Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estado libera abertura de comércio no fim de semana

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Queda de 11% do número de internações em todo Estado fez o governo rever Plano São Paulo; Estado também anunciou linha de crédito para setor gastronômico


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

03/02/2021 | 12:46


O Grande ABC poderá reabrir o comércio a partir deste fim de semana. A revisão da reclassificação do Estado, anunciada em coletiva de imprensa, se deu, segundo o governador João Doria (PSDB), em razão da queda do número de internações em São Paulo. "Tivemos uma diminuição de 11% no número de internação nos leitos públicos e privados e o governo entende que podemos, neste momento, permitir que as atividades de fim de semana sejam retomadas, todo comércio", disse o tucano. Como a região permanece na fase laranja, os estabelecimentos comerciais devem funcionar das 6 h e às 20 h.

Houve, no entanto, desde o início desta semana pressão de representantes do setor de bares e restaurantes, que realizaram protesto na Avenida Paulista, em São Paulo, contra fechamento do setor à noite e aos finais de semana no Estado. Protesto semelhante foi feito no fim da semana passada, em Santo André.

O governador também anunciou pacote de R$ 125 milhões de crédito para os setores gastronômicos do Estado (restaurantes, bares e afins), também suspensão de pagamento de dividas por 90 dias e o parcelamento de compras por meio do Banco Desenvolve São Paulo e Banco do Povo. 

Outra notícia dada durante coletiva de imprensa é que chegam hoje, no aeroporto de Viracopos, em Campinas, insumos para confecção de 8,6 milhões de doses da Coronavac, vindos da China. "Com a entrega de mais este lote chegamos a 17,3 milhõs de vacinas do Butantan, do Brasil", ressaltou o governador. Ele também disse que foi atingida a segunda meta, de R$ 160 milhões, para construção da fábrica do instituto, que deve ser concluída no dia 30 de setembro. A previsão é que, a partir de dezembro, a Coronavac comece a ser feita integralmente pelo Brasil, já que os insumos também poderão ser feitos aqui. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estado libera abertura de comércio no fim de semana

Queda de 11% do número de internações em todo Estado fez o governo rever Plano São Paulo; Estado também anunciou linha de crédito para setor gastronômico

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

03/02/2021 | 12:46


O Grande ABC poderá reabrir o comércio a partir deste fim de semana. A revisão da reclassificação do Estado, anunciada em coletiva de imprensa, se deu, segundo o governador João Doria (PSDB), em razão da queda do número de internações em São Paulo. "Tivemos uma diminuição de 11% no número de internação nos leitos públicos e privados e o governo entende que podemos, neste momento, permitir que as atividades de fim de semana sejam retomadas, todo comércio", disse o tucano. Como a região permanece na fase laranja, os estabelecimentos comerciais devem funcionar das 6 h e às 20 h.

Houve, no entanto, desde o início desta semana pressão de representantes do setor de bares e restaurantes, que realizaram protesto na Avenida Paulista, em São Paulo, contra fechamento do setor à noite e aos finais de semana no Estado. Protesto semelhante foi feito no fim da semana passada, em Santo André.

O governador também anunciou pacote de R$ 125 milhões de crédito para os setores gastronômicos do Estado (restaurantes, bares e afins), também suspensão de pagamento de dividas por 90 dias e o parcelamento de compras por meio do Banco Desenvolve São Paulo e Banco do Povo. 

Outra notícia dada durante coletiva de imprensa é que chegam hoje, no aeroporto de Viracopos, em Campinas, insumos para confecção de 8,6 milhões de doses da Coronavac, vindos da China. "Com a entrega de mais este lote chegamos a 17,3 milhõs de vacinas do Butantan, do Brasil", ressaltou o governador. Ele também disse que foi atingida a segunda meta, de R$ 160 milhões, para construção da fábrica do instituto, que deve ser concluída no dia 30 de setembro. A previsão é que, a partir de dezembro, a Coronavac comece a ser feita integralmente pelo Brasil, já que os insumos também poderão ser feitos aqui. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;