Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

CMN autoriza financiamento para beneficiamento e industrialização de leite



26/02/2021 | 14:53


O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou na quinta-feira, 25, o financiamento para beneficiamento e industrialização de leite e ampliou prazo para contratação de crédito de custeio para retenção de matizes bovinas de leite. De acordo com Ministério da Economia, a decisão amplia prazo de reembolso do crédito de custeio pecuário para retenção de matrizes bovinas de leite e autoriza Financiamentos para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP), para beneficiamento e industrialização de leite.

"O aumento dos preços dos insumos para ração das vacas leiteiras, como milho e farelo de soja, levou à queda na relação de troca entre esses insumos e o leite. Para 2021, não há expectativa de recuo no preço dos insumos, o que reduz a rentabilidade do setor", destacou a pasta.

Por isso, para evitar a descapitalização desse segmento e garantir o abastecimento do mercado, o CMN aprovou a contratação, até 30/06/2021, com recursos obrigatórios: de crédito de custeio com prazo de até dois anos para retenção de matrizes bovinas de leite; e do Financiamento para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP) para beneficiamento ou industrialização de leite, com limite de crédito de até R$ 65 milhões, taxa de juros de 6% a.a. e prazo de reembolso de até 240 meses.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

CMN autoriza financiamento para beneficiamento e industrialização de leite


26/02/2021 | 14:53


O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou na quinta-feira, 25, o financiamento para beneficiamento e industrialização de leite e ampliou prazo para contratação de crédito de custeio para retenção de matizes bovinas de leite. De acordo com Ministério da Economia, a decisão amplia prazo de reembolso do crédito de custeio pecuário para retenção de matrizes bovinas de leite e autoriza Financiamentos para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP), para beneficiamento e industrialização de leite.

"O aumento dos preços dos insumos para ração das vacas leiteiras, como milho e farelo de soja, levou à queda na relação de troca entre esses insumos e o leite. Para 2021, não há expectativa de recuo no preço dos insumos, o que reduz a rentabilidade do setor", destacou a pasta.

Por isso, para evitar a descapitalização desse segmento e garantir o abastecimento do mercado, o CMN aprovou a contratação, até 30/06/2021, com recursos obrigatórios: de crédito de custeio com prazo de até dois anos para retenção de matrizes bovinas de leite; e do Financiamento para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP) para beneficiamento ou industrialização de leite, com limite de crédito de até R$ 65 milhões, taxa de juros de 6% a.a. e prazo de reembolso de até 240 meses.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;