Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara de Ribeirão mira propostas para inibir festas ilegais

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em meio a aumento de casos de Covid-19, parlamentares querem evitar aglomerações


Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

09/03/2021 | 00:01


A Câmara de Ribeirão Pires tenta encampar movimento conjunto para inibir atividades clandestinas em meio ao agravamento do cenário da pandemia de Covid-19 na cidade. Vereadores oficializaram indicações e projetos na última semana com intuito de barrar e fiscalizar ações que contribuam para a aglomeração de pessoas. A ideia do movimento é reduzir a transmissão da doença, principalmente neste período de aumento de internações.

O teor das propostas visa inibir a aglomeração em bares e adegas, estabelecimentos que reúnem grande quantidade de pessoas aos fins de semana, assim como barrar festas clandestinas que acontecem em chácaras mais afastadas do Centro da cidade, sem que haja respeito pelas medidas sanitárias determinadas pelos órgãos competentes para atenuar o surto do novo coronavírus.

De acordo com o presidente do Legislativo, Guto Volpi (PL), as indicações receberam apoio de todos os parlamentares, com alguns até subscrevendo as proposituras dos próprios colegas. “Percebemos a movimentação dos vereadores na sessão com intenção de apresentar projetos que coíbam as festas clandestinas e aglomeração de pessoas. Os vereadores estão preocupados com a disseminação da doença na cidade”, reiterou Guto.

O parlamentar Rato Teixeira (PTB) viu, por exemplo, seu projeto que prevê sanções às pessoas que participem de festas clandestinas na cidade ser avalizado em plenário. A propositura sugere multa para quem for reincidente nesse tipo de ocorrência.

“Neste momento tão delicado (de crise), com aumento do número de casos e hospital de campanha com lotação máxima, devemos impedir que as pessoas continuem frequentando esse tipo de evento, que gera aglomeração e tem altos índices de propagação do novo coronavírus”, sustentou o petebista.

Os vereadores pedem também que quatro UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade ofereçam testes para detecção de Covid a fim de desafogar o volume de testagens firmadas nas dependências da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24 horas de Ribeirão Pires.

Nas últimas semanas, a GCM (Guarda Civil Municipal) de Ribeirão Pires realizou operações com o objetivo de coibir festas clandestinas que promovem aglomeração de pessoas. No fim de semana passado, por exemplo, os agentes interromperam um baile funk, que reunia 30 pessoas sem máscara facial e com som alto.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara de Ribeirão mira propostas para inibir festas ilegais

Em meio a aumento de casos de Covid-19, parlamentares querem evitar aglomerações

Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

09/03/2021 | 00:01


A Câmara de Ribeirão Pires tenta encampar movimento conjunto para inibir atividades clandestinas em meio ao agravamento do cenário da pandemia de Covid-19 na cidade. Vereadores oficializaram indicações e projetos na última semana com intuito de barrar e fiscalizar ações que contribuam para a aglomeração de pessoas. A ideia do movimento é reduzir a transmissão da doença, principalmente neste período de aumento de internações.

O teor das propostas visa inibir a aglomeração em bares e adegas, estabelecimentos que reúnem grande quantidade de pessoas aos fins de semana, assim como barrar festas clandestinas que acontecem em chácaras mais afastadas do Centro da cidade, sem que haja respeito pelas medidas sanitárias determinadas pelos órgãos competentes para atenuar o surto do novo coronavírus.

De acordo com o presidente do Legislativo, Guto Volpi (PL), as indicações receberam apoio de todos os parlamentares, com alguns até subscrevendo as proposituras dos próprios colegas. “Percebemos a movimentação dos vereadores na sessão com intenção de apresentar projetos que coíbam as festas clandestinas e aglomeração de pessoas. Os vereadores estão preocupados com a disseminação da doença na cidade”, reiterou Guto.

O parlamentar Rato Teixeira (PTB) viu, por exemplo, seu projeto que prevê sanções às pessoas que participem de festas clandestinas na cidade ser avalizado em plenário. A propositura sugere multa para quem for reincidente nesse tipo de ocorrência.

“Neste momento tão delicado (de crise), com aumento do número de casos e hospital de campanha com lotação máxima, devemos impedir que as pessoas continuem frequentando esse tipo de evento, que gera aglomeração e tem altos índices de propagação do novo coronavírus”, sustentou o petebista.

Os vereadores pedem também que quatro UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade ofereçam testes para detecção de Covid a fim de desafogar o volume de testagens firmadas nas dependências da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24 horas de Ribeirão Pires.

Nas últimas semanas, a GCM (Guarda Civil Municipal) de Ribeirão Pires realizou operações com o objetivo de coibir festas clandestinas que promovem aglomeração de pessoas. No fim de semana passado, por exemplo, os agentes interromperam um baile funk, que reunia 30 pessoas sem máscara facial e com som alto.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;