Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

CEO da Pfizer diz que pode alterar vacina para que seja eficaz contra variantes

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


26/01/2021 | 15:18


O CEO da Pfizer, Albert Bourla, afirmou nesta terça-feira, 26, que a farmacêutica pode modificar a composição da vacina que desenvolve em conjunto com a BioNTech para que ela seja eficaz contra novas variantes do coronavírus. Durante evento organizado pela Bloomberg, o executivo explicou que a farmacêutica testará o imunizante todas as vezes que surgirem novas cepas.

 

"Assim que descobrirmos algo que não é tão eficaz, seremos muito, muito rapidamente capazes de produzir uma dose de reforço que será uma pequena variação da vacina atual", explicou.

 

Nos últimos meses, variantes do sars-cov-2 identificadas no Reino Unido, na África do Sul e no Brasil se espalharam pelo mundo e causaram novas ondas de infecções em vários países. Cientista-chefe do governo britânico, Chris Whitty disse hoje que a recente disparada na quantidade de casos na nação insular europeia é resultado dessa mutações. "Será muito mais difícil conter essas variantes", afirmou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

CEO da Pfizer diz que pode alterar vacina para que seja eficaz contra variantes


26/01/2021 | 15:18


O CEO da Pfizer, Albert Bourla, afirmou nesta terça-feira, 26, que a farmacêutica pode modificar a composição da vacina que desenvolve em conjunto com a BioNTech para que ela seja eficaz contra novas variantes do coronavírus. Durante evento organizado pela Bloomberg, o executivo explicou que a farmacêutica testará o imunizante todas as vezes que surgirem novas cepas.

 

"Assim que descobrirmos algo que não é tão eficaz, seremos muito, muito rapidamente capazes de produzir uma dose de reforço que será uma pequena variação da vacina atual", explicou.

 

Nos últimos meses, variantes do sars-cov-2 identificadas no Reino Unido, na África do Sul e no Brasil se espalharam pelo mundo e causaram novas ondas de infecções em vários países. Cientista-chefe do governo britânico, Chris Whitty disse hoje que a recente disparada na quantidade de casos na nação insular europeia é resultado dessa mutações. "Será muito mais difícil conter essas variantes", afirmou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;