Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Pazuello e governadores antecipam início da vacinação para esta segunda

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Eles entraram em um acordo para que a vacinação contra a covid-19 tenha início no País já nesta segunda-feira às 17h



18/01/2021 | 08:16


Diversos governadores brasileiros reunidos na manhã desta segunda-feira, 18, com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, entraram em um acordo para que a vacinação contra a covid-19 tenha início no País já nesta segunda-feira às 17h. Eles participam de ato simbólico em Guarulhos (SP) para a distribuição das doses da Coronavac - imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan contra o novo coronavírus - do Ministério da Saúde aos Estados.

Mais cedo, governadores haviam entrado em um acordo para que a vacinação tivesse início na terça-feira (19) às 14h, porém o ministro adiantou o prazo para que as doses fossem entregues ainda hoje e aplicadas ao fim da tarde. Inicialmente, a largada para a vacinação nacional estava planejada pelo ministério para quarta-feira, dia 20, às 10h.

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), não compareceu ao evento. O Estado foi representado no evento pelo vice Rodrigo Garcia. No domingo, Doria participou de cerimônia para a aplicação da primeira dose da vacina no Brasil, logo depois que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, por unanimidade, o uso emergencial do imunizante.

Para o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, a inauguração promovida por Doria "é um gesto que coloca os governadores numa posição de segunda categoria". "Não tínhamos sequer vacinas no nosso Estado", completou.

Durante o evento, Pazuello falou que "a lealdade federativa será mantida", em uma crítica ao Doria, e destacou que o Brasil é referência em vacinação "e continuará sendo". Além de Caiado, participaram do evento governadores de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pará, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, entre outros.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, começa nesta manhã a distribuição de 4,6 milhões de doses da vacina. Os imunizantes estão no Departamento de Logística em Saúde, em São Paulo, e serão transportados para cada um dos Estados pela Força Aérea Brasileira (FAB).

A Anvisa aprovou neste domingo o uso emergencial de 6 milhões de doses da vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Com a divisão das doses entre os Estados, cerca de 1,3 milhão permanecem em São Paulo.

Segundo o ministério, a logística contará com aviões e caminhões preparados para a refrigeração dos imunizantes. Além dos aviões da FAB, aeronaves das companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass farão o transporte gratuito da vacina para as capitais brasileiras. Após a chegada dos imunizantes às capitais, a distribuição passa a ser feita por cada Estado, com apoio do Ministério da Defesa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pazuello e governadores antecipam início da vacinação para esta segunda

Eles entraram em um acordo para que a vacinação contra a covid-19 tenha início no País já nesta segunda-feira às 17h


18/01/2021 | 08:16


Diversos governadores brasileiros reunidos na manhã desta segunda-feira, 18, com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, entraram em um acordo para que a vacinação contra a covid-19 tenha início no País já nesta segunda-feira às 17h. Eles participam de ato simbólico em Guarulhos (SP) para a distribuição das doses da Coronavac - imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan contra o novo coronavírus - do Ministério da Saúde aos Estados.

Mais cedo, governadores haviam entrado em um acordo para que a vacinação tivesse início na terça-feira (19) às 14h, porém o ministro adiantou o prazo para que as doses fossem entregues ainda hoje e aplicadas ao fim da tarde. Inicialmente, a largada para a vacinação nacional estava planejada pelo ministério para quarta-feira, dia 20, às 10h.

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), não compareceu ao evento. O Estado foi representado no evento pelo vice Rodrigo Garcia. No domingo, Doria participou de cerimônia para a aplicação da primeira dose da vacina no Brasil, logo depois que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, por unanimidade, o uso emergencial do imunizante.

Para o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, a inauguração promovida por Doria "é um gesto que coloca os governadores numa posição de segunda categoria". "Não tínhamos sequer vacinas no nosso Estado", completou.

Durante o evento, Pazuello falou que "a lealdade federativa será mantida", em uma crítica ao Doria, e destacou que o Brasil é referência em vacinação "e continuará sendo". Além de Caiado, participaram do evento governadores de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pará, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, entre outros.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, começa nesta manhã a distribuição de 4,6 milhões de doses da vacina. Os imunizantes estão no Departamento de Logística em Saúde, em São Paulo, e serão transportados para cada um dos Estados pela Força Aérea Brasileira (FAB).

A Anvisa aprovou neste domingo o uso emergencial de 6 milhões de doses da vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Com a divisão das doses entre os Estados, cerca de 1,3 milhão permanecem em São Paulo.

Segundo o ministério, a logística contará com aviões e caminhões preparados para a refrigeração dos imunizantes. Além dos aviões da FAB, aeronaves das companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass farão o transporte gratuito da vacina para as capitais brasileiras. Após a chegada dos imunizantes às capitais, a distribuição passa a ser feita por cada Estado, com apoio do Ministério da Defesa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;