Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Dados preliminares mostram que variante do Reino Unido eleva mortalidade, diz OMS



27/01/2021 | 14:22


A epidemiologista responsável pela resposta da Organização Mundial da Saúde (OMS) à pandemia de covid-19, Maria Van Kerkhove, afirmou nesta quarta-feira, 27, que a nova variante do coronavírus identificada no Reino Unido parece aumentar a mortalidade. No entanto, ela destacou que os dados ainda são preliminares, o que exige mais pesquisa científica para se ter certeza.

Na sexta-feira, 22, Van Kerkhove havia informado que os dados disponíveis até aquele momento não mostravam sinais de que a nova variante do vírus levava a mais mortes por covid-19.

A epidemiologista, contudo, ressaltou hoje que as cepas encontradas no Brasil e na África do Sul não parecem mudar o curso da pandemia.

A médica da OMS também frisou que as novas variantes do coronavírus identificadas até agora parecem não afetar os programas de vacinação com os imunizantes já disponíveis e aprovados nos países.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dados preliminares mostram que variante do Reino Unido eleva mortalidade, diz OMS


27/01/2021 | 14:22


A epidemiologista responsável pela resposta da Organização Mundial da Saúde (OMS) à pandemia de covid-19, Maria Van Kerkhove, afirmou nesta quarta-feira, 27, que a nova variante do coronavírus identificada no Reino Unido parece aumentar a mortalidade. No entanto, ela destacou que os dados ainda são preliminares, o que exige mais pesquisa científica para se ter certeza.

Na sexta-feira, 22, Van Kerkhove havia informado que os dados disponíveis até aquele momento não mostravam sinais de que a nova variante do vírus levava a mais mortes por covid-19.

A epidemiologista, contudo, ressaltou hoje que as cepas encontradas no Brasil e na África do Sul não parecem mudar o curso da pandemia.

A médica da OMS também frisou que as novas variantes do coronavírus identificadas até agora parecem não afetar os programas de vacinação com os imunizantes já disponíveis e aprovados nos países.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;