Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Palacio vê nova baixa em busca de vice


Raphael Rocha

19/01/2021 | 05:03


No sábado, esta coluna mostrou que o ex-vereador Fabio Palacio (PSD) via com bons olhos ter o empresário Clóvis Souza, da Giuliana Flores, como vice em uma eventual nova eleição em São Caetano. A Giuliana Flores, sediada na cidade, é a principal do ramo de entrega de flores, com forte atuação na internet, e toda história de sucesso, na visão de Palacio, agregaria à chapa depois da conturbada saída de Saul Klein (PSD), filho do fundador da Casas Bahia, Samuel Klein, da dobrada. Mas Clóvis foi taxativo em negar qualquer especulação ou sondagem. Avisou que não quer ingressar em política partidária, embora tenha sido vizinho de Palacio anos atrás.

Estremecimento

 Dentro do bloco de Fabio Palacio (PSD), a conversa sobre ter Clóvis Souza, proprietário da Giuliana Flores, como vice em uma eventual nova eleição gerou desconforto entre os principais aliados do ex-vereador e ex-prefeiturável. Vereadores próximos de Palacio não esconderam o descontentamento com o movimento do pessedista, a ponto de organizarem uma espécie de ala dentro do bloco para apresentar outro nome como vice: o vereador César Oliva (PSD). Se houver novo revés de Palacio nas urnas, Oliva voltaria para a Câmara sem maiores prejuízos.

Ameaças 

 Aliás, o empresário Clóvis Souza já corre para evitar associar seu nome e da Giuliana Flores com a política local. Tanto que ameaça de processo quem relatar a vontade de Fabio Palacio (PSD) de tê-lo como vice. 

  Promessa e dívida

 Vereador de primeiro mandato em São Bernardo e filho de um conhecido e influente diretor da extinta ETC (Empresa de Transporte Coletivo) da cidade, Lucas Ferreira (DEM) prometeu, na campanha e com registro em cartório, reduzir os gastos de seu gabinete. Garantiu que não usaria carro oficial e que cortaria pela metade o volume de despesas do escritório. Mas encaminhou a nomeação de todos os nove assessores. Parlamentares não perderam tempo em questionar o novato sobre o assunto.

 Tour 

 Com o nome cotado para ser candidato a deputado federal no ano que vem, o ex-prefeito Luiz Marinho (PT), de São Bernardo, segue em peregrinação por visita a petistas no Grande ABC. Na semana passada, se reuniu com o prefeito de Mauá, Marcelo Oliveira (PT). Ontem, com o ex-vereador e atual diretor da Fundação Florestan Fernandes, de Diadema, Manoel Eduardo Marinho, o Maninho (PT).

 Alfinetadas 

 Em Mauá, o ex-vereador e ex-vice-prefeito Paulo Eugenio Pereira Junior (PT) mostra que a língua afiada continuará no governo do correligionário Marcelo Oliveira (PT). Paulo Eugenio já criticou a nomeação de Fernando Rubinelli (PTB) como secretário de Serviços Urbanos, questionou a aproximação do ex-vereador Professor Betinho (PSL) com a gestão petista e alfinetou a indicação de Valtemir Pereira para ser diretor financeiro da Sama.

 Celebração 

 Boa parte da classe política do Grande ABC enalteceu o início da vacinação contra a Covid-19 no País, iniciada em São Paulo, no domingo, horas depois de a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ter aprovado o uso da Coronavac, em parceria do laboratório Sinovac com o Instituto Butantan, e da AztraZeneca, da Oxford em parceria com a Fiocruz. Indica descolamento com pautas ligadas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que alguns desses estavam se aproximando depois da eleição de 2018, quando o bolsonarismo contabilizou vitórias expressivas nas urnas. Em 2020, entretanto, o tom moderado foi o mais visto no pleito municipal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Palacio vê nova baixa em busca de vice

Raphael Rocha

19/01/2021 | 05:03


No sábado, esta coluna mostrou que o ex-vereador Fabio Palacio (PSD) via com bons olhos ter o empresário Clóvis Souza, da Giuliana Flores, como vice em uma eventual nova eleição em São Caetano. A Giuliana Flores, sediada na cidade, é a principal do ramo de entrega de flores, com forte atuação na internet, e toda história de sucesso, na visão de Palacio, agregaria à chapa depois da conturbada saída de Saul Klein (PSD), filho do fundador da Casas Bahia, Samuel Klein, da dobrada. Mas Clóvis foi taxativo em negar qualquer especulação ou sondagem. Avisou que não quer ingressar em política partidária, embora tenha sido vizinho de Palacio anos atrás.

Estremecimento

 Dentro do bloco de Fabio Palacio (PSD), a conversa sobre ter Clóvis Souza, proprietário da Giuliana Flores, como vice em uma eventual nova eleição gerou desconforto entre os principais aliados do ex-vereador e ex-prefeiturável. Vereadores próximos de Palacio não esconderam o descontentamento com o movimento do pessedista, a ponto de organizarem uma espécie de ala dentro do bloco para apresentar outro nome como vice: o vereador César Oliva (PSD). Se houver novo revés de Palacio nas urnas, Oliva voltaria para a Câmara sem maiores prejuízos.

Ameaças 

 Aliás, o empresário Clóvis Souza já corre para evitar associar seu nome e da Giuliana Flores com a política local. Tanto que ameaça de processo quem relatar a vontade de Fabio Palacio (PSD) de tê-lo como vice. 

  Promessa e dívida

 Vereador de primeiro mandato em São Bernardo e filho de um conhecido e influente diretor da extinta ETC (Empresa de Transporte Coletivo) da cidade, Lucas Ferreira (DEM) prometeu, na campanha e com registro em cartório, reduzir os gastos de seu gabinete. Garantiu que não usaria carro oficial e que cortaria pela metade o volume de despesas do escritório. Mas encaminhou a nomeação de todos os nove assessores. Parlamentares não perderam tempo em questionar o novato sobre o assunto.

 Tour 

 Com o nome cotado para ser candidato a deputado federal no ano que vem, o ex-prefeito Luiz Marinho (PT), de São Bernardo, segue em peregrinação por visita a petistas no Grande ABC. Na semana passada, se reuniu com o prefeito de Mauá, Marcelo Oliveira (PT). Ontem, com o ex-vereador e atual diretor da Fundação Florestan Fernandes, de Diadema, Manoel Eduardo Marinho, o Maninho (PT).

 Alfinetadas 

 Em Mauá, o ex-vereador e ex-vice-prefeito Paulo Eugenio Pereira Junior (PT) mostra que a língua afiada continuará no governo do correligionário Marcelo Oliveira (PT). Paulo Eugenio já criticou a nomeação de Fernando Rubinelli (PTB) como secretário de Serviços Urbanos, questionou a aproximação do ex-vereador Professor Betinho (PSL) com a gestão petista e alfinetou a indicação de Valtemir Pereira para ser diretor financeiro da Sama.

 Celebração 

 Boa parte da classe política do Grande ABC enalteceu o início da vacinação contra a Covid-19 no País, iniciada em São Paulo, no domingo, horas depois de a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ter aprovado o uso da Coronavac, em parceria do laboratório Sinovac com o Instituto Butantan, e da AztraZeneca, da Oxford em parceria com a Fiocruz. Indica descolamento com pautas ligadas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que alguns desses estavam se aproximando depois da eleição de 2018, quando o bolsonarismo contabilizou vitórias expressivas nas urnas. Em 2020, entretanto, o tom moderado foi o mais visto no pleito municipal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;