Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

STJD rejeita pedido do Vasco para impugnar jogo com o Inter; clube vai recorrer



04/03/2021 | 20:29


O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) indeferiu nesta quinta-feira o pedido do Vasco para anular o jogo contra o Internacional, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em que o time perdeu por 2 a 0, em São Januário. A equipe carioca alegava erro de direito na validação do primeiro gol do clube gaúcho.

A reclamação do Vasco é que o VAR não funcionou para revisar o gol marcado por Rodrigo Dourado. O clube carioca defende que o meio-campista do Inter estava impedido, o que não pôde ser verificado com o recurso do vídeo.

O presidente do STJD, Otávio Noronha, defendeu que não houve erro de direito, como alegava o Vasco, na decisão da arbitragem de validar o gol. Além disso, destacou que a decisão foi unânime. E mandou arquivar o caso.

"E se assim o é, mesmo se erro houvesse - o que não está a se afirmar - seria, certamente, de fato, e não de direito, o que impede, certamente, o recebimento deste procedimento de Impugnação de Partida", afirmou Noronha. "Este STJD firmou, à unanimidade, o entendimento no sentido de que eventual equívoco na interpretação do chamado protocolo V.A.R., não enseja a anulação de partida", acrescentou.

O Vasco vai recorrer da decisão. Em nota oficial, o clube lamentou o veredicto e citou os diálogos entre os árbitros, para defender o argumento de que a partida deveria ser impugnada pelo tribunal. Mas se não tiver êxito em sua nova iniciativa, estará rebaixado á Série B pela quarta vez na história. "Ciente de seus direitos, a diretoria informa que o Vasco recorrerá da decisão e não desistirá da busca por justiça", comunicou o clube.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

STJD rejeita pedido do Vasco para impugnar jogo com o Inter; clube vai recorrer


04/03/2021 | 20:29


O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) indeferiu nesta quinta-feira o pedido do Vasco para anular o jogo contra o Internacional, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em que o time perdeu por 2 a 0, em São Januário. A equipe carioca alegava erro de direito na validação do primeiro gol do clube gaúcho.

A reclamação do Vasco é que o VAR não funcionou para revisar o gol marcado por Rodrigo Dourado. O clube carioca defende que o meio-campista do Inter estava impedido, o que não pôde ser verificado com o recurso do vídeo.

O presidente do STJD, Otávio Noronha, defendeu que não houve erro de direito, como alegava o Vasco, na decisão da arbitragem de validar o gol. Além disso, destacou que a decisão foi unânime. E mandou arquivar o caso.

"E se assim o é, mesmo se erro houvesse - o que não está a se afirmar - seria, certamente, de fato, e não de direito, o que impede, certamente, o recebimento deste procedimento de Impugnação de Partida", afirmou Noronha. "Este STJD firmou, à unanimidade, o entendimento no sentido de que eventual equívoco na interpretação do chamado protocolo V.A.R., não enseja a anulação de partida", acrescentou.

O Vasco vai recorrer da decisão. Em nota oficial, o clube lamentou o veredicto e citou os diálogos entre os árbitros, para defender o argumento de que a partida deveria ser impugnada pelo tribunal. Mas se não tiver êxito em sua nova iniciativa, estará rebaixado á Série B pela quarta vez na história. "Ciente de seus direitos, a diretoria informa que o Vasco recorrerá da decisão e não desistirá da busca por justiça", comunicou o clube.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;