Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Após maior déficit da história, Internacional anuncia demissões



07/04/2021 | 22:54


Depois de anunciar seu maior déficit da história, registrado em 2020, a direção do Internacional resolveu agir. E demitiu ao longo desta quarta-feira cerca de 50 pessoas, entre elas ex-jogadores, como Iarley e Fabiano. A meta é desligar até 60 funcionários para reequilibrar as contas do clube gaúcho.

O Inter registrou na temporada passada um déficit de R$ 90 milhões, o maior de sua história. Diante deste rombo, o clube luta agora para ao menos terminar 2021 zerado, sem obter novo déficit. "Já era previsto que o momento atípico que o mundo está vivendo, com a pandemia da covid-19, causasse grandes impactos nas receitas e colocasse o clube em uma nova realidade. O momento é de transição e de adaptação ao novo cenário", anunciou o clube.

No mesmo comunicado, o Inter lista as medidas que já está tomando para reajustar suas contas: "redução de contratos com parceiros, fornecedores e suprimentos; redução de investimentos e redução da folha de pagamentos e do quadro funcional, ajustando o clube para a nova realidade".

Um dos demitidos foi Iarley, um dos símbolos da conquista do título mundial de 2006, como jogador. Ele vinha trabalhando no clube como coordenador técnico das categorias de base. Atuava na área desde 2016, no Inter. "Gostaríamos de agradecer a todos pela dedicação e respeito que sempre tiveram ao Colorado", disse a direção do clube.

O Inter avisou que vender jogadores é uma das metas para recuperar as contas. "A venda de atletas também será necessária em 2021 para viabilizar o pagamento de todas as despesas ordinárias." Nos últimos meses, o clube aliviou sua folha salarial em R$ 2 milhões com a saída de 20 jogadores, entre empréstimos e não renovações.

Com as demissões anunciadas nesta quarta, a expectativa é de que economizar ao todo cerca de R$ 6 milhões por mês. "É fundamental salientar que as ações partem da premissa de não prejudicar a performance esportiva do Internacional, uma vez que essa gestão tem como objetivo principal manter o clube como protagonista no cenário esportivo conjugado com o equilíbrio financeiro", destacou o clube, no comunicado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após maior déficit da história, Internacional anuncia demissões


07/04/2021 | 22:54


Depois de anunciar seu maior déficit da história, registrado em 2020, a direção do Internacional resolveu agir. E demitiu ao longo desta quarta-feira cerca de 50 pessoas, entre elas ex-jogadores, como Iarley e Fabiano. A meta é desligar até 60 funcionários para reequilibrar as contas do clube gaúcho.

O Inter registrou na temporada passada um déficit de R$ 90 milhões, o maior de sua história. Diante deste rombo, o clube luta agora para ao menos terminar 2021 zerado, sem obter novo déficit. "Já era previsto que o momento atípico que o mundo está vivendo, com a pandemia da covid-19, causasse grandes impactos nas receitas e colocasse o clube em uma nova realidade. O momento é de transição e de adaptação ao novo cenário", anunciou o clube.

No mesmo comunicado, o Inter lista as medidas que já está tomando para reajustar suas contas: "redução de contratos com parceiros, fornecedores e suprimentos; redução de investimentos e redução da folha de pagamentos e do quadro funcional, ajustando o clube para a nova realidade".

Um dos demitidos foi Iarley, um dos símbolos da conquista do título mundial de 2006, como jogador. Ele vinha trabalhando no clube como coordenador técnico das categorias de base. Atuava na área desde 2016, no Inter. "Gostaríamos de agradecer a todos pela dedicação e respeito que sempre tiveram ao Colorado", disse a direção do clube.

O Inter avisou que vender jogadores é uma das metas para recuperar as contas. "A venda de atletas também será necessária em 2021 para viabilizar o pagamento de todas as despesas ordinárias." Nos últimos meses, o clube aliviou sua folha salarial em R$ 2 milhões com a saída de 20 jogadores, entre empréstimos e não renovações.

Com as demissões anunciadas nesta quarta, a expectativa é de que economizar ao todo cerca de R$ 6 milhões por mês. "É fundamental salientar que as ações partem da premissa de não prejudicar a performance esportiva do Internacional, uma vez que essa gestão tem como objetivo principal manter o clube como protagonista no cenário esportivo conjugado com o equilíbrio financeiro", destacou o clube, no comunicado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;