Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Governo de São Paulo incentiva doações de alimentos na hora da vacina

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Do Diário do Grande ABC

31/03/2021 | 16:12


 

Assim como cidades do Grande ABC já fazem, o Governador João Doria lançou nesta quarta-feira (31) a campanha "Vacina Contra a Fome". Desenvolvida pela Secretaria de Desenvolvimento Social com participação da Secretaria de Comunicação, a ação convida cada pessoa apta a se vacinar contra a Covid a doar 1 kg de alimento não perecível nos municípios participantes. O objetivo da campanha é beneficiar famílias carentes e com déficit nutricional durante o enfrentamento da pandemia do coronavírus.

"Esse programa incentiva as pessoas que vão se vacinar a doar um quilo de alimento não perecível, preferencialmente arroz, feijão, macarrão e também leite em pó", afirmou o Governador. "A participação daqueles que estão sendo vacinados é absolutamente espontânea. Doa quem pode e quem quer, mas temos nessa doação um gesto de grandeza e solidariedade para quem mais precisa", reforçou Doria. Até o momento, 389 Prefeituras do interior, litoral e Grande São Paulo já aderiram à campanha, mas a meta do Governo do Estado é obter a adesão de todos os 645 municípios.

As Prefeituras podem aderir à campanha no site www.vacinacontraafome.sp.gov.br . Além do termo de adesão, a página oferece kits de divulgação para download e uso livre pelas administrações municipais para estimular a adesão popular às doações. O Estado recomenda que os municípios participantes instalem pontos de arrecadação nos postos de vacinação contra a COVID-19, que já chegou a quase 6 milhões de doses aplicadas em São Paulo. A distribuição dos mantimentos será feita pelas próprias Prefeituras a famílias carentes de cada cidade. "Em um momento tão crítico da pandemia, queremos incentivar a sociedade a contribuir com nossas ações de combate à fome, garantindo a segurança alimentar das muitas famílias em situação de vulnerabilidade", afirmou Célia Parnes, Secretária de Estado de Desenvolvimento Social.

Com a divulgação da campanha nos municípios e a instalação dos espaços de arrecadação nos postos de vacinação, as doações podem começar a partir do dia 5 de abril.

NA REGIÃO

A Prefeitura de Rio Grande da Serra, por meio do Fundo Social de Solidariedade junto com a Secretaria de Cidadania e Inclusão Social, iniciou campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis e produtos de higiene, incluindo máscaras de proteção facial e álcool 70%. Para contribuir, basta levar a doação, de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, na sede do Fundo Social de Solidariedade de Rio Grande da Serra, na Rua do Progresso, nº 700, Jardim Progresso, ou no Gabinete Municipal, na Avenida Dom Pedro I, nº 10, Centro. Mais informações pelo telefone 4820-3542.

Outros municípios solicitam doações no momento da vacinação contra a Covid-19. Não é obrigatório. Quem for até o Complexo Ayrton Senna em Ribeirão Pires, por exemplo, pode doar 1 Kg de alimento não perecível. Haverá equipe para a coleta dos alimentos para encaminhamento ao Fundo Social de Solidariedade da cidade. O mesmo vale na imunização de Santo André e de São Bernardo.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;