Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

BCE: apoio da política monetária será necessário bem depois do fim da pandemia



02/03/2021 | 13:35


Dirigente do Banco Central Europeu (BCE), Fabio Panetta disse nesta terça-feira, 2, que o apoio da política monetária será necessário até bem depois do fim da pandemia de covid-19. Em discurso que fez durante evento da Universidade Bocconi, em Milão, Panetta afirmou que o BCE precisará continuar agindo até que a inflação da zona do euro atinja 2%, de forma sustentável, "em um ambiente de crescimento robusto e emprego em alta".

Segundo Panetta, a perspectiva de crescimento no curto prazo está inclinada para baixo e a força da recuperação econômica, quando for possível reverter os bloqueios motivados pelo coronavírus, é incerta.

Panetta disse ainda que os riscos de se fornecer poucos estímulos continuam sendo muito maiores do que os de fornecer muitos estímulos. "Devemos estabelecer a credibilidade de nossa estratégia, ao demonstrar que aperto (monetário) não justificável não será tolerado", declarou.

Também afirmou que o recente aumento da inflação na zona do euro será temporário e que é preciso resistir à tentação de reduzir a acomodação da política monetária.

Panetta defendeu ainda que o BCE não hesite em aumentar suas compras de ativos e implementar o volume inteiro do programa emergencial conhecido como PEPP ou até mesmo ampliá-lo, se preciso.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

BCE: apoio da política monetária será necessário bem depois do fim da pandemia


02/03/2021 | 13:35


Dirigente do Banco Central Europeu (BCE), Fabio Panetta disse nesta terça-feira, 2, que o apoio da política monetária será necessário até bem depois do fim da pandemia de covid-19. Em discurso que fez durante evento da Universidade Bocconi, em Milão, Panetta afirmou que o BCE precisará continuar agindo até que a inflação da zona do euro atinja 2%, de forma sustentável, "em um ambiente de crescimento robusto e emprego em alta".

Segundo Panetta, a perspectiva de crescimento no curto prazo está inclinada para baixo e a força da recuperação econômica, quando for possível reverter os bloqueios motivados pelo coronavírus, é incerta.

Panetta disse ainda que os riscos de se fornecer poucos estímulos continuam sendo muito maiores do que os de fornecer muitos estímulos. "Devemos estabelecer a credibilidade de nossa estratégia, ao demonstrar que aperto (monetário) não justificável não será tolerado", declarou.

Também afirmou que o recente aumento da inflação na zona do euro será temporário e que é preciso resistir à tentação de reduzir a acomodação da política monetária.

Panetta defendeu ainda que o BCE não hesite em aumentar suas compras de ativos e implementar o volume inteiro do programa emergencial conhecido como PEPP ou até mesmo ampliá-lo, se preciso.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;