Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Indicada por Biden para Secretaria de Comércio defende supervisionar big techs



26/01/2021 | 16:06


Indicada para o cargo de secretária de Comércio dos Estados Unidos, Gina Raimondo defendeu nesta terça-feira, 26, a supervisão de práticas anticompetitivas das grandes empresas de tecnologia. Durante uma sabatina no Comitê de Comércio do Senado, a governadora de Rhode Island também afirmou que concorda com a necessidade de aumentar o salário mínimo no país.

"Eu acredito na competição e inovação. E, no que se refere às empresas de mídia social, elas precisam ser responsabilizadas pelo que colocam em sua plataforma", disse a indicada do presidente Joe Biden ao ser questionada pelos parlamentares sobre o "poder" das big techs.

No mesmo dia em que legisladores democratas apresentaram uma proposta para elevar o salário mínimo de US$ 7,25 a US$ 15 por hora até 2025, Raimondo também apoiou a proposta. Ela ressaltou que promoveu "vários" aumentos do salário mínimo durante seu mandato como governadora. "Não vimos nenhum impacto sobre o desemprego", frisou.

Durante a sessão, Raimondo também defendeu uma postura "agressiva" contra supostas práticas comerciais "desleais" da China, afirmou que a pandemia de covid-19 exacerbou as desigualdades do país e prometeu tratar o combate à mudança climática como prioridade.

Com a sabatina encerrada, os senadores podem votar se aprovam ou não a nomeação de Gina Raimondo ainda esta semana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Indicada por Biden para Secretaria de Comércio defende supervisionar big techs


26/01/2021 | 16:06


Indicada para o cargo de secretária de Comércio dos Estados Unidos, Gina Raimondo defendeu nesta terça-feira, 26, a supervisão de práticas anticompetitivas das grandes empresas de tecnologia. Durante uma sabatina no Comitê de Comércio do Senado, a governadora de Rhode Island também afirmou que concorda com a necessidade de aumentar o salário mínimo no país.

"Eu acredito na competição e inovação. E, no que se refere às empresas de mídia social, elas precisam ser responsabilizadas pelo que colocam em sua plataforma", disse a indicada do presidente Joe Biden ao ser questionada pelos parlamentares sobre o "poder" das big techs.

No mesmo dia em que legisladores democratas apresentaram uma proposta para elevar o salário mínimo de US$ 7,25 a US$ 15 por hora até 2025, Raimondo também apoiou a proposta. Ela ressaltou que promoveu "vários" aumentos do salário mínimo durante seu mandato como governadora. "Não vimos nenhum impacto sobre o desemprego", frisou.

Durante a sessão, Raimondo também defendeu uma postura "agressiva" contra supostas práticas comerciais "desleais" da China, afirmou que a pandemia de covid-19 exacerbou as desigualdades do país e prometeu tratar o combate à mudança climática como prioridade.

Com a sabatina encerrada, os senadores podem votar se aprovam ou não a nomeação de Gina Raimondo ainda esta semana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;