Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

FUABC abre 60 dias para plano de ações na Central de Convênios

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Diante de polêmica com demissões, prazo é definido na unidade e neste período não pode haver mudanças no organograma


Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

19/03/2021 | 06:37


A FUABC (Fundação do ABC), presidida por Adriana Berringer Stephan, indicada pela Prefeitura de São Caetano, abriu período de 60 dias para que a Central de Convênios, principal braço da entidade e dirigida pelo vereador licenciado Almir Cicote (Avante), de Santo André, apresente plano de reestruturação da unidade. O prazo foi definido em reunião extraordinária do conselho de curadores realizada ontem pela manhã, convocada pela própria direção. Neste intervalo, conforme o ajuste entre as partes envolvidas, não pode haver mudanças firmadas no organograma da instituição.

Diferentemente das assembleias anteriores do conselho, desta vez Cicote participou da reunião – ele não integra o grupo. O parlamentar licenciado iniciou atuação na Central de Convênios no começo deste mês, e tem a missão de curto prazo equilibrar as contas do setor em meio ao processo de desligamento de São Bernardo do departamento. O estopim da cizânia interna se deu justamente diante de demissões requeridas pelo diretor-geral, sob alegação de redução na folha salarial. Entre as demissões estava Carla Dias Henklain, então gerente de compras pontuais. Ela é ligada a Adriana, com salário mensal de R$ 10,8 mil.

Diante da relação, a presidência da FUABC se movimentou nos bastidores para reaver o cenário, o que inclui, inclusive, subterfúgio para evitar a formalização da exoneração de Carla do posto comissionado, no qual exercia a função há oito meses. Apesar de todo o estremecimento, as exonerações na central aconteceram sem alteração no organograma. O acordo não foi identificado como retaliação, mas o prazo também não sela as pazes neste cabo de guerra. De toda forma, o período irá servir tanto de um lado para ganhar tempo para segurar aliados quanto para outro preparar campo para aprofundar estudo de enxugamento da máquina administrativa.

Apesar de atrelada à Fundação, a Central de Convênios possui autonomia para ações que envolvem prestação de serviços relacionados a necessidades específicas em saúde, assim como contratações, admissões e demissões. Atua por contratos de gestão e convênios. Esse caso em questão amplia instabilidade pelo inusitado da situação. As críticas abrangem interferência de Adriana na condução das unidades, englobando cargos estratégicos. Pessoas ouvidas pelo Diário apontam atitude diferente na época que o antecessor Luiz Mario Souza Gomes, indicado de São Bernard, presidia a entidade.

A FUABC confirmou, por meio de nota, que o conselho de curadores solicitou ontem ao diretor-geral da central, durante a reunião, a apresentação de plano de reestruturação para a unidade e que Cicote solicitou, em sua declaração, prazo de dois meses para a entrega do estudo ao grupo. “Durante esse período, ficou determinado que não haverá nenhuma mudança no organograma atual da Central de Convênios”, sustentou a entidade, emendando que a funcionária Carla “nunca foi demitida” - ao menos de maneira oficial. “Ela segue desempenhando suas atividades normalmente.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;