Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Metra vai construir e operar BRT no Grande ABC

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em contrapartida, concessionária poderá explorar Corredor ABD por mais 25 anos


Do Diário do Grande ABC

19/03/2021 | 12:50


A Metra, concessionária de São Bernardo, vai ser responsável pela implantação e operação do BRT, sistema de transporte público rápido por ônibus, no Grande ABC. O decreto que trata da concessão foi publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, dia 19, pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). A empresa também será responsável pela administração das linhas intermunicipais hoje a cargo da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) na região – a Área 5, cujos lotes são explorados a título precário por 16 viações, será extinta dentro de um ano.

Em contrapartida aos novos investimentos, cujos valores não foram divulgados, a Metra teve ampliada em 25 anos, até 2046, a concessão do Corredor ABD de trólebus, que liga os bairros paulistanos de São Mateus e Jabaquara passando por três municípios do Grande ABC: Santo André, São Bernardo e Diadema. O contrato atual vigora desde 1997 e se encerraria em 2022. O Diário havia revelado com exclusividade, em reportagem publicada em janeiro de 2020, as negociações entre governo estadual e empresa são-bernardense.

A ampliação do contrato do Corredor ABD vinculada aos investimentos no BRT à administração das linhas intermunicipais está embasada na lei estadual 16.933, sancionada por Doria em 24 de janeiro de 2019. A mudança na legislação foi articulada pelo secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, que apresentou o projeto do corredor de ônibus como alternativa à implantação da Linha 18-Bronze do Metrô, que já estava licitada, mas foi abandonada pelo governo sob a alegação de que não haveria dinheiro suficiente para bancar as desapropriações.

O BRT foi escolhido como alternativa de transporte de massa entre o Grande ABC e a Capital após batalha da sociedade civil organizada para manutenção da Linha 18-Bronze. Apesar do desejo da região, sintetizada na campanha promovida pelo Diário, sob o slogan ‘O Grande ABC quer Metrô’, Doria e Baldy optaram pelo sistema de ônibus rápido. O traçado do novo modal vai ligar São Bernardo ao Terminal Sacomã, na Capital, cortando as cidades de Santo André e São Caetano. A Metra será responsável por bancar o custo das desapropriações.

Para administrar as linhas municipais, a partir de março de 2022, a Metra poderá subcontratar empresas. Atualmente, o serviço é executado a título precário por 16 companhias: ABC, Triângulo, Eaosa (Empresa Auto Ônibus Santo André), São Bernardo do Campo, Urbana, Mobibrasil, Publix, Rigras, Trans Bus, Parque das Nações, Tucuruvi, Imigrantes, Ribeirão Pires, São Camilo, Riacho Grande e Vipe (Viação Padre Eustáquio). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;