Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Alemanha já aplicou 1 milhão de vacinas; Sérvia recebe doses da Sinopharm



16/01/2021 | 20:50


Com informações da Associated Press

A Alemanha realizou mais de 1 milhão de vacinações, ao passo que os números de novas infecções e mortes continuam altos e as autoridades ponderam se devem aumentar medidas de bloqueio. Dados divulgados neste sábado pelo centro nacional de controle de doenças, o Instituto Robert Koch, mostraram que quase 1,05 milhão de vacinações foram registradas - 79.759 a mais que um dia antes - no país de 83 milhões de habitantes.

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e os 16 governadores de Estado do país irão falar na terça-feira sobre como proceder com as medidas de bloqueio, que devem expirar em 31 de janeiro. No sábado, a Alemanha registrou 18.678 casos confirmados e 980 mortes por covid-19 nas 24 horas anteriores. O país informou 139 casos por 100 mil residentes nos últimos sete dias - acima do máximo de 50 que autoridades desejam alcançar.

Na Espanha, o ministro da Saúde, Salvador Illa, disse que o governo está mantendo a sua promessa de vacinar grande parte de sua população até o verão do Hemisfério Norte, apesar do atraso na distribuição da vacina Pfizer-BioNTech. A Espanha registrou 49.197 novos casos na sexta-feira, seu maior número diário desde o início da pandemia.

Illa disse que, embora a Espanha deva receber apenas 56% das doses esperadas na próxima semana da Pfizer, o programa de vacinação da Espanha atingiu "velocidade de cruzeiro". A farmacêutica norte-americana Pfizer anunciou na sexta-feira que reduzirá temporariamente entregas de vacinas por três a quatro semanas para países europeus enquanto aumenta a capacidade de produção. Illa afirmou que não há mudança no calendário de suprimento. "Até o verão, vamos garantir que 70% dos espanhóis recebam a vacina." A Espanha administrou 768 mil doses da vacina Pfizer-BioNTech. O país também está aplicando a vacina Moderna, com menos de 500 doses administradas até agora.

A Sérvia recebeu 1 milhão de doses da vacina chinesa contra o novo coronavírus da Sinopharm, tornando-se o primeiro país europeu a obter quantidades substanciais da vacina, o suficiente para vacinar 500 mil pessoas. O presidente sérvio Aleksandar Vucic recebeu a remessa no aeroporto de Belgrado neste sábado, dizendo que vai se vacinar para mostrar às pessoas que a vacina chinesa é segura.

A Sérvia importou até agora quantidades menores das vacinas norte-americanas e alemãs da Pfizer-BioNTech e das vacinas russas Sputnik V. A Sérvia está buscando formalmente a adesão à UE, mas também vem estabelecendo laços estreitos com Rússia e China.

Na Hungria, o primeiro-ministro, Viktor Orban, disse que a aprovação da vacina chinesa Sinopharm pode ocorrer em questão de dias, segundo reportagem da CGTN. Isso faria da Hungria o primeiro país da União Europeia a receber a vacina contra a covid-19 da China. Autoridades do governo anunciaram ter chegado a um acordo com a Sinopharm na quinta-feira. Em entrevista à rádio pública da Hungria, Orban incitou reguladores a "agirem responsavelmente" mas "rapidamente".

A China relatou neste sábado 130 novas infecções com o novo coronavírus confirmadas, mas sem mortes. A Comissão Nacional de Saúde disse que 90 desses casos confirmados ocorreram na província de Hebei, adjacente a Pequim, onde ocorreu o maior surto recente do país. Outros 23 casos ocorreram na província de Heilongjiang, no nordeste, segundo a comissão. Houve 15 infecções que foram determinadas como contraídas no exterior. O número de mortos na China é de 4.635, com um total de 88.118 casos confirmados.

A Indonésia registrou um número recorde diário de casos do novo coronavírus pelo quarto dia consecutivo. Segundo o Ministério da Saúde, foram 14.224 novas infecções nas 24 horas até sábado. A contagem diária no país chegou a 11 mil casos na quarta-feira, depois subiu para 11.557 na quinta-feira e 12.818 na sexta-feira.

