Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 2 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sto.André abre edital do hospital veterinário

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura estima aporte de R$ 4 mi e entrega da obra em abril do ano que vem


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

21/01/2021 | 04:29


A Prefeitura de Santo André lançou licitação para contratar empresa que fará a obra do hospital veterinário municipal. A concorrência, aberta nesta semana, prevê investimento de R$ 4,05 milhões e tempo de execução de 12 meses. O equipamento ficará na Rua Juquiá, bairro Paraíso. A abertura dos envelopes com as propostas está prevista para o dia 22 de fevereiro. A estimativa é entregar a estrutura em abril de 2022.

Conforme o edital, o hospital veterinário terá dois pavimentos, sendo o primeiro (térreo) com área de 407,6 metros quadrados. O piso superior terá 302,9 metros quadrados. Ainda segundo as regras da licitação, a empresa vencedora ficará encarregada pelo “fornecimento de mão de obra, materiais, equipamentos necessários, e de acordo com o memorial descritivo, planilha de quantidades e preços, cronograma físico-financeiro e projetos”.

No fim de 2019, o prefeito Paulo Serra (PSDB) anunciou que iria tocar a antiga demanda por atendimento veterinário público na cidade. A área, que pertence à Sabina Escola Parque do Conhecimento e está próxima do Parque Central, já tinha sido escolhida e a projeção de investimentos girava em torno de R$ 2 milhões, com recursos municipais.

A estimativa inicial era a de que o equipamento entrasse em funcionamento em abril deste ano, mas a pandemia de Covid-19 atrasou os planos – verbas precisaram ser realocadas na área de saúde, como construção de hospitais de campanha e compra de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).

O hospital será construído em área de 800 metros quadrados e vai contar com duas salas cirúrgicas, quatro consultórios, salas de pré e pós-cirúrgico, sala de internação, sala de observação, ambientes como recepção, espera, solarium para cães e gatos, sala de cadastro de adoções, sala de reunião, administração, copa, laboratório, além de salas de coleta, expurgo, esterilização, banho e tosa. Todos os serviços serão gratuitos. A capacidade de atendimento será de quatro cirurgias e 48 consultas por dia.
Segundo o governo de Paulo Serra, o contrato deve ser assinado em abril. A princípio, o atendimento será exclusivo a tutores que moram em Santo André. “Não há detalhes neste momento de que maneira será feita a aquisição dos equipamentos”, emendou a gestão.

DEMAIS CIDADES

Outro município que tem o debate avançado para construção do hospital veterinário municipal é São Caetano. A ideia da Prefeitura é alocar o equipamento no Civisa (Centro Integrado de Vigilância à Saúde), no bairro Mauá, englobando também o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). Mas, assim como em Santo André, a programação de abrir a estrutura em 2020 teve de ser alterada.

Em São Bernardo, licitação de construção foi colocada na rua em 2018, mas o projeto não avançou. Depois, foi firmado um convênio, via chamamento, com a Anclivepa (Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais), que vai ocupar espaço existente ao lado do CCZ, que fica na Avenida Doutor Rudge Ramos. O serviço ainda não é oferecido.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sto.André abre edital do hospital veterinário

Prefeitura estima aporte de R$ 4 mi e entrega da obra em abril do ano que vem

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

21/01/2021 | 04:29


A Prefeitura de Santo André lançou licitação para contratar empresa que fará a obra do hospital veterinário municipal. A concorrência, aberta nesta semana, prevê investimento de R$ 4,05 milhões e tempo de execução de 12 meses. O equipamento ficará na Rua Juquiá, bairro Paraíso. A abertura dos envelopes com as propostas está prevista para o dia 22 de fevereiro. A estimativa é entregar a estrutura em abril de 2022.

Conforme o edital, o hospital veterinário terá dois pavimentos, sendo o primeiro (térreo) com área de 407,6 metros quadrados. O piso superior terá 302,9 metros quadrados. Ainda segundo as regras da licitação, a empresa vencedora ficará encarregada pelo “fornecimento de mão de obra, materiais, equipamentos necessários, e de acordo com o memorial descritivo, planilha de quantidades e preços, cronograma físico-financeiro e projetos”.

No fim de 2019, o prefeito Paulo Serra (PSDB) anunciou que iria tocar a antiga demanda por atendimento veterinário público na cidade. A área, que pertence à Sabina Escola Parque do Conhecimento e está próxima do Parque Central, já tinha sido escolhida e a projeção de investimentos girava em torno de R$ 2 milhões, com recursos municipais.

A estimativa inicial era a de que o equipamento entrasse em funcionamento em abril deste ano, mas a pandemia de Covid-19 atrasou os planos – verbas precisaram ser realocadas na área de saúde, como construção de hospitais de campanha e compra de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).

O hospital será construído em área de 800 metros quadrados e vai contar com duas salas cirúrgicas, quatro consultórios, salas de pré e pós-cirúrgico, sala de internação, sala de observação, ambientes como recepção, espera, solarium para cães e gatos, sala de cadastro de adoções, sala de reunião, administração, copa, laboratório, além de salas de coleta, expurgo, esterilização, banho e tosa. Todos os serviços serão gratuitos. A capacidade de atendimento será de quatro cirurgias e 48 consultas por dia.
Segundo o governo de Paulo Serra, o contrato deve ser assinado em abril. A princípio, o atendimento será exclusivo a tutores que moram em Santo André. “Não há detalhes neste momento de que maneira será feita a aquisição dos equipamentos”, emendou a gestão.

DEMAIS CIDADES

Outro município que tem o debate avançado para construção do hospital veterinário municipal é São Caetano. A ideia da Prefeitura é alocar o equipamento no Civisa (Centro Integrado de Vigilância à Saúde), no bairro Mauá, englobando também o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). Mas, assim como em Santo André, a programação de abrir a estrutura em 2020 teve de ser alterada.

Em São Bernardo, licitação de construção foi colocada na rua em 2018, mas o projeto não avançou. Depois, foi firmado um convênio, via chamamento, com a Anclivepa (Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais), que vai ocupar espaço existente ao lado do CCZ, que fica na Avenida Doutor Rudge Ramos. O serviço ainda não é oferecido.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;