Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Dólar sobe junto com retorno de Treasury; produção industrial fica em 2º plano



05/03/2021 | 09:46


O dólar opera em alta no mercado à vista nesta sexta-feira - após cair ontem com a aprovação da PEC Emergencial pelo Senado -, reagindo à elevação persistente dos juros dos Treasuries de longo prazo nos Estados Unidos. Os resultados da produção industrial brasileira em janeiro vieram exatamente iguais às medianas das projeções do mercado e ficam em segundo plano no câmbio.

A produção industrial subiu 0,4% em janeiro ante dezembro, na série com ajuste sazonal, igual à mediana e dentro das expectativas dos analistas ouvidos pelo Estadão/Broadcast (-2,40% a +1,0%). Em relação a janeiro de 2020, a produção subiu 2,0%, também igual à mediana e dentro das estimativas (-0,40% a +6,80%). Em 2021, a indústria acumula alta de 2,0% e, em 12 meses, computa queda de 4,3%.

Nos EUA, o retorno dos títulos públicos americanos de 10 e 30 anos segue em alta, ainda ecoam o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell. Ontem, Powell destacou a volatilidade no mercado de renda fixa, mas sem reação contra a inclinação da curva de rendimentos. A avaliação é de que novos avanços de taxas no mercado de títulos podem seguir ocorrendo, uma vez que as condições de financiamento podem piorar também.

Logo mais, às 10h30, os investidores vão acompanhar dados de emprego e da balança comercial dos EUA. Também nas próximas horas, a Secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, fala em evento (11h) e dois dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) discursam à tarde. No radar está ainda a votação do pacote fiscal dos EUA no Senado, que pode ocorrer ainda hoje, embora os Republicanos devam tentar atrasar o desfecho.

Às 9h27 desta sexta, o dólar à vista subia 0,29%, a R$ 5,6755. O dólar para abril ganhava 0,12%, a R$ 5,680.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dólar sobe junto com retorno de Treasury; produção industrial fica em 2º plano


05/03/2021 | 09:46


O dólar opera em alta no mercado à vista nesta sexta-feira - após cair ontem com a aprovação da PEC Emergencial pelo Senado -, reagindo à elevação persistente dos juros dos Treasuries de longo prazo nos Estados Unidos. Os resultados da produção industrial brasileira em janeiro vieram exatamente iguais às medianas das projeções do mercado e ficam em segundo plano no câmbio.

A produção industrial subiu 0,4% em janeiro ante dezembro, na série com ajuste sazonal, igual à mediana e dentro das expectativas dos analistas ouvidos pelo Estadão/Broadcast (-2,40% a +1,0%). Em relação a janeiro de 2020, a produção subiu 2,0%, também igual à mediana e dentro das estimativas (-0,40% a +6,80%). Em 2021, a indústria acumula alta de 2,0% e, em 12 meses, computa queda de 4,3%.

Nos EUA, o retorno dos títulos públicos americanos de 10 e 30 anos segue em alta, ainda ecoam o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell. Ontem, Powell destacou a volatilidade no mercado de renda fixa, mas sem reação contra a inclinação da curva de rendimentos. A avaliação é de que novos avanços de taxas no mercado de títulos podem seguir ocorrendo, uma vez que as condições de financiamento podem piorar também.

Logo mais, às 10h30, os investidores vão acompanhar dados de emprego e da balança comercial dos EUA. Também nas próximas horas, a Secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, fala em evento (11h) e dois dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) discursam à tarde. No radar está ainda a votação do pacote fiscal dos EUA no Senado, que pode ocorrer ainda hoje, embora os Republicanos devam tentar atrasar o desfecho.

Às 9h27 desta sexta, o dólar à vista subia 0,29%, a R$ 5,6755. O dólar para abril ganhava 0,12%, a R$ 5,680.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;