Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

PGR-SP entende que Estado cumpriu legislação e regras postas ao iniciar vacinação



17/01/2021 | 18:06


Ao ser questionada por uma jornalista se a vacinação em São Paulo de uma enfermeira na tarde deste domingo, 17, antes do início da campanha nacional, constituiria quebra da norma legal - conforme dito pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante evento simultâneo em Brasília - a procuradora-geral do Estado de São Paulo, Lia Porto, disse que o "Estado entende que houve cumprimento da legislação e das regras postas." A declaração foi feita em entrevista coletiva com a participação do governador João Doria.

Por sua vez, ao comentar as críticas feitas pelo ministro da Saúde à "politização" da vacina, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, foi aplaudido ao dizer que "o general Pazuello, com todo respeito, foi treinado para guerrear, para matar". "A função da Saúde é mitigar logo no primeiro momento", acrescentou Dimas, mostrando emoção.

Ao final do evento, Doria leu mensagem encaminhada pelo ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, demitido pelo presidente Jair Bolsonaro logo no início da pandemia por defender medidas de distanciamento social.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PGR-SP entende que Estado cumpriu legislação e regras postas ao iniciar vacinação


17/01/2021 | 18:06


Ao ser questionada por uma jornalista se a vacinação em São Paulo de uma enfermeira na tarde deste domingo, 17, antes do início da campanha nacional, constituiria quebra da norma legal - conforme dito pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante evento simultâneo em Brasília - a procuradora-geral do Estado de São Paulo, Lia Porto, disse que o "Estado entende que houve cumprimento da legislação e das regras postas." A declaração foi feita em entrevista coletiva com a participação do governador João Doria.

Por sua vez, ao comentar as críticas feitas pelo ministro da Saúde à "politização" da vacina, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, foi aplaudido ao dizer que "o general Pazuello, com todo respeito, foi treinado para guerrear, para matar". "A função da Saúde é mitigar logo no primeiro momento", acrescentou Dimas, mostrando emoção.

Ao final do evento, Doria leu mensagem encaminhada pelo ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, demitido pelo presidente Jair Bolsonaro logo no início da pandemia por defender medidas de distanciamento social.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;