Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 8 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Vacinas contra a Covid-19 já estão na região; imunização simultânea será às 19h

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitos enviaram ofício ao Governo do Estado questionando o critério utilizado para divisão das doses


Do Diário do Grande ABC

19/01/2021 | 16:01


 

Atualizado às 18h25

Por volta das 15h50, a cidade de Diadema recebeu as primeiras doses da Coronavac. O imunizante veio de caminhão de São Paulo. Após a entrega em território diademense, as vacinas seguiram para Santo André e para as outras cidades da região: São Caetano, São Bernardo, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, na sequência.

O transporte das caixas com os imunizantes tem de ser feito rapidamente por conta da refrigeração. As doses suportam de 2ºC a 8ºC e, se passar disso, perdem a ativação. As 11.360 vacinas de Santo André, por exemplo, chegaram em 4,2º C e as enfermeiras já armazenaram nas geladeiras com a mesma temperatura. Em São Bernardo, as cinco caixas com as 11.840 doses chegaram por volta das 17h30 e temperatura aproximada de 3,9ºC.

A imunização simultânea nas setecidades deve acontecer às 19h. Em Santo André será no Hospital de Campanha Pedro Dell''''Antônia, em São Caetano no Complexo Hospitalar de Clínicas, em São Bernardo no Hospital de Urgências, em Diadema no Quarteirão da Saúde, em Mauá na UPA Jardim Zaíra, em Ribeirão Pires na Secretaria da Saúde. Rio Grande da Serra ainda não confirmou o local.

As primeiras doses serão destinadas aos profissionais da linha de frente da saúde e indígenas. Cada município vai receber as seguintes quantidades:

 

 

O total de doses recebido pelos municípios possibilita a cobertura de apenas 40% dos profissionais de saúde da região, afirmou o presidente do Consórcio ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB).

“O início da vacinação no Grande ABC é uma importante conquista, principalmente após todo o esforço que os sete municípios têm empenhado para salvar vidas e proteger a nossa gente, desde o início da pandemia, no ano passado. Neste primeiro momento, temos de priorizar os profissionais da Saúde que estão na linha de frente desta guerra contra o novo coronavírus e, portanto, mais vulneráveis. Vamos aguardar o envio de novas doses para ampliar nossa capacidade de imunizar os demais grupos prioritários”, afirmou.

Durante a reunião, os prefeitos também decidiram enviar ofício ao Governo do Estado questionando o critério utilizado para divisão das doses.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vacinas contra a Covid-19 já estão na região; imunização simultânea será às 19h

Prefeitos enviaram ofício ao Governo do Estado questionando o critério utilizado para divisão das doses

Do Diário do Grande ABC

19/01/2021 | 16:01


 

Atualizado às 18h25

Por volta das 15h50, a cidade de Diadema recebeu as primeiras doses da Coronavac. O imunizante veio de caminhão de São Paulo. Após a entrega em território diademense, as vacinas seguiram para Santo André e para as outras cidades da região: São Caetano, São Bernardo, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, na sequência.

O transporte das caixas com os imunizantes tem de ser feito rapidamente por conta da refrigeração. As doses suportam de 2ºC a 8ºC e, se passar disso, perdem a ativação. As 11.360 vacinas de Santo André, por exemplo, chegaram em 4,2º C e as enfermeiras já armazenaram nas geladeiras com a mesma temperatura. Em São Bernardo, as cinco caixas com as 11.840 doses chegaram por volta das 17h30 e temperatura aproximada de 3,9ºC.

A imunização simultânea nas setecidades deve acontecer às 19h. Em Santo André será no Hospital de Campanha Pedro Dell''''Antônia, em São Caetano no Complexo Hospitalar de Clínicas, em São Bernardo no Hospital de Urgências, em Diadema no Quarteirão da Saúde, em Mauá na UPA Jardim Zaíra, em Ribeirão Pires na Secretaria da Saúde. Rio Grande da Serra ainda não confirmou o local.

As primeiras doses serão destinadas aos profissionais da linha de frente da saúde e indígenas. Cada município vai receber as seguintes quantidades:

 

 

O total de doses recebido pelos municípios possibilita a cobertura de apenas 40% dos profissionais de saúde da região, afirmou o presidente do Consórcio ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB).

“O início da vacinação no Grande ABC é uma importante conquista, principalmente após todo o esforço que os sete municípios têm empenhado para salvar vidas e proteger a nossa gente, desde o início da pandemia, no ano passado. Neste primeiro momento, temos de priorizar os profissionais da Saúde que estão na linha de frente desta guerra contra o novo coronavírus e, portanto, mais vulneráveis. Vamos aguardar o envio de novas doses para ampliar nossa capacidade de imunizar os demais grupos prioritários”, afirmou.

Durante a reunião, os prefeitos também decidiram enviar ofício ao Governo do Estado questionando o critério utilizado para divisão das doses.


Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;