Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Se inflação ficar consistente acima da meta, Fed diz que pode agir para baixá-la

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


24/03/2021 | 14:18


O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, ressaltou que a instituição está comprometida em utilizar os instrumentos de política monetária caso seja necessário para coibir altas excessivas da inflação, que ele não acredita que ocorrerão no curto prazo.

"Nossos instrumentos monetários estão dedicados para orientar a inflação, como taxas de juros e programa de afrouxamento quantitativo", destacou Powell em audiência no Senado. "Estamos fortemente comprometidos com inflação média de 2% ao longo do tempo.

No curto prazo, esperamos pressões de alta de inflação por questões estatísticas, que será uma elevação transitória", ressaltou o presidente do Fed. "Caso a inflação ameace desancorar expectativas acima de 2% poderemos usar os instrumentos disponíveis se necessário. Se virmos que a inflação tornou-se consistentemente acima dos nossos objetivos poderemos usar instrumentos para baixá-la."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;