Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 2 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil perde da Polônia, mas se classifica à segunda fase do Mundial de Handebol



19/01/2021 | 19:09


A seleção brasileira masculina foi derrotada pela Polônia por 33 a 23 (13 a 11 no primeiro tempo), nesta terça-feira, na cidade do Cairo, pela terceira e última rodada do Grupo B do Mundial, disputado no Egito, mas conseguiu a classificação à segunda fase. Com dois pontos, frutos de empates contra Espanha e Tunísia, o Brasil terminou na terceira colocação da chave.

O time brasileiro entrou em quadra já classificado graças à vitória mais cedo da Espanha sobre a Tunísia por 36 a 30, que eliminou a seleção africana. Assim, o jogo contra a Polônia decidia quem avançaria na segunda posição do grupo, atrás apenas dos espanhóis. Melhor para os poloneses, que vão carregar para a próxima fase os dois pontos da vitória sobre o Brasil.

Na segunda fase, o Brasil vai abrir o Grupo 1 com apenas um ponto. Os brasileiros vão precisar vencer Hungria, Alemanha e Uruguai para ter chances de ficar entre os dois melhores na chave com os seis times para avançar às quartas de final. Já com quatro pontos, os húngaros são os primeiros adversários, nesta quinta-feira, às 11h30 (de Brasília).

Haniel mais uma vez foi o artilheiro do Brasil, com quatro gols. Toledo, Chiuffa e Gustavo anotaram três cada. Também balançaram as redes Torriani (2 gols), Rogério (2), Vini (2), Luciano (2), Teixeira (1) e Patrianova (1).

Neste Mundial, o Brasil tem desfalques importantes, já que o capitão Thiagus Petrus, o goleiro Ferrugem e o ponteiro Felipe Borges foram diagnosticados com a covid-19. Além deles, Cleber Andrade sentiu uma lesão antes da estreia e ainda não se recuperou.

Além disso, o time não conta com seu técnico Marcus "Tatá" Oliveira e mais quatro membros da comissão técnicos, todos com o novo coronavírus. Assim, o Brasil foi comandado pelos auxiliares Giancarlos Ramirez e Leonardo Bortolini e Guilherme Torriani foi chamado para o lugar de Felipe Borges.

Na última participação em um Mundial de handebol, o Brasil fez história. Em janeiro de 2019, o time comandado pelo técnico Washington Nunes terminou a competição em nono lugar depois de vencer quatro equipes europeias no torneio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil perde da Polônia, mas se classifica à segunda fase do Mundial de Handebol


19/01/2021 | 19:09


A seleção brasileira masculina foi derrotada pela Polônia por 33 a 23 (13 a 11 no primeiro tempo), nesta terça-feira, na cidade do Cairo, pela terceira e última rodada do Grupo B do Mundial, disputado no Egito, mas conseguiu a classificação à segunda fase. Com dois pontos, frutos de empates contra Espanha e Tunísia, o Brasil terminou na terceira colocação da chave.

O time brasileiro entrou em quadra já classificado graças à vitória mais cedo da Espanha sobre a Tunísia por 36 a 30, que eliminou a seleção africana. Assim, o jogo contra a Polônia decidia quem avançaria na segunda posição do grupo, atrás apenas dos espanhóis. Melhor para os poloneses, que vão carregar para a próxima fase os dois pontos da vitória sobre o Brasil.

Na segunda fase, o Brasil vai abrir o Grupo 1 com apenas um ponto. Os brasileiros vão precisar vencer Hungria, Alemanha e Uruguai para ter chances de ficar entre os dois melhores na chave com os seis times para avançar às quartas de final. Já com quatro pontos, os húngaros são os primeiros adversários, nesta quinta-feira, às 11h30 (de Brasília).

Haniel mais uma vez foi o artilheiro do Brasil, com quatro gols. Toledo, Chiuffa e Gustavo anotaram três cada. Também balançaram as redes Torriani (2 gols), Rogério (2), Vini (2), Luciano (2), Teixeira (1) e Patrianova (1).

Neste Mundial, o Brasil tem desfalques importantes, já que o capitão Thiagus Petrus, o goleiro Ferrugem e o ponteiro Felipe Borges foram diagnosticados com a covid-19. Além deles, Cleber Andrade sentiu uma lesão antes da estreia e ainda não se recuperou.

Além disso, o time não conta com seu técnico Marcus "Tatá" Oliveira e mais quatro membros da comissão técnicos, todos com o novo coronavírus. Assim, o Brasil foi comandado pelos auxiliares Giancarlos Ramirez e Leonardo Bortolini e Guilherme Torriani foi chamado para o lugar de Felipe Borges.

Na última participação em um Mundial de handebol, o Brasil fez história. Em janeiro de 2019, o time comandado pelo técnico Washington Nunes terminou a competição em nono lugar depois de vencer quatro equipes europeias no torneio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;