O total de casos registrados de covid-19 na Indonésia chegou a 896.642 neste sábado, tornando-se o maior número no Sudeste Asiático e o segundo na Ásia, atrás apenas dos 10,5 milhões de casos da Índia. O país registrou 25.767 mortes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alemanha já aplicou 1 milhão de vacinas; Sérvia recebe doses da Sinopharm


16/01/2021 | 20:50


Com informações da Associated Press

A Alemanha realizou mais de 1 milhão de vacinações, ao passo que os números de novas infecções e mortes continuam altos e as autoridades ponderam se devem aumentar medidas de bloqueio. Dados divulgados neste sábado pelo centro nacional de controle de doenças, o Instituto Robert Koch, mostraram que quase 1,05 milhão de vacinações foram registradas - 79.759 a mais que um dia antes - no país de 83 milhões de habitantes.

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e os 16 governadores de Estado do país irão falar na terça-feira sobre como proceder com as medidas de bloqueio, que devem expirar em 31 de janeiro. No sábado, a Alemanha registrou 18.678 casos confirmados e 980 mortes por covid-19 nas 24 horas anteriores. O país informou 139 casos por 100 mil residentes nos últimos sete dias - acima do máximo de 50 que autoridades desejam alcançar.

Na Espanha, o ministro da Saúde, Salvador Illa, disse que o governo está mantendo a sua promessa de vacinar grande parte de sua população até o verão do Hemisfério Norte, apesar do atraso na distribuição da vacina Pfizer-BioNTech. A Espanha registrou 49.197 novos casos na sexta-feira, seu maior número diário desde o início da pandemia.

Illa disse que, embora a Espanha deva receber apenas 56% das doses esperadas na próxima semana da Pfizer, o programa de vacinação da Espanha atingiu "velocidade de cruzeiro". A farmacêutica norte-americana Pfizer anunciou na sexta-feira que reduzirá temporariamente entregas de vacinas por três a quatro semanas para países europeus enquanto aumenta a capacidade de produção. Illa afirmou que não há mudança no calendário de suprimento. "Até o verão, vamos garantir que 70% dos espanhóis recebam a vacina." A Espanha administrou 768 mil doses da vacina Pfizer-BioNTech. O país também está aplicando a vacina Moderna, com menos de 500 doses administradas até agora.

A Sérvia recebeu 1 milhão de doses da vacina chinesa contra o novo coronavírus da Sinopharm, tornando-se o primeiro país europeu a obter quantidades substanciais da vacina, o suficiente para vacinar 500 mil pessoas. O presidente sérvio Aleksandar Vucic recebeu a remessa no aeroporto de Belgrado neste sábado, dizendo que vai se vacinar para mostrar às pessoas que a vacina chinesa é segura.

A Sérvia importou até agora quantidades menores das vacinas norte-americanas e alemãs da Pfizer-BioNTech e das vacinas russas Sputnik V. A Sérvia está buscando formalmente a adesão à UE, mas também vem estabelecendo laços estreitos com Rússia e China.

Na Hungria, o primeiro-ministro, Viktor Orban, disse que a aprovação da vacina chinesa Sinopharm pode ocorrer em questão de dias, segundo reportagem da CGTN. Isso faria da Hungria o primeiro país da União Europeia a receber a vacina contra a covid-19 da China. Autoridades do governo anunciaram ter chegado a um acordo com a Sinopharm na quinta-feira. Em entrevista à rádio pública da Hungria, Orban incitou reguladores a "agirem responsavelmente" mas "rapidamente".

A China relatou neste sábado 130 novas infecções com o novo coronavírus confirmadas, mas sem mortes. A Comissão Nacional de Saúde disse que 90 desses casos confirmados ocorreram na província de Hebei, adjacente a Pequim, onde ocorreu o maior surto recente do país. Outros 23 casos ocorreram na província de Heilongjiang, no nordeste, segundo a comissão. Houve 15 infecções que foram determinadas como contraídas no exterior. O número de mortos na China é de 4.635, com um total de 88.118 casos confirmados.

A Indonésia registrou um número recorde diário de casos do novo coronavírus pelo quarto dia consecutivo. Segundo o Ministério da Saúde, foram 14.224 novas infecções nas 24 horas até sábado. A contagem diária no país chegou a 11 mil casos na quarta-feira, depois subiu para 11.557 na quinta-feira e 12.818 na sexta-feira.

O total de casos registrados de covid-19 na Indonésia chegou a 896.642 neste sábado, tornando-se o maior número no Sudeste Asiático e o segundo na Ásia, atrás apenas dos 10,5 milhões de casos da Índia. O país registrou 25.767 mortes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;