Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Grande ABC vai receber mais 37.680 doses da Coronavac

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ao todo, região soma 77 mil imunizantes chineses; as sete cidades também têm 30.190 da Oxford


Do Diário do Grande ABC

01/02/2021 | 16:24


O Grande ABC vai receber mais 37.680 doses da Coronavac, imunizante feito em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo, com a farmacêutica chinesa Sinovac. Desta vez serão 11.770 para Santo André, 10.970 para São Bernardo, 4.750 para São Caetano, 4.320 para Mauá, 3.980 para Diadema, 1.540 em Ribeirão Pires e 350 para Rio Grande da Serra. No primeiro lote, que chegou na região em 19 de janeiro, foram 39.320, ou seja, 77 mil vacinas da Coronavac.

Também foram enviadas para as sete cidades, no dia 26 de janeiro, 30.190 doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório britânico AstraZeneca, somando assim 107.190 vacinas. Os novos imunizantes fazem parte de um montante de 8,7 milhões que serão fabricados com a chegada dos 5,6 mil litros de insumos na China, o IFA (Insumo Farmacêutico Ativo). A informação foi dada pelo governador João Doria nesta segunda-feira (1º). A previsão é que os insumos estejam em território nacional no dia 10.

Na quarta-feira (3), o Butantan receberá o primeiro lote com 5,4 mil litros de IFA previsto para este mês. A carga é enviada pela biofarmacêutica Sinovac, com sede em Pequim. O desembarque deverá acontecer no período da noite, no aeroporto de Viracopos, em Campinas. De acordo com o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, as vacinas produzidas com o lote de matéria-prima que chega nesta semana começarão a ser entregues ao Ministério da Saúde no dia 25. Com as duas cargas de insumos, a produção local deverá chegar a 600 mil doses diárias em São Paulo.

"É importante mencionar que já temos um outro pedido em andamento de 8 mil litros adicionais. A produção com esse quantitativo de matéria-prima prosseguirá muito rapidamente", afirmou Covas. Ainda nesta semana, o Butantan e o Ministério da Saúde devem confirmar o acordo para entrega de 54 milhões de doses adicionais, além das 46 milhões já definidas em contrato. "Isso vai nos permitir chegar a um total de 100 milhões de doses. Nossa programação é que possamos entregar essas doses até o começo de agosto. Estamos trabalhando a todo vapor", concluiu o Diretor do Butantan.

CRONOGRAMA

Na sexta-feira (29), São Paulo entregou ao Ministério da Saúde um lote com 1,8 milhão de doses, completando o total de 8,7 milhões de vacinas até 31 de janeiro previstas em cronograma com o Governo Federal.

Até o início da tarde desta segunda, o Vacinômetro de São Paulo registrava pouco mais de 422 mil pessoas imunizadas entre trabalhadores da saúde, indígenas, quilombolas, idosos residentes em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência a partir de 18 anos institucionalizados. O Governo do Estado também começa a vacinar os idosos acima de 85 anos em fevereiro.

De todas as vacinas disponíveis no País até o momento, 80% foram fornecidas pelo Butantan. O Governo de São Paulo já distribuiu 1,2 milhão de doses. A vacinação no Estado começou em 17 de janeiro, com a imunização de profissionais de Saúde no Hospital das Clínicas de São Paulo.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grande ABC vai receber mais 37.680 doses da Coronavac

Ao todo, região soma 77 mil imunizantes chineses; as sete cidades também têm 30.190 da Oxford

Do Diário do Grande ABC

01/02/2021 | 16:24


O Grande ABC vai receber mais 37.680 doses da Coronavac, imunizante feito em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo, com a farmacêutica chinesa Sinovac. Desta vez serão 11.770 para Santo André, 10.970 para São Bernardo, 4.750 para São Caetano, 4.320 para Mauá, 3.980 para Diadema, 1.540 em Ribeirão Pires e 350 para Rio Grande da Serra. No primeiro lote, que chegou na região em 19 de janeiro, foram 39.320, ou seja, 77 mil vacinas da Coronavac.

Também foram enviadas para as sete cidades, no dia 26 de janeiro, 30.190 doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório britânico AstraZeneca, somando assim 107.190 vacinas. Os novos imunizantes fazem parte de um montante de 8,7 milhões que serão fabricados com a chegada dos 5,6 mil litros de insumos na China, o IFA (Insumo Farmacêutico Ativo). A informação foi dada pelo governador João Doria nesta segunda-feira (1º). A previsão é que os insumos estejam em território nacional no dia 10.

Na quarta-feira (3), o Butantan receberá o primeiro lote com 5,4 mil litros de IFA previsto para este mês. A carga é enviada pela biofarmacêutica Sinovac, com sede em Pequim. O desembarque deverá acontecer no período da noite, no aeroporto de Viracopos, em Campinas. De acordo com o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, as vacinas produzidas com o lote de matéria-prima que chega nesta semana começarão a ser entregues ao Ministério da Saúde no dia 25. Com as duas cargas de insumos, a produção local deverá chegar a 600 mil doses diárias em São Paulo.

"É importante mencionar que já temos um outro pedido em andamento de 8 mil litros adicionais. A produção com esse quantitativo de matéria-prima prosseguirá muito rapidamente", afirmou Covas. Ainda nesta semana, o Butantan e o Ministério da Saúde devem confirmar o acordo para entrega de 54 milhões de doses adicionais, além das 46 milhões já definidas em contrato. "Isso vai nos permitir chegar a um total de 100 milhões de doses. Nossa programação é que possamos entregar essas doses até o começo de agosto. Estamos trabalhando a todo vapor", concluiu o Diretor do Butantan.

CRONOGRAMA

Na sexta-feira (29), São Paulo entregou ao Ministério da Saúde um lote com 1,8 milhão de doses, completando o total de 8,7 milhões de vacinas até 31 de janeiro previstas em cronograma com o Governo Federal.

Até o início da tarde desta segunda, o Vacinômetro de São Paulo registrava pouco mais de 422 mil pessoas imunizadas entre trabalhadores da saúde, indígenas, quilombolas, idosos residentes em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência a partir de 18 anos institucionalizados. O Governo do Estado também começa a vacinar os idosos acima de 85 anos em fevereiro.

De todas as vacinas disponíveis no País até o momento, 80% foram fornecidas pelo Butantan. O Governo de São Paulo já distribuiu 1,2 milhão de doses. A vacinação no Estado começou em 17 de janeiro, com a imunização de profissionais de Saúde no Hospital das Clínicas de São Paulo.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;