Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsas da Europa fecham mistas, com indicadores, títulos soberanos e petróleo



04/03/2021 | 14:15


As bolsas da Europa fecharam sem direção única nesta quinta-feira, após a divulgação de indicadores que mostraram o forte impacto da segunda onda de casos de coronavírus na economia da região. O setor de energia apareceu como destaque, com manutenção de cortes na produção de petróleo por países exportadores. Investidores seguem monitorando também a recente alta nos juros de títulos públicos.

O índice pan-europeu Stoxx 600, que reúne as principais ações do continente, encerrou o pregão com perda de 0,37%, a 411,91 pontos.

A Eurostat, agência de estatísticas da União Europeia, informou nesta quinta que as vendas no varejo da zona do euro recuaram 5,9% na comparação de janeiro com dezembro. O tombo foi bem maior que o previsto por analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 1,7%. A taxa de desemprego, por sua vez, ficou estagnada em 8,1% no mesmo mês.

Em relatório, o ING avalia que o mercado de trabalho europeu ainda deve piorar mais, à medida que programas de apoio ao emprego expirem. "Achamos que o desemprego tem potencial para crescer mais ao longo de 2021, apesar da vindoura recuperação econômica", ressalta.

Nesse quadro, o índice DAX, de Frankfurt, recuou 0,17%, a 14.056,34 pontos, enquanto o FTSE 100, de Londres, perdeu 0,37%, a 6.650,88 pontos.

No mercado britânico, papéis de petroleiras contrariam o movimento e se valorizavam, na esteira do salto nas cotações da commodity energética, depois que os integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) decidiram pela manutenção dos cortes na produção, durante cúpula virtual. A ação da BP ganhou 2,39% e a da Royal Dutch se elevou 1,95%.

Em Paris, a Total foi um dos destaques do dia , em alta de 3,18%, e ajudou o índice CAC 40 a fechar com variação marginal positiva de 0,01%, a 5.830,65 pontos.

Também no radar das mesas de operações, a alta dos juros dos Treasuries teve pausa nesta quinta, embora o rendimento ainda estejam nos maiores níveis no ano. Comentários do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, nesta tarde serão monitorados com lupa por investidores em busca de um posicionamento mais claro da autoridade monetária sobre o tema.

Em Milão, o FTSE MIB avançou 0,20%, a 23.093,10. No noticiário local, o governo da Itália coordenou com a UE o bloqueio de exportações de vacinas contra a covid-19 da AstraZeneca para a Austrália.

Entre praças ibéricas, o Ibex 35, de Madri, subiu 0,30%, a 8.354,00 pontos, e o PSI 20, de Lisboa, cedeu 0,54%, a 4.648,64 pontos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsas da Europa fecham mistas, com indicadores, títulos soberanos e petróleo


04/03/2021 | 14:15


As bolsas da Europa fecharam sem direção única nesta quinta-feira, após a divulgação de indicadores que mostraram o forte impacto da segunda onda de casos de coronavírus na economia da região. O setor de energia apareceu como destaque, com manutenção de cortes na produção de petróleo por países exportadores. Investidores seguem monitorando também a recente alta nos juros de títulos públicos.

O índice pan-europeu Stoxx 600, que reúne as principais ações do continente, encerrou o pregão com perda de 0,37%, a 411,91 pontos.

A Eurostat, agência de estatísticas da União Europeia, informou nesta quinta que as vendas no varejo da zona do euro recuaram 5,9% na comparação de janeiro com dezembro. O tombo foi bem maior que o previsto por analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 1,7%. A taxa de desemprego, por sua vez, ficou estagnada em 8,1% no mesmo mês.

Em relatório, o ING avalia que o mercado de trabalho europeu ainda deve piorar mais, à medida que programas de apoio ao emprego expirem. "Achamos que o desemprego tem potencial para crescer mais ao longo de 2021, apesar da vindoura recuperação econômica", ressalta.

Nesse quadro, o índice DAX, de Frankfurt, recuou 0,17%, a 14.056,34 pontos, enquanto o FTSE 100, de Londres, perdeu 0,37%, a 6.650,88 pontos.

No mercado britânico, papéis de petroleiras contrariam o movimento e se valorizavam, na esteira do salto nas cotações da commodity energética, depois que os integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) decidiram pela manutenção dos cortes na produção, durante cúpula virtual. A ação da BP ganhou 2,39% e a da Royal Dutch se elevou 1,95%.

Em Paris, a Total foi um dos destaques do dia , em alta de 3,18%, e ajudou o índice CAC 40 a fechar com variação marginal positiva de 0,01%, a 5.830,65 pontos.

Também no radar das mesas de operações, a alta dos juros dos Treasuries teve pausa nesta quinta, embora o rendimento ainda estejam nos maiores níveis no ano. Comentários do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, nesta tarde serão monitorados com lupa por investidores em busca de um posicionamento mais claro da autoridade monetária sobre o tema.

Em Milão, o FTSE MIB avançou 0,20%, a 23.093,10. No noticiário local, o governo da Itália coordenou com a UE o bloqueio de exportações de vacinas contra a covid-19 da AstraZeneca para a Austrália.

Entre praças ibéricas, o Ibex 35, de Madri, subiu 0,30%, a 8.354,00 pontos, e o PSI 20, de Lisboa, cedeu 0,54%, a 4.648,64 pontos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;