Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 14 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Biden adianta para maio meta de ter vacina contra Covid-19 para todos os adultos

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


02/03/2021 | 19:30


O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta terça-feira, 2, esperar que o país tenha suprimentos de vacinas suficientes para imunizar contra a covid-19 todos os adultos americanos até o final de maio. A meta mencionada em discursos anteriores era julho. No entanto, ponderou, indicando que não basta haver estoque de vacinas, e que, para cumprir o objetivo, o governo está aumentando o número de profissionais e espaços envolvidos na imunização, incluindo o uso de arenas esportivas. Em declaração sobre a pandemia, Biden afirmou que a disponibilidade das vacinas da Johnson & Johnson no país, que requerem apenas uma dose, ajudaram no estabelecimento do objetivo.

O acordo entre Merck e J&J para a produção de vacinas da segunda foi saudado pelo mandatário. A terceira vacina aprovada para uso no país, junto à da Moderna e à da Pfizer, permitiu uma redução nos prazos, segundo Biden. A meta anterior era imunizar todos os adultos até o final de julho.

"Espero todos trabalhadores em escolas recebendo ao menos uma dose até fim de março", afirmou Biden, instando estados a buscarem o objetivo, tendo em vista a reabertura de escolas. "Estou confiante de que conseguiremos vacinar 100 milhões em 100 dias", afirmou, em referência ao objetivo estabelecido para o começo de seu mandato.

No entanto, Biden afirmou que a "luta está longe de acabar", e que as "coisas podem piorar mais uma vez com as variantes do vírus". "Espero que o Senado aprove pacote de resgate, sem recursos, não adianta o otimismo", instou, pedindo que a Casa siga o mesmo caminho da Câmara dos Representantes para a aprovação de US$ 1,9 trilhão em recursos, que incluem apoio para o combate à pandemia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Biden adianta para maio meta de ter vacina contra Covid-19 para todos os adultos


02/03/2021 | 19:30


O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta terça-feira, 2, esperar que o país tenha suprimentos de vacinas suficientes para imunizar contra a covid-19 todos os adultos americanos até o final de maio. A meta mencionada em discursos anteriores era julho. No entanto, ponderou, indicando que não basta haver estoque de vacinas, e que, para cumprir o objetivo, o governo está aumentando o número de profissionais e espaços envolvidos na imunização, incluindo o uso de arenas esportivas. Em declaração sobre a pandemia, Biden afirmou que a disponibilidade das vacinas da Johnson & Johnson no país, que requerem apenas uma dose, ajudaram no estabelecimento do objetivo.

O acordo entre Merck e J&J para a produção de vacinas da segunda foi saudado pelo mandatário. A terceira vacina aprovada para uso no país, junto à da Moderna e à da Pfizer, permitiu uma redução nos prazos, segundo Biden. A meta anterior era imunizar todos os adultos até o final de julho.

"Espero todos trabalhadores em escolas recebendo ao menos uma dose até fim de março", afirmou Biden, instando estados a buscarem o objetivo, tendo em vista a reabertura de escolas. "Estou confiante de que conseguiremos vacinar 100 milhões em 100 dias", afirmou, em referência ao objetivo estabelecido para o começo de seu mandato.

No entanto, Biden afirmou que a "luta está longe de acabar", e que as "coisas podem piorar mais uma vez com as variantes do vírus". "Espero que o Senado aprove pacote de resgate, sem recursos, não adianta o otimismo", instou, pedindo que a Casa siga o mesmo caminho da Câmara dos Representantes para a aprovação de US$ 1,9 trilhão em recursos, que incluem apoio para o combate à pandemia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;