Fechar
Publicidade

Domingo, 11 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vasco admite avaliar Marcelo Cabo e quer definir técnico na próxima semana



26/02/2021 | 18:14


Um dia após ter sacramentada a queda para a segunda divisão nacional, a diretoria do Vasco concedeu entrevista coletiva para comentar quais serão os próximos passos do clube no planejamento para a disputa da Série B na temporada 2021. E o nome de Marcelo Cabo foi citado entre os possíveis sucessores de Vanderlei Luxemburgo, que deixou o comando do time depois da vitória por 3 a 2 sobre o Goiás.

A ideia da diretoria é que o nome do novo treinador seja definido na próxima semana, quando o time vai estrear no Campeonato Carioca. "Tanto o Marcelo Cabo, que é um treinador que está sendo analisado e os outros, não estão sendo seguidos como treinador com experiência de Série B", disse o executivo de futebol do Vasco, Alexandre Pássaro, admitindo que o nome do treinador do Atlético Goianiense está sendo avaliado.

Além de definir o próximo técnico do Vasco, a diretoria tem outros desafios a encarar na temporada 2021. E o principal deles é financeiro. Já endividado, o clube carioca sofrerá com uma redução relevante nas receitas, em função da queda à Série B. Algo que preocupa o presidente Jorge Salgado.

"Poderíamos falar do passado recente e das dificuldades que encontramos, mas isso é passado e não vai resolver. A dívida é enorme, tivemos um baque indo para a Segunda Divisão e vamos ter uma perda de receita considerável", afirmou.

Apesar disso, Salgado evitou adotar um discurso de que o Vasco se resignou com o rebaixamento à Série B. O clube tenta anular o jogo com o Internacional, em que o time foi batido por 2 a 0, sob a alegação de que o VAR não foi usado para avaliar o lance do primeiro gol da equipe gaúcha.

"Sabemos que é difícil, mas desde o primeiro momento em que nos sentimos prejudicados, nós tomamos providências. Não é ficar chorando o leite derramado, mas o Vasco não merecia em hipótese alguma esse rebaixamento. Nosso time não é inferior a outros que estão melhores colocados. Fazendo uma conta, tínhamos de fazer 48 ou 50 pontos. Tivemos 18 intervenções de VAR contra o nosso clube, em três ou quatro fomos prejudicados, inclusive contra o Internacional. Vamos aguardar o que a Justiça vai fazer no sentido de reestruturar o futebol, mas as providências estão sendo tomadas", comentou.

Salgado ainda confirmou a saída de Jose Luis Moreira da vice-presidência de futebol do Vasco, mas não revelou o nome do sucessor. "Zé Luis já vinha na gestão Campello, e a gente ficou com ele para esse final de campeonato para o futebol não sofrer uma alteração. Zé Luís já deixou de ser o vice-presidente de futebol, nós ainda não temos o VP de futebol. Estamos trabalhando em alguma pessoa e vamos anunciar em algum momento. Não vamos mais ter VP de futebol que faz tudo, vai na federação, aquela figura que estamos mais acostumados vai deixar de existir", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vasco admite avaliar Marcelo Cabo e quer definir técnico na próxima semana


26/02/2021 | 18:14


Um dia após ter sacramentada a queda para a segunda divisão nacional, a diretoria do Vasco concedeu entrevista coletiva para comentar quais serão os próximos passos do clube no planejamento para a disputa da Série B na temporada 2021. E o nome de Marcelo Cabo foi citado entre os possíveis sucessores de Vanderlei Luxemburgo, que deixou o comando do time depois da vitória por 3 a 2 sobre o Goiás.

A ideia da diretoria é que o nome do novo treinador seja definido na próxima semana, quando o time vai estrear no Campeonato Carioca. "Tanto o Marcelo Cabo, que é um treinador que está sendo analisado e os outros, não estão sendo seguidos como treinador com experiência de Série B", disse o executivo de futebol do Vasco, Alexandre Pássaro, admitindo que o nome do treinador do Atlético Goianiense está sendo avaliado.

Além de definir o próximo técnico do Vasco, a diretoria tem outros desafios a encarar na temporada 2021. E o principal deles é financeiro. Já endividado, o clube carioca sofrerá com uma redução relevante nas receitas, em função da queda à Série B. Algo que preocupa o presidente Jorge Salgado.

"Poderíamos falar do passado recente e das dificuldades que encontramos, mas isso é passado e não vai resolver. A dívida é enorme, tivemos um baque indo para a Segunda Divisão e vamos ter uma perda de receita considerável", afirmou.

Apesar disso, Salgado evitou adotar um discurso de que o Vasco se resignou com o rebaixamento à Série B. O clube tenta anular o jogo com o Internacional, em que o time foi batido por 2 a 0, sob a alegação de que o VAR não foi usado para avaliar o lance do primeiro gol da equipe gaúcha.

"Sabemos que é difícil, mas desde o primeiro momento em que nos sentimos prejudicados, nós tomamos providências. Não é ficar chorando o leite derramado, mas o Vasco não merecia em hipótese alguma esse rebaixamento. Nosso time não é inferior a outros que estão melhores colocados. Fazendo uma conta, tínhamos de fazer 48 ou 50 pontos. Tivemos 18 intervenções de VAR contra o nosso clube, em três ou quatro fomos prejudicados, inclusive contra o Internacional. Vamos aguardar o que a Justiça vai fazer no sentido de reestruturar o futebol, mas as providências estão sendo tomadas", comentou.

Salgado ainda confirmou a saída de Jose Luis Moreira da vice-presidência de futebol do Vasco, mas não revelou o nome do sucessor. "Zé Luis já vinha na gestão Campello, e a gente ficou com ele para esse final de campeonato para o futebol não sofrer uma alteração. Zé Luís já deixou de ser o vice-presidente de futebol, nós ainda não temos o VP de futebol. Estamos trabalhando em alguma pessoa e vamos anunciar em algum momento. Não vamos mais ter VP de futebol que faz tudo, vai na federação, aquela figura que estamos mais acostumados vai deixar de existir", disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;