Fechar
Publicidade

Domingo, 11 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Apas prevê alta de 1,45% nas vendas dos supermercados de São Paulo em 2021

Banco de Dados/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


08/03/2021 | 11:27


As vendas reais do setor de supermercados em São Paulo devem crescer 1,45% em 2021 ante 2020, segundo previsão da Associação Paulista de Supermercados (Apas). "As dúvidas sobre o auxílio emergencial e os rumos da economia seguraram o ímpeto do consumidor, que segue cauteloso", explica Ronaldo dos Santos, presidente da Apas em nota. A entidade divulgou ainda a pesquisa sobre o faturamento mensal real dos supermercados no estado de São Paulo (deflacionado pelo IPS/Fipe) no conceito de mesmas lojas - que considera as unidades em operação no tempo mínimo de 12 meses - que aponta uma queda de 0,2% na comparação de 2021 contra 2020.

 

Segundo a associação o setor teve um crescimento nominal de quase 15%, mas a inflação em alta velocidade prejudicou o repasse dos preços completo. E completa, quando deflacionamos há uma queda nas vendas. "Apesar disso, a expectativa era de vendas piores no mês pelo fim do auxílio emergencial e as dúvidas que pairam no País sobre a economia tracionar no primeiro trimestre. Para fevereiro, sem carnaval, um dos âncoras de vendas do setor que são as bebidas alcoólicas e churrascos a expectativa é trazer mais pressão sob a queda nas vendas", afirma a Apas em nota.

 

A entidade lembra que tradicionalmente, janeiro não é um mês forte no faturamento devido ao grande número de gastos domésticos. Como parâmetro, janeiro de em 2020 registrou queda no faturamento de 2,2% em relação a 2019.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Apas prevê alta de 1,45% nas vendas dos supermercados de São Paulo em 2021


08/03/2021 | 11:27


As vendas reais do setor de supermercados em São Paulo devem crescer 1,45% em 2021 ante 2020, segundo previsão da Associação Paulista de Supermercados (Apas). "As dúvidas sobre o auxílio emergencial e os rumos da economia seguraram o ímpeto do consumidor, que segue cauteloso", explica Ronaldo dos Santos, presidente da Apas em nota. A entidade divulgou ainda a pesquisa sobre o faturamento mensal real dos supermercados no estado de São Paulo (deflacionado pelo IPS/Fipe) no conceito de mesmas lojas - que considera as unidades em operação no tempo mínimo de 12 meses - que aponta uma queda de 0,2% na comparação de 2021 contra 2020.

 

Segundo a associação o setor teve um crescimento nominal de quase 15%, mas a inflação em alta velocidade prejudicou o repasse dos preços completo. E completa, quando deflacionamos há uma queda nas vendas. "Apesar disso, a expectativa era de vendas piores no mês pelo fim do auxílio emergencial e as dúvidas que pairam no País sobre a economia tracionar no primeiro trimestre. Para fevereiro, sem carnaval, um dos âncoras de vendas do setor que são as bebidas alcoólicas e churrascos a expectativa é trazer mais pressão sob a queda nas vendas", afirma a Apas em nota.

 

A entidade lembra que tradicionalmente, janeiro não é um mês forte no faturamento devido ao grande número de gastos domésticos. Como parâmetro, janeiro de em 2020 registrou queda no faturamento de 2,2% em relação a 2019.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;