Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O Paço que o ‘seo’ Hygino construiu

O prefeito Hygino Baptista de Lima permaneceu à frente da Prefeitura de São Bernardo durante nove anos, de 1960 a 1963 (vice-prefeito) e de 1964 a 1969 (prefeito). Neste período, planejou e executou uma verdadeira avalanche de obras, entre as quais o Centro Cívico do Paço Municipal


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

29/03/2021 | 07:00


Do folclore político da época: o Paço foi projetado no formato de um charuto, símbolo do chefe político Lauro Gomes; a Câmara, no formato de um cinzeiro.
Estão publicando a biografia do Jorge Olavo dos Santos Bomfim, que faleceu no dia 2 de março, que teria elaborado o projeto do Paço Municipal, a pedido do ex-prefeito Lauro Gomes.

No entanto, fui testemunha de um diálogo entre o prefeito Hygino de Lima e seu assessor Virgílio Simionato, em 1965, de que deveriam fazer o encaminhando de um projeto para o Paço Municipal, que recebeu três versões arquitetônicas, e à época a equipe responsável era liderada pelo arquiteto Toru Kanazawa, juntamente com Héctor Juan Arroyo (argentino), mais outro arquiteto de nome Euripedes.

Não me recordo que o projeto tivesse sido elaborado pelo arquiteto Bomfim. A inspiração da primeira versão era baseada no prédio de um hotel, localizado na Avenida Ipiranga, em São Paulo.

Conheço esse fato porque me encontrava no carro acompanhando o prefeito Hygino, que estava em companhia do Virgílio Simionato.
Desconheço maiores detalhes, mas foi esse diálogo que presenciei. Me parece, salvo alguma outra informação, que o projeto teria sido elaborado pelo Toru Kanazawa.

Renato Cesar

Inicialmente, uma grande perda a partida do arquiteto Jorge Olavo dos Santos Bomfim. Mas não foi o Lauro e sim o Hygino quem construiu o Paço de São Bernardo. Em 1964, nos primeiros meses, o ‘Seu’ Lauro era prefeito de Santo André e morreu em maio.

Quirino Oliveira Lima

NOTAS DA MEMÓRIA
Esta página é uma oficina de construção da memória e sem a participação do leitor não teria sentido. No presente caso, o amigo Quirino Oliveira Lima, filho do saudoso prefeito Hygino de Lima, e Renato Cesar referem-se à reportagem publicada pelo Diário quando da partida do arquiteto Bomfim.

Lemos e relemos a matéria. Linda e sentida homenagem dos companheiros Vanessa Soares e Vinícius Castelli ao arquiteto maior do Grande ABC.

A matéria não diz que o Paço Municipal foi construído pelo prefeito Lauro Gomes. E acerta ao dizer que entre as obras do Dr. Bomfim está o Paço Municipal.

O que se pode dizer, em complemento à matéria e em atenção às mensagens dos leitores, é que o Paço Municipal de São Bernardo começou a ser pensado na administração de Lauro e Hygino (1960-1963) e se tornou realidade na administração de Hygino (1964-1969), quando era vice-prefeito Aldino Pinotti, seu adversário político.

Lembramos sempre que Hygino construiu o Paço mais o prédio original da Câmara Municipal, dois equipamentos básicos do Centro Cívico, mas não pôde inaugurá-los, pois terminara seu mandato, mesmo prolongado em 13 meses.

Aldino Pinotti assumiu em 1969 e foi o primeiro prefeito a ocupar o Paço, sem qualquer solenidade inaugural, sem ao menos uma placa que lembrasse o nome do antecessor – coisas da política.

Pinotti, então, encarrega-se de concluir as obras do Centro Cívico, com o embelezamento da Praça Samuel Sabatini, seu ajardinamento, o viaduto de acesso à Avenida Lucas Nogueira Garcez (hoje Viaduto José Fernando Medina Braga), todo o sistema viário no entorno.

Ou seja: mesmo em posições políticas antagônicas, dentro da Arena – o partido oficial do regime militar – Pinotti não paralisou os projetos de Hygino de Lima, orgulhando-se mesmo do jardim executado e do espelho d’água, hoje engolidos pelas obras do piscinão.

Entrevistamos Hygino e Pinotti para um suplemento especial aqui no Diário, juntamente com a ex-prefeita Tereza Delta.

Três longos e belos depoimentos. E Pinotti reafirmou o que nos disse em outra matéria, de como gostaria de ser lembrado quando da sua partida: com uma placa dizendo que foi ele quem construiu os jardins do Paço Municipal, ‘tá bom?’ – ‘tá bom’, expressão típica do querido Pinotti a cada frase terminada.

Quanto ao projeto do Paço, Jorge Bomfim foi um dos idealizadores do mesmo, juntamente com Mauro Zuccon, Roberto Tross Monteiro e Toru Kanazawa. Os cálculos e desenhos do projeto foram feitos na própria Prefeitura, com o setor então localizado no prédio da antiga Câmara e gabinete de prefeitos anteriores – Simonsen, Tereza e Fornari – na Rua Marechal Deodoro, 1.325, este mesmo da Câmara de Cultura Antonino Assumpção.

A história se escreve a muitas mãos. Os projetos do Paço Municipal fazem parte de processos administrativos da municipalidade, com suas plantas, gráficos, pareceres, dúvidas e resoluções. Expor esse material oficial seria uma contribuição fantástica à construção da memória da cidade de São Bernardo. Com a palavra o secretário de Cultura Adalberto Guazzelli.

Diário há meio século
Domingo, 28 de março de 1971 – ano 13, edição 1497
Estado – João Valentim, ex-vereador e ex-prefeito de Santo André, nomeado assessor técnico na equipe do governador Laudo Natel. Será o porta-voz do Grande ABC junto ao governo do Estado.

Em 29 de março de...
1901 – O professor José Augusto Leite Franco decide abrir um curso noturno de alfabetização na estação de São Bernardo. Será gratuito. “Aspiração de muitas pessoas que trabalham de dia e desejam consagrar à noite algumas horas ao estudo”, escrevia o correspondente do Estadão.
1921 – Centro Industrial de São Caetano convoca assembleia geral para eleição da nova diretoria. Plinio Costa era o diretor da entidade.
1966 – Inaugurada nova estação ferroviária de Santa Terezinha, em Santo André, a Prefeito Saladino.

Segunda-feira Santa
- Seis dias antes da Páscoa, Jesus chega a Betânia para fazer a última visita aos amigos de toda a vida.

Município paulista
- Hoje é o aniversário de Pirajuí. Criado em 3 de dezembro de 1914, com território desmembrado de Bauru. O município foi solenemente instalado a 29 de março de 1915. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;