Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Saída de S.Bernardo da Central de Convênios será ‘em breve’

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Conforme antecipado pelo Diário, cidade criará estrutura própria para relação com a FUABC


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

04/02/2021 | 00:23


Está prevista para os próximos dias a assinatura para fim do vínculo da Prefeitura de São Bernardo com a Central de Convênios, braço da FUABC (Fundação do ABC). Como antecipou o Diário ontem, o governo de Orlando Morando (PSDB) reencaminhou tratativas para criação de uma estrutura própria de diálogo com a FUABC, sem ter de reportar à Central de Convênios, que deve ser dirigida pelo vereador Almir Cicote (Avante), de Santo André (veja mais abaixo).

Tanto a FUABC quanto a Prefeitura confirmaram a criação do Complexo de Saúde do Município de São Bernardo, que terá um CNPJ único e que cuidará dos equipamentos de saúde da cidade – incluindo hospitais, UBSs (Unidades Básicas de Saúde), UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e demais prédios. Atualmente, São Bernardo e FUABC têm dois contratos assinados de cooperação, que serão unificados. Outro ponto que se altera nas relações é a aproximação da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC), cujo reitor é David Uip, na gestão da saúde pública de São Bernardo.

“A parceria terá como base três vertentes: assistência, estágios e pesquisa. A expectativa é a de que o Centro Universitário FMABC atue amplamente em todos eles, a partir da expertise de mais de 50 anos nessas áreas e da incontestável competência do corpo técnico e dos professores-doutores que estão à frente das disciplinas e especialidades”, informou a FUABC, por nota. “Nessa mesma linha, o Complexo de Saúde de São Bernardo buscará continuamente a ampliação da qualidade dos serviços prestados, com alinhamento de processos assistenciais e parcerias com organizações especializadas em sistemas de certificação e acreditação, assegurando os resultados esperados para cada etapa do atendimento à população.”

As discussões sobre esse modelo de gestão tiveram início no fim de 2019, justamente quando houve mudança no comando da FUABC. O procurador-geral do município de São Bernardo, Luiz Mario Pereira de Souza Gomes, deu lugar na presidência para Adriana Berringer Stephan, de São Caetano. O debate, porém, não avançou no ano passado. Segundo a FUABC, por culpa da pandemia de Covid-19.

“O termo de cooperação está em fase final de elaboração para assinatura dos três entes envolvidos. Em seguida, terão início os ajustes técnicos nos contratos de gestão da Fundação do ABC para adequação dos planos operativos ao novo modelo proposto. Paralelamente, será redigido o regimento interno do Complexo de Saúde, que acompanhará integralmente os compromissos assumidos pela Fundação do ABC junto ao Ministério Público do Estado de São Paulo em TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado em 2019”, adicionou a Fundação.

O governo Morando citou apenas que “a proposta já havia sido aprovada em 2019 e visa ampliar a parceria do município com a Fundação do ABC, por meio da criação do Complexo de Saúde de São Bernardo, que contará com a expertise técnica do Centro Universitário Faculdade de Medicina do ABC”.

A gestão tucana não respondeu aos questionamentos do Diário se a mudança parte pela indicação de Cicote à Central de Convênios e se houve recomendações do Ministério Público.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;