Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região tem queda em mortes e novos casos de Covid

Nario Barbosa 16/03/21 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Média de óbitos ainda é alta, com 38 por dia; China atrasa envio de matéria-prima ao Butantan


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

07/04/2021 | 21:48


O Grande ABC apresenta leve queda nos indicadores de mortes e casos de coronavírus nesta semana. Com os 30 óbitos confirmados ontem pelas sete cidades, a média atual é de 38 baixas por dia, contra 40 registradas na semana passada. Em relação aos novos casos, apesar dos 1.129 computados ontem, a média atual a cada 24 horas é de 807, também um pouco inferior aos 839 da semana passada.

A queda mais expressiva tem sido registrada por Santo André. Na semana passada, a cidade registrou 82 perdas, com média de 12 por dia. De domingo até ontem foram computadas 15 baixas, média de oito a cada 24 horas.

No total, o Grande ABC já acumula 5.909 mortes em decorrência da Covid e 161.701 casos, sendo que 148.770 pacientes estão recuperados da enfermidade. As sete cidades já aplicaram 423.726 vacinas, sendo 306.696 como primeira dose e 117.030, na segunda.

BRASIL
Se a tendência é de queda nos indicadores da região, no País os números continuam muito altos. Depois do recorde de 4.195 registrado na segunda-feira, ontem o Ministério da Saúde confirmou mais 3.829 falecimentos. Com isso, já são 340.776 perdas desde o início da pandemia.

Já em relação aos novos casos, foram confirmados mais 92.625 infectados ontem, com 13.193.205 no total, sendo que, destes, 11.664.158 estão recuperados.

No Estado, desde o início da pandemia são 79.443 mortes e 2.576.362 casos, sendo 889 óbitos e 21.521 casos registrados de segunda para ontem. Entre os recuperados estão 2.218.618 pessoas e, dessas, 260.756 pessoas que estiveram internadas e receberam alta hospitalar.

ENVASE DA CORONAVAC

O Instituto Butantan confirmou que a Sinovac, laboratório chinês parceiro no desenvolvimento da Coronavac, atrasou o envio de insumos para a produção do imunizante no Brasil, mas que isso não vai atrapalhar o cronograma de entregas.

“Aguardamos a chegada de mais matéria-prima da China nos próximos dias para iniciar a fase final do contrato de 46 (milhões de doses) com o governo federal e iniciar a fase final de 56 milhões de doses. Estamos aguardando a chegada de 6.000 litros (de IFA) que originarão 10 milhões de doses de vacinas. É importante mencionar que esta chegada estava prevista para essa semana e houve um atraso. Nós aguardamos para a próxima semana, mas não há anormalidade. Não há retenção de vacina da China. Não há nenhum ruído de comunicação entre o Brasil e a China nem entre o Butantan e a Sinovac”, garantiu. (com Agências)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Região tem queda em mortes e novos casos de Covid

Média de óbitos ainda é alta, com 38 por dia; China atrasa envio de matéria-prima ao Butantan

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

07/04/2021 | 21:48


O Grande ABC apresenta leve queda nos indicadores de mortes e casos de coronavírus nesta semana. Com os 30 óbitos confirmados ontem pelas sete cidades, a média atual é de 38 baixas por dia, contra 40 registradas na semana passada. Em relação aos novos casos, apesar dos 1.129 computados ontem, a média atual a cada 24 horas é de 807, também um pouco inferior aos 839 da semana passada.

A queda mais expressiva tem sido registrada por Santo André. Na semana passada, a cidade registrou 82 perdas, com média de 12 por dia. De domingo até ontem foram computadas 15 baixas, média de oito a cada 24 horas.

No total, o Grande ABC já acumula 5.909 mortes em decorrência da Covid e 161.701 casos, sendo que 148.770 pacientes estão recuperados da enfermidade. As sete cidades já aplicaram 423.726 vacinas, sendo 306.696 como primeira dose e 117.030, na segunda.

BRASIL
Se a tendência é de queda nos indicadores da região, no País os números continuam muito altos. Depois do recorde de 4.195 registrado na segunda-feira, ontem o Ministério da Saúde confirmou mais 3.829 falecimentos. Com isso, já são 340.776 perdas desde o início da pandemia.

Já em relação aos novos casos, foram confirmados mais 92.625 infectados ontem, com 13.193.205 no total, sendo que, destes, 11.664.158 estão recuperados.

No Estado, desde o início da pandemia são 79.443 mortes e 2.576.362 casos, sendo 889 óbitos e 21.521 casos registrados de segunda para ontem. Entre os recuperados estão 2.218.618 pessoas e, dessas, 260.756 pessoas que estiveram internadas e receberam alta hospitalar.

ENVASE DA CORONAVAC

O Instituto Butantan confirmou que a Sinovac, laboratório chinês parceiro no desenvolvimento da Coronavac, atrasou o envio de insumos para a produção do imunizante no Brasil, mas que isso não vai atrapalhar o cronograma de entregas.

“Aguardamos a chegada de mais matéria-prima da China nos próximos dias para iniciar a fase final do contrato de 46 (milhões de doses) com o governo federal e iniciar a fase final de 56 milhões de doses. Estamos aguardando a chegada de 6.000 litros (de IFA) que originarão 10 milhões de doses de vacinas. É importante mencionar que esta chegada estava prevista para essa semana e houve um atraso. Nós aguardamos para a próxima semana, mas não há anormalidade. Não há retenção de vacina da China. Não há nenhum ruído de comunicação entre o Brasil e a China nem entre o Butantan e a Sinovac”, garantiu. (com Agências)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;