Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano tira Fabinho Félix da coordenadoria geral

Banco de Dados/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Principal responsável pela reestruturação do Azulão, ex-jogador já foi inclusive substituído por Márcio Granada e grupo de investidores


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

02/04/2021 | 08:00


A chegada de um novo grupo de investidores ao São Caetano custou o cargo do principal responsável pela reorganização e montagem do elenco que está disputando o Paulistão, Fabinho Félix. O dirigente surpreendeu ao comunicar que não seguirá no clube. Sem esconder a chateação, o ex-jogador admitiu que os novos responsáveis pela gestão do Azulão já ocuparam sua função ontem mesmo. Trata-se da Granada Sports, do empresário Márcio Granada, que desde o fim do ano passado já negociava com o clube. Ele será o CEO e trará com ele uma empresa e parceiros financeiros para viabilizar o projeto.

“Sempre soube da minha responsabilidade e foi até sobre-humana, porque clube tem muitos problemas. Precisa de profissionais capacitados em todas as áreas, e que suas colocações não ofendam A ou B. Ali você pode ser cobrado, mas não pode cobrar ninguém. Tive liberdade para trabalhar, mas em certos momentos não. Fora outras situações. Não quero expor ninguém injustamente, só agradecer os atletas, que sei que vão se doar pelo clube. E estou na torcida para que terminem o trabalho”, desabafou Fabinho. “O São Caetano precisa de pessoas novas, revigoradas, com experiências em outros clubes, com vivência para encarar o desafio, acostumadas com debates. O desligamento não partiu de mim, até porque, já tem pessoas no meu lugar junto com o presidente. Desejo sorte a elas. O São Caetano merece o melhor, e independentemente de qualquer situação, não tem mágoa. Quero agradecer a oportunidade de voltar a este clube, que infelizmente passa por situação que não é fácil”, emendou Fabinho, que chegou a ocupar o cargo de treinador no ano passado, no ápice da crise do clube.

Apesar da tristeza, o ex-volante não quis apontar culpados para sua saída. “Agora não é hora de falar e levar mais problema para grupo montado às pressas. No momento certo, com a cabeça mais tranquila, vou poder explicar melhor essa situação sem expor e ofender ninguém”, concluiu.

Novo mandatário do futebol azulino, Márcio Granada falou em “desafio gigante” ao assumir o São Caetano. “É um projeto que estávamos desenhando desde dezembro e conversando bastante com o Nairo (Ferreira de Souza, presidente) recebi o convite para assumir”, iniciou o CEO, que vislumbra grandes planos para o Azulão. “A ideia é internacionalizar a marca, fazer excursão, trazer grandes nomes, começando pelo Paulo Campos, técnico renomado, para ser coordenador. Estamos conversando com um tetra ou um pentacampeão mundial para ser diretor executivo. E trabalhamos até com um jogador de Seleção Brasileira para disputar o Paulistão.”

O contrato com os novos gestores é de dois anos, prorrogáveis por mais dois. “Mas a ideia é ficar por muitos anos. Queremos conquistar o torcedor, trazer a cidade de volta para o lado do clube.” Ontem, inclusive – segundo Granada –, a folha salarial dos funcionários do clube e do estádio foi paga. “E colocamos um departamento jurídico que está levantando todos os processos. Vamos chamar todo mundo para ver o que pode ser feito”, explicou o CEO. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;