Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Amigos unidos para sobreviver

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Novos episódios de ‘Acampamento Jurássico’ focam em desafios para grupo se manter salvo


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

07/02/2021 | 00:01


Quando excursão especial para um complexo de entretenimento onde dinossauros são as principais atrações acaba por virar um caos, muitas situações estranhas estão por acontecer. Misturando aventura, comédia, suspense, ação e muita informação sobre esses animais que viveram na Terra há dezenas de milhões de anos, a série Jurassic World: Acampamento Jurássico tenta chamar a atenção do público infantojuvenil. Como o nome sugere, faz parte do universo da saga cinematográfica Jurassic World, com parte dessa expansão ganhando forma por meio de animação 3D.

A produção original da Netflix, realizada em parceria com a DreamWorks Animation, estreou no serviço de streaming no segundo semestre do ano passado. Agora, a segunda temporada acaba de chegar ao catálogo para dar continuidade à narrativa e mostrar como os personagens estão sobrevivendo depois que as criaturas foram soltas do cativeiro do parque. Os oito episódios têm duração de 24 minutos, em média, com opção de legendas em português ou de áudio dublado.

Todo o programa se passa antes, durante e depois dos fatos mostrados no filme Jurassic World – O Mundo dos Dinossauros (2015), um dos mais populares de toda a franquia iniciada nos anos 1990 (veja mais ao lado). A história coloca os espectadores acompanhando grupo de cinco jovens: o inteligente Darius, a influencer Brooklynn, a esportista Yasmina, o tímido Ben, a simpática Sammy e o riquinho Kenji. Eles são os primeiros visitantes do Acampamento Jurássico, nova aposta do parque para atrair turistas. Entre passeios, confusões e alterações no roteiro previsto, os dinossauros acabam soltos das jaulas e das arenas onde vivem, se espalhando pela ilha e gerando destruição nas instalações.

Se na primeira temporada os jovens tentam correr de todas as formas para pegar o último barco que deixa o local, os atuais capítulos mostram como eles irão se virar para pedir ajuda, encontrar comida, buscar refúgio seguro e tentar não cruzar o caminho de predadores. Os conhecimentos de cada um ajudam a gerar uma dinâmica que auxilia a todos, mostrando que são mais fortes como um time do que individualmente. 

Os filmes criam sempre uma tensão para os momentos onde os dinossauros aparecem, principalmente os mais ferozes. Em Acampamento Jurássico, diversas espécies surgem quase que a toda hora, o que deixa a história bem chamativa e mostra como o grupo está imerso nesta nova realidade onde são os seres pré-históricos que comandam o local. Nesse tipo de produção, quanto mais dinossauros, melhor para o público.

FRANQUIA NOS CINEMAS


JURRASIC PARK – O PARQUE DOS DINOSSAUROS (1993-2001).

A primeira trilogia a passar pelos cinemas revela as experiências de trazer os dinossauros para o mundo atual por meio de estudos científicos e como série de problemas resultam em caos no parque original, nas ilhas que servem de base para as operações e um pouco do que um Tiranossauro Rex é capaz de fazer em uma na cidade

JURASSIC WORLD – O MUNDO DOS DINOSSAUROS (2015-2021).

Nos três novos filmes, um complexo de entretenimento com dinossauros entra em colapso quando uma das ‘atrações’ foge, os humanos tentam controlar as criaturas (inclusive as inéditas e criadas misturando espécies)

e o novo filme promete mostrar os animais ambientados no mundo comum 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Amigos unidos para sobreviver

Novos episódios de ‘Acampamento Jurássico’ focam em desafios para grupo se manter salvo

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

07/02/2021 | 00:01


Quando excursão especial para um complexo de entretenimento onde dinossauros são as principais atrações acaba por virar um caos, muitas situações estranhas estão por acontecer. Misturando aventura, comédia, suspense, ação e muita informação sobre esses animais que viveram na Terra há dezenas de milhões de anos, a série Jurassic World: Acampamento Jurássico tenta chamar a atenção do público infantojuvenil. Como o nome sugere, faz parte do universo da saga cinematográfica Jurassic World, com parte dessa expansão ganhando forma por meio de animação 3D.

A produção original da Netflix, realizada em parceria com a DreamWorks Animation, estreou no serviço de streaming no segundo semestre do ano passado. Agora, a segunda temporada acaba de chegar ao catálogo para dar continuidade à narrativa e mostrar como os personagens estão sobrevivendo depois que as criaturas foram soltas do cativeiro do parque. Os oito episódios têm duração de 24 minutos, em média, com opção de legendas em português ou de áudio dublado.

Todo o programa se passa antes, durante e depois dos fatos mostrados no filme Jurassic World – O Mundo dos Dinossauros (2015), um dos mais populares de toda a franquia iniciada nos anos 1990 (veja mais ao lado). A história coloca os espectadores acompanhando grupo de cinco jovens: o inteligente Darius, a influencer Brooklynn, a esportista Yasmina, o tímido Ben, a simpática Sammy e o riquinho Kenji. Eles são os primeiros visitantes do Acampamento Jurássico, nova aposta do parque para atrair turistas. Entre passeios, confusões e alterações no roteiro previsto, os dinossauros acabam soltos das jaulas e das arenas onde vivem, se espalhando pela ilha e gerando destruição nas instalações.

Se na primeira temporada os jovens tentam correr de todas as formas para pegar o último barco que deixa o local, os atuais capítulos mostram como eles irão se virar para pedir ajuda, encontrar comida, buscar refúgio seguro e tentar não cruzar o caminho de predadores. Os conhecimentos de cada um ajudam a gerar uma dinâmica que auxilia a todos, mostrando que são mais fortes como um time do que individualmente. 

Os filmes criam sempre uma tensão para os momentos onde os dinossauros aparecem, principalmente os mais ferozes. Em Acampamento Jurássico, diversas espécies surgem quase que a toda hora, o que deixa a história bem chamativa e mostra como o grupo está imerso nesta nova realidade onde são os seres pré-históricos que comandam o local. Nesse tipo de produção, quanto mais dinossauros, melhor para o público.

FRANQUIA NOS CINEMAS


JURRASIC PARK – O PARQUE DOS DINOSSAUROS (1993-2001).

A primeira trilogia a passar pelos cinemas revela as experiências de trazer os dinossauros para o mundo atual por meio de estudos científicos e como série de problemas resultam em caos no parque original, nas ilhas que servem de base para as operações e um pouco do que um Tiranossauro Rex é capaz de fazer em uma na cidade

JURASSIC WORLD – O MUNDO DOS DINOSSAUROS (2015-2021).

Nos três novos filmes, um complexo de entretenimento com dinossauros entra em colapso quando uma das ‘atrações’ foge, os humanos tentam controlar as criaturas (inclusive as inéditas e criadas misturando espécies)

e o novo filme promete mostrar os animais ambientados no mundo comum 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;