Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Renan diz que MDB virou 'bando' ao rifar Simone Tebet

EBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


30/01/2021 | 07:44


"Viramos um bando. Deixamos de ser partido." Foi assim que o senador Renan Calheiros (AL) definiu a mudança protagonizada pelo MDB, um dia depois da decisão da bancada de abandonar a candidatura de Simone Tebet (MS) à presidência do Senado para apoiar Rodrigo Pacheco (DEM-MG), em troca de cargos. As mensagens de Renan, que era adversário de Simone até há pouco tempo, foram postadas pelo aplicativo WhatsApp no grupo de senadores da sigla.

Na sua avaliação, o MDB "cristianizou" Simone e virou "pedinte", com a bancada "mendigando" uma conversa com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para receber "carguinhos como favor". "É o fim melancólico para quem liderou a Casa e agora foi rebaixado para a Série D", escreveu Renan, que foi presidente do Senado em uma época na qual o partido também estava à frente da Câmara.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Renan diz que MDB virou 'bando' ao rifar Simone Tebet


30/01/2021 | 07:44


"Viramos um bando. Deixamos de ser partido." Foi assim que o senador Renan Calheiros (AL) definiu a mudança protagonizada pelo MDB, um dia depois da decisão da bancada de abandonar a candidatura de Simone Tebet (MS) à presidência do Senado para apoiar Rodrigo Pacheco (DEM-MG), em troca de cargos. As mensagens de Renan, que era adversário de Simone até há pouco tempo, foram postadas pelo aplicativo WhatsApp no grupo de senadores da sigla.

Na sua avaliação, o MDB "cristianizou" Simone e virou "pedinte", com a bancada "mendigando" uma conversa com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para receber "carguinhos como favor". "É o fim melancólico para quem liderou a Casa e agora foi rebaixado para a Série D", escreveu Renan, que foi presidente do Senado em uma época na qual o partido também estava à frente da Câmara.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;