que não é bem característica de seu futebol reativo. Fernandinho, duas vezes, e Vitinho tentaram de média distância. Do outro lado, Fernando Henrique não foi exigido.

Já no segundo tempo o São Bento começou a propor mais o jogo. E abriu o placar aos 14 minutos, com Patrick Vieira, mas a arbitragem marcou falta sobre Bruno Santos antes de o meia da equipe sorocabana mandar às redes – para alívio ramalhino. O auxiliar Alan Dotti mexeu no time, que não reagiu e o empate persistiu.

"Não sentimos a falta de ritmo, mas precisamos ter mais tranquilidade. Precisamos sentir muito esse empate, com gosto de derrota. As equipes têm objetivos diferentes. Temos uma semana cheia de trabalho para consertar algumas coisas, o professor Paulo está voltando e vamos tentar fazer um próximo jogo melhor", afirmou o meia Bruno Cosendey à SporTV após a partida. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André fica no 0 a 0 com o São Bento

Erro da arbitragem livra o Ramalhão da derrota no Canindé

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

13/04/2021 | 22:09


Em um jogo frio como a noite desta terça-feira (13), o Santo André ficou no empate sem gols com o São Bento, no Estádio do Canindé, na reestreia do Ramalhão no Campeonato Paulista após um mês sem entrar em campo em razão da pandemia. Ruim para os planos andreenses, porque a ideia era conquistar três pontos para se afastar o máximo possível dos últimos colocados. Mas não foi de todo ruim, principalmente por conta de um equívoco da arbitragem, que marcou falta em um lance que seria gol do time de Sorocaba: um ponto é melhor do que nenhum.

Consequentemente o Santo André chegou aos seis pontos, na vice-liderança do Grupo A. Já o São Bento é lanterna da Chave B, com três. O Ramalhão ainda não sabe quando voltará a campo (a Federação ainda não divulgou os jogos a partir do fim de semana), enquanto o Bentão joga na sexta-feira, contra o Corinthians, na Neo Química Arena.

Com o técnico Paulo Roberto acompanhando o jogo das tribunas, o Santo André teve a baixa do meia Gegê, principal articulador do time. Assim, Vitinho Schimith foi o escolhido, mas com característica mais de marcador do que armador, o Ramalhão tinha muita dificuldade em fazer a bola chegar a Tiago Marques, que iniciou como titular, deixando Ramon na reserva.

Na primeira etapa, o Santo André teve maior controle – o que não é bem característica de seu futebol reativo. Fernandinho, duas vezes, e Vitinho tentaram de média distância. Do outro lado, Fernando Henrique não foi exigido.

Já no segundo tempo o São Bento começou a propor mais o jogo. E abriu o placar aos 14 minutos, com Patrick Vieira, mas a arbitragem marcou falta sobre Bruno Santos antes de o meia da equipe sorocabana mandar às redes – para alívio ramalhino. O auxiliar Alan Dotti mexeu no time, que não reagiu e o empate persistiu.

"Não sentimos a falta de ritmo, mas precisamos ter mais tranquilidade. Precisamos sentir muito esse empate, com gosto de derrota. As equipes têm objetivos diferentes. Temos uma semana cheia de trabalho para consertar algumas coisas, o professor Paulo está voltando e vamos tentar fazer um próximo jogo melhor", afirmou o meia Bruno Cosendey à SporTV após a partida. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;