Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Paranapiacaba terá campo restaurado

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Primeiro com medidas oficiais no País, espaço receberá investimento de R$ 3,9 milhões


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

02/03/2021 | 00:01


O primeiro campo de futebol com medidas oficiais do Brasil, que há tempos esteve praticamente abandonado em Paranapiacaba, está prestes a ganhar uma restauração. A casa onde o Serrano Atlético Clube mandou seus jogos a partir do início dos anos 1900 e que foi o principal ponto de lazer para operários e familiares da linha férrea receberá investimento de R$ 3.927.760,26 por meio do PAC Cidades Históricas, do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), do Ministério do Turismo, do governo federal, e faz parte das intervenções para recuperação da vila inglesa – ainda estão previstos os restauros da sede da Associação Recreativa Lyra da Serra e mais de 250 imóveis. As expectativas são de início das obras no campo até o fim da semana e que até outubro esteja pronto.

Segundo informações obtidas pelo Diário junto à Prefeitura, “o projeto contempla o restauro da arquibancada, vestiários, banheiros, muro de gabião e novas áreas de arquibancada do lado oposto à área já existente. Também será contemplada toda a parte de drenagem, gramado e alambrado”.

A notícia foi festejada pelos moradores, que há tempos esperavam não apenas a recuperação de um importante espaço histórico, como pela revitalização de local que voltará a promover a prática esportiva à vila. “Cresci jogando bola neste campo e foi dele que saí para jogar no Japão, do outro lado do mundo, em 2003. Moro em frente. Abria a janela aos domingos e via cheio, com o pessoal jogando, e quando faltava alguém, gritavam para eu completar. Então, como atleta, por ter carinho enorme por ter me proporcionado jogar bola fora do País, era angustiante ver do jeito que estava. Achei que não ia viver para ver isso”, admite Karina Eduarda Barbosa, 34 anos, que, além de jogadora, é árbitra de futebol e professora de educação física, inclusive participando do projeto Campos de Paranapiacaba, dando aulas para crianças. “Sou a única que dou aula em quadra porque o campo não tem condições de uso. Então será sensacional vê-lo ativo de novo, sair da quadra e poder dar treino para as crianças no campo.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Paranapiacaba terá campo restaurado

Primeiro com medidas oficiais no País, espaço receberá investimento de R$ 3,9 milhões

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

02/03/2021 | 00:01


O primeiro campo de futebol com medidas oficiais do Brasil, que há tempos esteve praticamente abandonado em Paranapiacaba, está prestes a ganhar uma restauração. A casa onde o Serrano Atlético Clube mandou seus jogos a partir do início dos anos 1900 e que foi o principal ponto de lazer para operários e familiares da linha férrea receberá investimento de R$ 3.927.760,26 por meio do PAC Cidades Históricas, do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), do Ministério do Turismo, do governo federal, e faz parte das intervenções para recuperação da vila inglesa – ainda estão previstos os restauros da sede da Associação Recreativa Lyra da Serra e mais de 250 imóveis. As expectativas são de início das obras no campo até o fim da semana e que até outubro esteja pronto.

Segundo informações obtidas pelo Diário junto à Prefeitura, “o projeto contempla o restauro da arquibancada, vestiários, banheiros, muro de gabião e novas áreas de arquibancada do lado oposto à área já existente. Também será contemplada toda a parte de drenagem, gramado e alambrado”.

A notícia foi festejada pelos moradores, que há tempos esperavam não apenas a recuperação de um importante espaço histórico, como pela revitalização de local que voltará a promover a prática esportiva à vila. “Cresci jogando bola neste campo e foi dele que saí para jogar no Japão, do outro lado do mundo, em 2003. Moro em frente. Abria a janela aos domingos e via cheio, com o pessoal jogando, e quando faltava alguém, gritavam para eu completar. Então, como atleta, por ter carinho enorme por ter me proporcionado jogar bola fora do País, era angustiante ver do jeito que estava. Achei que não ia viver para ver isso”, admite Karina Eduarda Barbosa, 34 anos, que, além de jogadora, é árbitra de futebol e professora de educação física, inclusive participando do projeto Campos de Paranapiacaba, dando aulas para crianças. “Sou a única que dou aula em quadra porque o campo não tem condições de uso. Então será sensacional vê-lo ativo de novo, sair da quadra e poder dar treino para as crianças no campo.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;