Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA bombardeia instalações de milícias apoiadas pelo Irã na Síria



26/02/2021 | 01:26


Os Estados Unidos bombardearam um conjunto de instalações na Síria, na região da fronteira entre o país e o Iraque, nesta sexta-feira, 26. Segundo o Pentágono, os ataques miravam locais usados por milícias apoiadas pelo Irã que operam na região. Não há detalhes sobre mortos ou feridos na ação.

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, disse que o ataque destruiu várias instalações em um ponto de controle de fronteira usado por grupos militantes apoiados pelo Irã. Essa foi a primeira operação do tipo realizada pelo governo do presidente Joe Biden.

Segundo o Pentágono, a ação serviu como retaliação por um ataque com foguete que matou um civil e feriu um militar norte-americano no dia 15 de fevereiro, no norte do Iraque. "Estamos confiantes de que esse alvo estava sendo usado pelos mesmos militantes xiitas que conduziram os ataques", disse o secretário da Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA bombardeia instalações de milícias apoiadas pelo Irã na Síria


26/02/2021 | 01:26


Os Estados Unidos bombardearam um conjunto de instalações na Síria, na região da fronteira entre o país e o Iraque, nesta sexta-feira, 26. Segundo o Pentágono, os ataques miravam locais usados por milícias apoiadas pelo Irã que operam na região. Não há detalhes sobre mortos ou feridos na ação.

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, disse que o ataque destruiu várias instalações em um ponto de controle de fronteira usado por grupos militantes apoiados pelo Irã. Essa foi a primeira operação do tipo realizada pelo governo do presidente Joe Biden.

Segundo o Pentágono, a ação serviu como retaliação por um ataque com foguete que matou um civil e feriu um militar norte-americano no dia 15 de fevereiro, no norte do Iraque. "Estamos confiantes de que esse alvo estava sendo usado pelos mesmos militantes xiitas que conduziram os ataques", disse o secretário da Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;