Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA: Relatório diz que China tenta aumentar influência e enfraquecer Washington



13/04/2021 | 14:26


Em um relatório de inteligência divulgado nesta terça-feira, 13, os Estados Unidos avaliam que o Partido Comunista Chinês continuará seus esforços para aumentar a influência de Pequim enquanto tenta enfraquecer Washington. Segundo o documento, o país asiático também busca criar barreiras entre o governo americano e seus principais aliados, além de promover novas normas internacionais que favoreçam o "sistema autoritário" chinês.

"Os líderes chineses provavelmente buscarão oportunidades táticas para reduzir as tensões com Washington quando tais oportunidades forem adequadas a seus interesses", diz um trecho do relatório. Segundo os EUA, a China manterá o foco em inovações e políticas industriais porque os líderes do país veem essa estratégia como necessária para reduzir a dependência de tecnologias estrangeiras, permitir avanços militares e sustentar o crescimento econômico.

Na visão das agências de inteligência americanas, a China está divulgando seu sucesso em conter a pandemia de covid-19 como uma evidência de superioridade. "Pequim vê as relações EUA-China cada vez mais competitivas como parte de uma mudança geopolítica histórica e vê as medidas econômicas de Washington contra Pequim desde 2018 como parte de um esforço mais amplo dos EUA para conter a ascensão da China", aponta o relatório.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA: Relatório diz que China tenta aumentar influência e enfraquecer Washington


13/04/2021 | 14:26


Em um relatório de inteligência divulgado nesta terça-feira, 13, os Estados Unidos avaliam que o Partido Comunista Chinês continuará seus esforços para aumentar a influência de Pequim enquanto tenta enfraquecer Washington. Segundo o documento, o país asiático também busca criar barreiras entre o governo americano e seus principais aliados, além de promover novas normas internacionais que favoreçam o "sistema autoritário" chinês.

"Os líderes chineses provavelmente buscarão oportunidades táticas para reduzir as tensões com Washington quando tais oportunidades forem adequadas a seus interesses", diz um trecho do relatório. Segundo os EUA, a China manterá o foco em inovações e políticas industriais porque os líderes do país veem essa estratégia como necessária para reduzir a dependência de tecnologias estrangeiras, permitir avanços militares e sustentar o crescimento econômico.

Na visão das agências de inteligência americanas, a China está divulgando seu sucesso em conter a pandemia de covid-19 como uma evidência de superioridade. "Pequim vê as relações EUA-China cada vez mais competitivas como parte de uma mudança geopolítica histórica e vê as medidas econômicas de Washington contra Pequim desde 2018 como parte de um esforço mais amplo dos EUA para conter a ascensão da China", aponta o relatório.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;