Fechar
Publicidade

Sábado, 10 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Estados Unidos anunciam parceria entre J&J e Merck para produzir vacinas com ajuda de lei

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


02/03/2021 | 15:27


A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, anunciou durante uma coletiva de imprensa nesta terça-feira, 2, que a Johnson & Johnson formará uma parceria com a Merck para acelerar a produção de sua vacina contra a covid-19. Para auxiliar as duas farmacêuticas, o presidente americano, Joe Biden, invocará a Lei de Defesa da Produção, que permite ao governo direcionar a produção de empresas privadas.

A decisão do governo americano ocorre após um atraso no cronograma inicial de entrega dos imunizantes da J&J. A vacina, que protege contra a covid-19 com apenas uma dose, recebeu autorização para uso emergencial no país no sábado, 27.

De acordo com Psaki, os EUA deverão ter 8 milhões de vacinas da farmacêutica disponíveis até o fim desta semana. A previsão inicial era receber 10 milhões de doses logo após a aprovação do uso emergencial.

"Invocamos a lei para aliviar dois dos maiores gargalos enfrentados pela Johnson & Johnson", disse a porta-voz. Psaki informou que o governo equipará duas instalações da Merck com os padrões necessários para fabricar a vacina.

Segundo a assessora, o governo americano também aumentará o volume de vacinas da Pfizer e da Moderna enviadas semanalmente aos Estados, de 14,5 milhões para 15,2 milhões de doses.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estados Unidos anunciam parceria entre J&J e Merck para produzir vacinas com ajuda de lei


02/03/2021 | 15:27


A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, anunciou durante uma coletiva de imprensa nesta terça-feira, 2, que a Johnson & Johnson formará uma parceria com a Merck para acelerar a produção de sua vacina contra a covid-19. Para auxiliar as duas farmacêuticas, o presidente americano, Joe Biden, invocará a Lei de Defesa da Produção, que permite ao governo direcionar a produção de empresas privadas.

A decisão do governo americano ocorre após um atraso no cronograma inicial de entrega dos imunizantes da J&J. A vacina, que protege contra a covid-19 com apenas uma dose, recebeu autorização para uso emergencial no país no sábado, 27.

De acordo com Psaki, os EUA deverão ter 8 milhões de vacinas da farmacêutica disponíveis até o fim desta semana. A previsão inicial era receber 10 milhões de doses logo após a aprovação do uso emergencial.

"Invocamos a lei para aliviar dois dos maiores gargalos enfrentados pela Johnson & Johnson", disse a porta-voz. Psaki informou que o governo equipará duas instalações da Merck com os padrões necessários para fabricar a vacina.

Segundo a assessora, o governo americano também aumentará o volume de vacinas da Pfizer e da Moderna enviadas semanalmente aos Estados, de 14,5 milhões para 15,2 milhões de doses.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;