Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA diz que farão 'revisão completa' da política em relação à Coreia do Norte



22/01/2021 | 17:24


Sem dar detalhes, a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, anunciou nesta sexta-feira, 22, que os Estados Unidos farão uma "revisão completa" da política adotada em relação à Coreia do Norte. "Não há dúvidas de que os mísseis balísticos norte-coreanos são uma ameaça à paz mundial", declarou Psaki, em coletiva de imprensa.

Apesar de sua retórica mais belicosa, o ex-presidente Donald Trump conseguiu uma aproximação com o líder da Coreia do Norte, Xi Jinping, ao longo do mandato republicano. Ele foi o primeiro presidente americano a pisar em solo norte-coreano.

Ainda na seara das relações internacionais, Psaki informou que Biden falará nesta sexta, por telefone, com o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau.

Os dois vivem um momento de desconforto após o presidente americano, no primeiro dia de mandato, cassar a licença para construção do oleoduto Keystone, que ligaria EUA e Canadá. A medida foi criticada em nota oficial por Trudeau.

Uma ligação telefônica, agora para a semana que vem, para o presidente do México, López-Obrador, também foi anunciada.

Nesta coletiva, não houve menção a eventuais telefonemas ao presidente Jair Bolsonaro. Na última quarta-feira, Psaki disse não ter informações sobre os planos de Biden sobre eventualmente contatar o chefe do Palácio do Planalto.

Psaki também foi questionada na coletiva sobre o acordo comercial entre Estados Unidos e Reino Unido, mas disse que não poderia apresentar nenhum cronograma. "O foco, agora, é o combate à pandemia e à crise econômica", declarou.

Sobre a invasão do Capitólio, a porta-voz da Casa Branca limitou-se a dizer que o governo vai montar uma força-tarefa contra o que chamou de "terrorismo doméstico".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA diz que farão 'revisão completa' da política em relação à Coreia do Norte


22/01/2021 | 17:24


Sem dar detalhes, a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, anunciou nesta sexta-feira, 22, que os Estados Unidos farão uma "revisão completa" da política adotada em relação à Coreia do Norte. "Não há dúvidas de que os mísseis balísticos norte-coreanos são uma ameaça à paz mundial", declarou Psaki, em coletiva de imprensa.

Apesar de sua retórica mais belicosa, o ex-presidente Donald Trump conseguiu uma aproximação com o líder da Coreia do Norte, Xi Jinping, ao longo do mandato republicano. Ele foi o primeiro presidente americano a pisar em solo norte-coreano.

Ainda na seara das relações internacionais, Psaki informou que Biden falará nesta sexta, por telefone, com o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau.

Os dois vivem um momento de desconforto após o presidente americano, no primeiro dia de mandato, cassar a licença para construção do oleoduto Keystone, que ligaria EUA e Canadá. A medida foi criticada em nota oficial por Trudeau.

Uma ligação telefônica, agora para a semana que vem, para o presidente do México, López-Obrador, também foi anunciada.

Nesta coletiva, não houve menção a eventuais telefonemas ao presidente Jair Bolsonaro. Na última quarta-feira, Psaki disse não ter informações sobre os planos de Biden sobre eventualmente contatar o chefe do Palácio do Planalto.

Psaki também foi questionada na coletiva sobre o acordo comercial entre Estados Unidos e Reino Unido, mas disse que não poderia apresentar nenhum cronograma. "O foco, agora, é o combate à pandemia e à crise econômica", declarou.

Sobre a invasão do Capitólio, a porta-voz da Casa Branca limitou-se a dizer que o governo vai montar uma força-tarefa contra o que chamou de "terrorismo doméstico".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;