Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Bombril reverte prejuízo de 2019 ao lucrar R$ 40 milhões no ano passado

Orlando Filho 6/5/2013 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Aumento da demanda por produtos de limpeza, devido à Covid, impactou na produção


Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

30/03/2021 | 16:46


O aumento da demanda por produtos de limpeza em 2020, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, fez com que a Bombril, sediada em São Bernardo, registrasse lucro líquido de R$ 40 milhões em 2020. O resultado reverte o prejuízo obtido no ano anterior, de R$ 40,5 milhões.

Embora no quarto trimestre tenha apresentado resultado negativo, com perdas de R$ 3,9 milhões, houve reação em relação ao mesmo período de 2019, quando a fabricante havia obtido prejuízo de R$ 5,4 milhões.

O Ebtida, que é o lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização, fechou 2020 com R$ 147,8 milhões, alta de 73,3%.

“Os resultados operacionais e financeiros evidenciam que as iniciativas colocadas em prática pela companhia estão no caminho certo. Durante o ano de 2020, fortalecemos o relacionamento com os nossos clientes e mantivemos o foco na redução de custos e despesas não essenciais”, afirmou Wagner Brilhante de Albuquerque, diretor presidente da Bombril, em comunicado aos acionistas.

A receita líquida de vendas totalizou R$ 1,217 bilhão, aumento de 8,8% nos 12 meses acumulados de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. Essa melhora, segundo a Bombril, decorre do reposicionamento de preços, da melhoria na execução logística e das atividades comercial e marketing.

“A despeito dos esforços do time da Bombril, os efeitos negativos da pandemia do Covid-19 sobre a economia foram sentidos. No decorrer do ano passado, sofremos com a volatilidade nas taxas de câmbio, com a desvalorização de 33% (R$ 5,48 ante R$ 4,12, no quarto trimestre de 2020 e no mesmo período em 2019, respectivamente) do real frente ao dólar. Além disso, no final de 2020 também houve escassez de produtos gerada pela alta demanda repentina na retomada da economia no mercado interno e dos volumes de exportação. Esses movimentos tiveram considerável impacto nos custos das principais matérias-primas da companhia”, justificou Albuquerque.

Em São Bernardo, a unidade fabril produz principalmente lã de aço, amaciantes, detergentes, limpadores e desinfetantes. Além dessa planta, há outras duas, em Abreu e Lima (Pernambuco) e Sete Lagoas (Minas Gerais), inaugurada no último trimestre do ano passado e que vai compartilhar a produção de detergentes com as demais fábricas. “O investimento é um marco importante na retomada do crescimento da Bombril, ampliando a capacidade de produção de detergente para atender o mercado local e o crescimento do mercado nacional projetado para os próximos anos”, informou o comunicado. “Além de aumento de capacidade produtiva, a nova linha conta com um projeto de fabricação moderno e eficiente, que trará otimização dos custos com a mesma qualidade reconhecida da marca. Também reflete na redução de custo de frete para atendimento da demanda local, que antes era atendida pela fábrica localizada em São Bernardo.”

Ao todo, a Bombril conta com quadro de 2.976 colaboradores, sendo 2.277 diretos e 699 terceirizados que atuam também nas fábricas.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;