Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Cai furto de fios de cobre na região


Luciano Cavenagui e Verônica Fraidenraich
Do Diário do Grande ABC

31/05/2006 | 08:10


Os furtos de fios e cabos de cobre e alumínio, utilizados para iluminação, caíram 22% no Grande ABC. A exceção fica com São Bernardo, que teve aumento de 2% nos roubos. As informações são da AES Eletropaulo. No mês de abril, foram 12,5 mil metros roubados na região, contra 9.778 metros até o último dia 28 de maio. As cidades de Santo André e São Bernardo são as mais problemáticas, segundo Waldir Gonçalves, gerente de operação da distribuição da unidade do Grande ABC da AES Eletropaulo. Quem mais sofre com os roubos é a população, obrigada a circular por áreas sem iluminação, o rastro deixado pelos ladrões fios.

São Bernardo foi o único município que apresentou crescimento no número de furtos. Os principais bairros atingidos são Rudge Ramos, Vila Vivaldi, Jordanópolis, Baeta Neves e Centro. A Guarda Civil Municipal e as polícias Civil e Militar têm orientado os donos de empresas de ferro-velho sobre o risco de se comercializar material roubado.

O delegado do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) do município, Paul Henry Verduraz, relata que há poucos registros nas delegacias sobre o assunto e que tem conhecimento apenas das ocorrências feitas periodicamente pela fornecedora de energia. Segundo ele, a polícia está atenta ao trabalho de manutenção feito por funcionários com uniforme. Isso porque os ladrões costumam agir com roupas parecidas com as da Eletropaulo.

Santo André teve queda nos furtos de fios no último mês. O gerente de operação da AES Eletropaulo, Waldir Gonçalves, diz que não há um bairro com maior número de ocorrências em Santo André, mas cita o Centro, Campestre e Vila Guiomar como alguns dos alvos dos ladrões.

A Prefeitura informou que vários locais de fato têm sido alvo de furtos de cabos, o que dificulta o trabalho de manutenção. Segundo a administração, foi aberta licitação para definir novo contrato de gestão de iluminação pública na cidade, sem prazo para finalização.

Blitz – Na tentativa de diminuir os furtos de cabos, policiais da 3ªDelegacia do Patrimônio do Deic (Departamento Estadual de Investigações contra o Crime Organizado), especializada em roubos e furtos de cabos, realizaram terça-feira blitz em Ribeirão Pires em diversos ferros-velhos, mas não foi apreendido nenhum equipamento furtado ou roubado.

O quilo do cobre é vendido entre R$ 7 e R$ 14, e o de alumínio fica na faixa de R$ 4. Mesmo valendo tão pouco, esse material atrai ladrões que ignoram o risco de serem eletrocutados. A reposição de fios e cabos da Eletropaulo pode demorar até sete dias.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cai furto de fios de cobre na região

Luciano Cavenagui e Verônica Fraidenraich
Do Diário do Grande ABC

31/05/2006 | 08:10


Os furtos de fios e cabos de cobre e alumínio, utilizados para iluminação, caíram 22% no Grande ABC. A exceção fica com São Bernardo, que teve aumento de 2% nos roubos. As informações são da AES Eletropaulo. No mês de abril, foram 12,5 mil metros roubados na região, contra 9.778 metros até o último dia 28 de maio. As cidades de Santo André e São Bernardo são as mais problemáticas, segundo Waldir Gonçalves, gerente de operação da distribuição da unidade do Grande ABC da AES Eletropaulo. Quem mais sofre com os roubos é a população, obrigada a circular por áreas sem iluminação, o rastro deixado pelos ladrões fios.

São Bernardo foi o único município que apresentou crescimento no número de furtos. Os principais bairros atingidos são Rudge Ramos, Vila Vivaldi, Jordanópolis, Baeta Neves e Centro. A Guarda Civil Municipal e as polícias Civil e Militar têm orientado os donos de empresas de ferro-velho sobre o risco de se comercializar material roubado.

O delegado do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) do município, Paul Henry Verduraz, relata que há poucos registros nas delegacias sobre o assunto e que tem conhecimento apenas das ocorrências feitas periodicamente pela fornecedora de energia. Segundo ele, a polícia está atenta ao trabalho de manutenção feito por funcionários com uniforme. Isso porque os ladrões costumam agir com roupas parecidas com as da Eletropaulo.

Santo André teve queda nos furtos de fios no último mês. O gerente de operação da AES Eletropaulo, Waldir Gonçalves, diz que não há um bairro com maior número de ocorrências em Santo André, mas cita o Centro, Campestre e Vila Guiomar como alguns dos alvos dos ladrões.

A Prefeitura informou que vários locais de fato têm sido alvo de furtos de cabos, o que dificulta o trabalho de manutenção. Segundo a administração, foi aberta licitação para definir novo contrato de gestão de iluminação pública na cidade, sem prazo para finalização.

Blitz – Na tentativa de diminuir os furtos de cabos, policiais da 3ªDelegacia do Patrimônio do Deic (Departamento Estadual de Investigações contra o Crime Organizado), especializada em roubos e furtos de cabos, realizaram terça-feira blitz em Ribeirão Pires em diversos ferros-velhos, mas não foi apreendido nenhum equipamento furtado ou roubado.

O quilo do cobre é vendido entre R$ 7 e R$ 14, e o de alumínio fica na faixa de R$ 4. Mesmo valendo tão pouco, esse material atrai ladrões que ignoram o risco de serem eletrocutados. A reposição de fios e cabos da Eletropaulo pode demorar até sete dias.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;