Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Flamengo perde do São Paulo, mas é bicampeão brasileiro com tropeço do Inter



25/02/2021 | 23:51


Uma derrota indolor confirmou ao Flamengo o segundo título brasileiro consecutivo nesta quinta-feira. O time não fez sua parte e perdeu para o São Paulo por 2 a 1, no Morumbi, pela última rodada. No entanto, o empate sem gols do Internacional diante do Corinthians, no Beira-Rio, confirmou a equipe carioca como campeã com a mínima vantagem, de apenas um ponto. O resultado também ajuda a equipe paulista, que garantiu vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores.

O Flamengo dependia só de uma vitória para ser campeão. Porém, abusou da condição de líder e precisou torcer para o Inter não ganhar. Para a torcida, foi uma enorme angústia ter de esperar o fim do Brasileirão ligado em duas partidas ao mesmo tempo. Para os jogadores, qualquer sufoco acabou sendo compensado pela certeza de que não há derrota capaz de se comparar à alegria de ser campeão.

O Campeonato Brasileiro de tantas trocas de liderança obviamente não teria uma rodada final previsível. A noite de definição só teve dentro do esperado a postura do Flamengo. A equipe carioca teve mais posse de bola e procurou acuar o São Paulo no Morumbi. Nos 25 primeiros minutos, foram três finalizações de uma partida quase toda disputada no campo de defesa são-paulino.

A equipe tricolor escalou uma inédita formação de três zagueiros, principalmente por não ter um lateral-esquerdo de origem à disposição para a partida. O esquema permitiu aos alas apoiar mais o ataque, enquanto a defesa ficou fortalecida. O trio conseguia vigiar bastante Gabigol e Bruno Henrique. O Flamengo rondava muito a área. Mesmo sem ser efetivo, a equipe parecia mais perto de marcar.

A noite de surpresas provocou alguns sustos no primeiro tempo vindos do Beira-Rio. Um pênalti e um gol anulados do Inter fizeram os flamenguistas irem da lamentação ao alívio. O clube carioca continuava no domínio do jogo e via o São Paulo exagerar nas faltas e receber quatro cartões amarelos só no primeiro tempo. Porém, se o futebol não costuma ter lógica, seria ainda mais improvável um Brasileiro como esse ter uma noite tão previsível.

No último lance do primeiro tempo, Éverton Ribeiro cometeu uma falta em Tchê Tchê dentro da meia-lua. O São Paulo tinha nos pés a primeira chance de uma finalização perigosa. Luciano surpreendeu, cobrou no canto do goleiro e abriu o placar. O gol valia muito para a equipe paulista, pois com a vitória parcial do Fluminense sobre o Fortaleza, a vaga não fase de grupos da Libertadores estava escapando.

O segundo tempo foi ainda mais nervoso. O gol de empate de Bruno Henrique logo no começo criou a falsa impressão de uma virada. Mas aos 13 minutos o goleiro Hugo errou na saída de bola e Pablo colocou de novo o São Paulo na frente. De novo atrás no placar, o Flamengo ainda se segurava como campeão porque no Beira-Rio o Inter parava no goleiro Cássio ou acertava a trave.

Nos mais de 30 minutos restantes até o apito final, o Flamengo tentou a todo custo o gol. Cruzamentos na área, finalizações perigosas e boas defesas de Volpi foram tão constantes quanto o seguido grito de "acabou" vindo dos jogadores do banco de reservas do São Paulo. Para completar todo o nervosismo, o Inter ainda teve um gol anulado por impedimento nos acréscimos e os jogadores do Flamengo tiveram de aguardar o fim do jogo no Beira-Rio.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 1 FLAMENGO

SÃO PAULO - Volpi; Diego Costa, Arboleda e Bruno Alves; Igor Vinícius (Galeano), Welington (Gabriel Sara), Luan (Hernanes), Tchê Tchê e Daniel Alves; Luciano (Igor Gomes) e Pablo (Tréllez). Técnico: Marcos Vizolli.

FLAMENGO - Hugo; Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Gerson, Diego (Gomes), Éverton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol (Pedro). Técnico: Rogério Ceni.

GOLS - Luciano, aos 49 minutos do primeiro tempo. Bruno Henrique, aos 5, e Pablo, aos 13 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (PR).

