Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Governo de SP inaugura hospital de campanha com só 1/6 da capacidade



13/04/2021 | 20:52


O governo de São Paulo inaugurou nesta terça-feira, 13, o Hospital Metropolitano Santa Cecília, com 1/6 dos leitos prometidos inicialmente. A unidade de saúde está funcionando com 30 leitos no total (20 de enfermaria e 10 de UTI) dos 180 prometidos inicialmente pela gestão atual. O governador João Doria (PSDB) disse que o aumento será gradativo e até o final do mês 60 leitos estarão funcionando. Ainda não há prazo para entrega da totalidade.

"O investimento do Governo de São Paulo é de R$ 12 milhões por mês e a implantação ocorre em fases para que os pacientes sejam atendidos de forma adequada nos leitos primários e nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva)", disse Doria.

O Santa Cecília, no centro, é o oitavo hospital de campanha inaugurado pela gestão Doria nesta segunda onda da covid-19, o 12º desde que a pandemia começou. Segundo o governo estadual estão sendo investidos R$ 12 milhões por mês para o custeio.

Diferentemente do ano passado, os hospitais agora estão sendo adaptados em estruturas físicas já existentes. A unidade em Santa Cecília foi cedido gratuitamente ao governo pelo empresário Paulo Sergio Barbanti, fundador da Intermédica.

"Abdicamos da opção das tendas que fizemos na primeira onda e optamos por utilizar estruturas físicas hospitalares porque oferecem melhores condições de trabalho, de operacionalidade e melhores condições para os pacientes", explicou Doria.

Desde a segunda quinzena de março, sete unidades entraram em operação: uma na Zona Norte da Capital e nos AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades) de Andradina, Barretos, Botucatu, Campinas, Sorocaba e Itapeva.

O Governo de São Paulo também reativou neste ano o hospital de campanha de Heliópolis, instalado no AME da zona Sul da Capital, e ampliou o AME de Franca, e o Hospital Estadual de Bebedouro.

Segundo a gestão Doria, nesta semana deve ser inaugurado hospital de campanha em Bauru, instalado no prédio da USP, com 40 leitos de enfermaria e 10 leitos de UTI. Também estão previstos outros seis hospitais nos AMEs de Assis, Lorena, Dracena, Tupã, Santo André e Santos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governo de SP inaugura hospital de campanha com só 1/6 da capacidade


13/04/2021 | 20:52


O governo de São Paulo inaugurou nesta terça-feira, 13, o Hospital Metropolitano Santa Cecília, com 1/6 dos leitos prometidos inicialmente. A unidade de saúde está funcionando com 30 leitos no total (20 de enfermaria e 10 de UTI) dos 180 prometidos inicialmente pela gestão atual. O governador João Doria (PSDB) disse que o aumento será gradativo e até o final do mês 60 leitos estarão funcionando. Ainda não há prazo para entrega da totalidade.

"O investimento do Governo de São Paulo é de R$ 12 milhões por mês e a implantação ocorre em fases para que os pacientes sejam atendidos de forma adequada nos leitos primários e nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva)", disse Doria.

O Santa Cecília, no centro, é o oitavo hospital de campanha inaugurado pela gestão Doria nesta segunda onda da covid-19, o 12º desde que a pandemia começou. Segundo o governo estadual estão sendo investidos R$ 12 milhões por mês para o custeio.

Diferentemente do ano passado, os hospitais agora estão sendo adaptados em estruturas físicas já existentes. A unidade em Santa Cecília foi cedido gratuitamente ao governo pelo empresário Paulo Sergio Barbanti, fundador da Intermédica.

"Abdicamos da opção das tendas que fizemos na primeira onda e optamos por utilizar estruturas físicas hospitalares porque oferecem melhores condições de trabalho, de operacionalidade e melhores condições para os pacientes", explicou Doria.

Desde a segunda quinzena de março, sete unidades entraram em operação: uma na Zona Norte da Capital e nos AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades) de Andradina, Barretos, Botucatu, Campinas, Sorocaba e Itapeva.

O Governo de São Paulo também reativou neste ano o hospital de campanha de Heliópolis, instalado no AME da zona Sul da Capital, e ampliou o AME de Franca, e o Hospital Estadual de Bebedouro.

Segundo a gestão Doria, nesta semana deve ser inaugurado hospital de campanha em Bauru, instalado no prédio da USP, com 40 leitos de enfermaria e 10 leitos de UTI. Também estão previstos outros seis hospitais nos AMEs de Assis, Lorena, Dracena, Tupã, Santo André e Santos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;