Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Grupo se reúne em frente à sede da Anvisa em protesto contra Bolsonaro



17/01/2021 | 11:44


Um grupo de 15 pessoas liderado pelo movimento Povo Sem Medo, do MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, se reuniu nesta manhã em frente à sede da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) num protesto pró-vacina contra a covid-19 e o presidente Jair Bolsonaro.

Um boneco gigante inflável com a imagem de Bolsonaro, com as mãos sangrando, foi colocado em frente à sede da agência, que está reunida neste momento para decidir se permite ou não o uso emergencial da Coronavac e da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca.

Na noite de sábado (16), a sede da Anvisa também foi alvo de outro protesto pela liberação da vacina e contra Bolsonaro. Um grupo projetou nas paredes do prédio da agência imagens com o dizer "Vacina já" e fotos do presidente com os dizeres "Genocida" e "Fora Capeta".

A expectativa é de que a reunião da Anvisa dure, no máximo, até as 15h deste domingo e a diretoria colegiada tome sua decisão com relação ao uso emergencial das vacinas. A palavra da autoridade regulatória é o último passo para disponibilizar à população as vacinas que estão no País.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grupo se reúne em frente à sede da Anvisa em protesto contra Bolsonaro


17/01/2021 | 11:44


Um grupo de 15 pessoas liderado pelo movimento Povo Sem Medo, do MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, se reuniu nesta manhã em frente à sede da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) num protesto pró-vacina contra a covid-19 e o presidente Jair Bolsonaro.

Um boneco gigante inflável com a imagem de Bolsonaro, com as mãos sangrando, foi colocado em frente à sede da agência, que está reunida neste momento para decidir se permite ou não o uso emergencial da Coronavac e da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca.

Na noite de sábado (16), a sede da Anvisa também foi alvo de outro protesto pela liberação da vacina e contra Bolsonaro. Um grupo projetou nas paredes do prédio da agência imagens com o dizer "Vacina já" e fotos do presidente com os dizeres "Genocida" e "Fora Capeta".

A expectativa é de que a reunião da Anvisa dure, no máximo, até as 15h deste domingo e a diretoria colegiada tome sua decisão com relação ao uso emergencial das vacinas. A palavra da autoridade regulatória é o último passo para disponibilizar à população as vacinas que estão no País.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;