CARTÕE AMARELOS - Tchê Tchê, Arboleda, Daniel Alves, Igor Vinícius, Gabi, Wellington, Luciano, Éverton Ribeiro e Bruno Henrique.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Flamengo perde do São Paulo, mas é bicampeão brasileiro com tropeço do Inter


25/02/2021 | 23:51


Uma derrota indolor confirmou ao Flamengo o segundo título brasileiro consecutivo nesta quinta-feira. O time não fez sua parte e perdeu para o São Paulo por 2 a 1, no Morumbi, pela última rodada. No entanto, o empate sem gols do Internacional diante do Corinthians, no Beira-Rio, confirmou a equipe carioca como campeã com a mínima vantagem, de apenas um ponto. O resultado também ajuda a equipe paulista, que garantiu vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores.

O Flamengo dependia só de uma vitória para ser campeão. Porém, abusou da condição de líder e precisou torcer para o Inter não ganhar. Para a torcida, foi uma enorme angústia ter de esperar o fim do Brasileirão ligado em duas partidas ao mesmo tempo. Para os jogadores, qualquer sufoco acabou sendo compensado pela certeza de que não há derrota capaz de se comparar à alegria de ser campeão.

O Campeonato Brasileiro de tantas trocas de liderança obviamente não teria uma rodada final previsível. A noite de definição só teve dentro do esperado a postura do Flamengo. A equipe carioca teve mais posse de bola e procurou acuar o São Paulo no Morumbi. Nos 25 primeiros minutos, foram três finalizações de uma partida quase toda disputada no campo de defesa são-paulino.

A equipe tricolor escalou uma inédita formação de três zagueiros, principalmente por não ter um lateral-esquerdo de origem à disposição para a partida. O esquema permitiu aos alas apoiar mais o ataque, enquanto a defesa ficou fortalecida. O trio conseguia vigiar bastante Gabigol e Bruno Henrique. O Flamengo rondava muito a área. Mesmo sem ser efetivo, a equipe parecia mais perto de marcar.

A noite de surpresas provocou alguns sustos no primeiro tempo vindos do Beira-Rio. Um pênalti e um gol anulados do Inter fizeram os flamenguistas irem da lamentação ao alívio. O clube carioca continuava no domínio do jogo e via o São Paulo exagerar nas faltas e receber quatro cartões amarelos só no primeiro tempo. Porém, se o futebol não costuma ter lógica, seria ainda mais improvável um Brasileiro como esse ter uma noite tão previsível.

No último lance do primeiro tempo, Éverton Ribeiro cometeu uma falta em Tchê Tchê dentro da meia-lua. O São Paulo tinha nos pés a primeira chance de uma finalização perigosa. Luciano surpreendeu, cobrou no canto do goleiro e abriu o placar. O gol valia muito para a equipe paulista, pois com a vitória parcial do Fluminense sobre o Fortaleza, a vaga não fase de grupos da Libertadores estava escapando.

O segundo tempo foi ainda mais nervoso. O gol de empate de Bruno Henrique logo no começo criou a falsa impressão de uma virada. Mas aos 13 minutos o goleiro Hugo errou na saída de bola e Pablo colocou de novo o São Paulo na frente. De novo atrás no placar, o Flamengo ainda se segurava como campeão porque no Beira-Rio o Inter parava no goleiro Cássio ou acertava a trave.

Nos mais de 30 minutos restantes até o apito final, o Flamengo tentou a todo custo o gol. Cruzamentos na área, finalizações perigosas e boas defesas de Volpi foram tão constantes quanto o seguido grito de "acabou" vindo dos jogadores do banco de reservas do São Paulo. Para completar todo o nervosismo, o Inter ainda teve um gol anulado por impedimento nos acréscimos e os jogadores do Flamengo tiveram de aguardar o fim do jogo no Beira-Rio.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 1 FLAMENGO

SÃO PAULO - Volpi; Diego Costa, Arboleda e Bruno Alves; Igor Vinícius (Galeano), Welington (Gabriel Sara), Luan (Hernanes), Tchê Tchê e Daniel Alves; Luciano (Igor Gomes) e Pablo (Tréllez). Técnico: Marcos Vizolli.

FLAMENGO - Hugo; Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Gerson, Diego (Gomes), Éverton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol (Pedro). Técnico: Rogério Ceni.

GOLS - Luciano, aos 49 minutos do primeiro tempo. Bruno Henrique, aos 5, e Pablo, aos 13 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (PR).

CARTÕE AMARELOS - Tchê Tchê, Arboleda, Daniel Alves, Igor Vinícius, Gabi, Wellington, Luciano, Éverton Ribeiro e Bruno Henrique.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;