Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

BoE: Haldane alerta para risco de descontrole inflacionário



26/02/2021 | 09:48


O economista-chefe do Banco da Inglaterra (BoE), Andy Haldane, alertou para o "risco tangível" de que uma postura complacente dos bancos centrais leve a uma "acentuada e sustentada" alta inflacionária e dificulte o controle dos preços. Durante evento virtual nesta sexta-feira, 26, o dirigente afirmou que esse quadro poderia forçar autoridades monetárias a agirem de forma mais assertiva do que se espera no momento.

"As pessoas estão certas em ter cautela sobre os riscos dos BCs agindo de forma muito conservadora, apertando a política prematuramente. Mas, para mim, o maior risco no presente é de complacência do banco central permitindo que o gato inflacionário saia do saco", ressaltou, citando uma expressão que trata de uma eventual descontrole da trajetória da inflação.

Haldane explicou que, até agora, pressões estruturais pesaram sobre o comportamento dos preços e conjecturou que uma recuperação mais lenta da economia poderiam intensificá-las. Nesse cenário, haveria chance de que nem o robusto volume de estímulos fiscais tivesse força para impulsionar a inflação. "Mas se as economias se recuperarem, enquanto o programa de vacinação é implementado, as medidas poderiam estimular demais a economia e, com ela, a inflação", ponderou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

BoE: Haldane alerta para risco de descontrole inflacionário


26/02/2021 | 09:48


O economista-chefe do Banco da Inglaterra (BoE), Andy Haldane, alertou para o "risco tangível" de que uma postura complacente dos bancos centrais leve a uma "acentuada e sustentada" alta inflacionária e dificulte o controle dos preços. Durante evento virtual nesta sexta-feira, 26, o dirigente afirmou que esse quadro poderia forçar autoridades monetárias a agirem de forma mais assertiva do que se espera no momento.

"As pessoas estão certas em ter cautela sobre os riscos dos BCs agindo de forma muito conservadora, apertando a política prematuramente. Mas, para mim, o maior risco no presente é de complacência do banco central permitindo que o gato inflacionário saia do saco", ressaltou, citando uma expressão que trata de uma eventual descontrole da trajetória da inflação.

Haldane explicou que, até agora, pressões estruturais pesaram sobre o comportamento dos preços e conjecturou que uma recuperação mais lenta da economia poderiam intensificá-las. Nesse cenário, haveria chance de que nem o robusto volume de estímulos fiscais tivesse força para impulsionar a inflação. "Mas se as economias se recuperarem, enquanto o programa de vacinação é implementado, as medidas poderiam estimular demais a economia e, com ela, a inflação", ponderou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;