Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo anuncia início de aulas remotas

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cidade era a única da região que não estava desenvolvendo atividades com os estudantes


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

03/03/2021 | 00:30


Um dia após o Diário denunciar que São Bernardo era a única cidade do Grande ABC que não tinha iniciado as atividades remotas com os estudantes da rede municipal, a Secretaria de Educação, sob comando de Sílvia Donnini, anunciou ontem que as aulas a distância vão começar no dia 8 de março. Pais e alunos cobram desde o início de fevereiro, quando todas as outras cidades deram início às atividades, uma previsão para a retomada das aulas.

A partir de hoje, pais ou responsáveis pelos estudantes da rede municipal serão comunicados pelas unidades de ensino sobre os dias e horários das reuniões presenciais para a entrega dos kits de uniforme e material escolar e também para orientações a respeito do ensino remoto.

Segundo a administração, o calendário escolar de São Bernardo está em acordo com o parecer do CNE (Conselho Nacional da Educação), que determina carga horária mínima anual de 800 horas aos estabelecimentos de ensino. A Prefeitura afirmou que, em 2021, a rede municipal manterá os 200 dias letivos previstos na legislação vigente. Na rede privada, as aulas também estão sendo realizadas de forma on-line desde ontem.

O Diário mostrou ontem que os responsáveis têm usado o material do ano passado para realizar atividades com os filhos, que ficaram os primeiros meses do ano sem qualquer tipo de suporte educacional por parte da Secretaria de Educação. A decisão da Prefeitura também contempla a reivindicação do Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) de São Bernardo, que ontem protestaram cobrando o trabalho remoto para os profissionais de educação.

INFECÇÃO
Na rede estadual, a subsede da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) notificou o MP (Ministério Público) sobre suposto surto de Covid-19 na EE (Escola Estadual) Clóvis de Lucca, no Baeta Neves, que teria três professores contaminados e outros quatro casos suspeitos. Haveria também outros dois casos na EE Vilma A.A.Silveira, bairro Planalto. “Professores lecionam em mais de uma escola, isso pode fazer o vírus migrar entre as unidades”, afirmou o coordenador da subsede de São Bernardo, Aldo Santos.

Os docentes pedem o fechamento das escolas e a manutenção das aulas on-line, com os professores trabalhando de casa.

A Secretaria de Estado da Educação afirmou que segue todos os protocolos definidos por autoridades de saúde e preserva a segurança de professores, servidores e alunos. “As escolas citadas registraram casos positivos de Covid-19. Todas seguem abertas e oferecendo aulas presenciais aos alunos”, informou em nota. A pasta afirmou que os dados divulgados pelo sindicato apresentam inconsistências.

Região totaliza 270 casos em escolas

Professores, alunos e funcionários de escolas municipais e privadas do Grande ABC totalizam 270 infectados pela Covid-19, segundo dados levantados pelo Diário junto às prefeituras.

São 26 contaminados em Santo André; 121 em São Bernardo; 71 em São Caetano; e nove em Ribeirão Pires. Mauá e Diadema não responderam. Os dados de São Bernardo se referem aos registros desde o início da pandemia e os de São Caetano, só das escolas municipais.

Na rede estadual, a Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) contabiliza 41 casos e dois óbitos na região, mas o governo estadual não reconhece esses dados.

Em Mauá, dois alunos do Colégio Colleman foram contaminados. A direção da escola informou que os estudantes não compareceram ao colégio desde quando seus pais testaram positivo, o que não colocou os demais alunos em risco. A escola reforçou que segue todos os protocolos de segurança.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo anuncia início de aulas remotas

Cidade era a única da região que não estava desenvolvendo atividades com os estudantes

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

03/03/2021 | 00:30


Um dia após o Diário denunciar que São Bernardo era a única cidade do Grande ABC que não tinha iniciado as atividades remotas com os estudantes da rede municipal, a Secretaria de Educação, sob comando de Sílvia Donnini, anunciou ontem que as aulas a distância vão começar no dia 8 de março. Pais e alunos cobram desde o início de fevereiro, quando todas as outras cidades deram início às atividades, uma previsão para a retomada das aulas.

A partir de hoje, pais ou responsáveis pelos estudantes da rede municipal serão comunicados pelas unidades de ensino sobre os dias e horários das reuniões presenciais para a entrega dos kits de uniforme e material escolar e também para orientações a respeito do ensino remoto.

Segundo a administração, o calendário escolar de São Bernardo está em acordo com o parecer do CNE (Conselho Nacional da Educação), que determina carga horária mínima anual de 800 horas aos estabelecimentos de ensino. A Prefeitura afirmou que, em 2021, a rede municipal manterá os 200 dias letivos previstos na legislação vigente. Na rede privada, as aulas também estão sendo realizadas de forma on-line desde ontem.

O Diário mostrou ontem que os responsáveis têm usado o material do ano passado para realizar atividades com os filhos, que ficaram os primeiros meses do ano sem qualquer tipo de suporte educacional por parte da Secretaria de Educação. A decisão da Prefeitura também contempla a reivindicação do Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) de São Bernardo, que ontem protestaram cobrando o trabalho remoto para os profissionais de educação.

INFECÇÃO
Na rede estadual, a subsede da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) notificou o MP (Ministério Público) sobre suposto surto de Covid-19 na EE (Escola Estadual) Clóvis de Lucca, no Baeta Neves, que teria três professores contaminados e outros quatro casos suspeitos. Haveria também outros dois casos na EE Vilma A.A.Silveira, bairro Planalto. “Professores lecionam em mais de uma escola, isso pode fazer o vírus migrar entre as unidades”, afirmou o coordenador da subsede de São Bernardo, Aldo Santos.

Os docentes pedem o fechamento das escolas e a manutenção das aulas on-line, com os professores trabalhando de casa.

A Secretaria de Estado da Educação afirmou que segue todos os protocolos definidos por autoridades de saúde e preserva a segurança de professores, servidores e alunos. “As escolas citadas registraram casos positivos de Covid-19. Todas seguem abertas e oferecendo aulas presenciais aos alunos”, informou em nota. A pasta afirmou que os dados divulgados pelo sindicato apresentam inconsistências.

Região totaliza 270 casos em escolas

Professores, alunos e funcionários de escolas municipais e privadas do Grande ABC totalizam 270 infectados pela Covid-19, segundo dados levantados pelo Diário junto às prefeituras.

São 26 contaminados em Santo André; 121 em São Bernardo; 71 em São Caetano; e nove em Ribeirão Pires. Mauá e Diadema não responderam. Os dados de São Bernardo se referem aos registros desde o início da pandemia e os de São Caetano, só das escolas municipais.

Na rede estadual, a Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) contabiliza 41 casos e dois óbitos na região, mas o governo estadual não reconhece esses dados.

Em Mauá, dois alunos do Colégio Colleman foram contaminados. A direção da escola informou que os estudantes não compareceram ao colégio desde quando seus pais testaram positivo, o que não colocou os demais alunos em risco. A escola reforçou que segue todos os protocolos de segurança.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;